Bioética Ambiental e Educação Ambiental: levantando a reflexão a partir da percepção

  • Marta Luciane Fischer Pontifícia Universidade Católica do Paraná
  • Lays Cherobim Parolin Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Universidade Estadual Paulista e Embrapa Florestas
  • Thalita Bastida Vieira Universidade Federal do Paraná
  • Flávia Roberta Amend Garbado Colégio Positivo
Palavras-chave: Antropocentrismo, Biocentrismo, Morretes, Unidade de Conservação

Resumo

A bioética ambiental visa despertar compreensão do certo e errado enquanto condutas ambientais, cuja informação e sensibilização são insuficientes, sendo necessário reeducar. Objetivou-se avaliar a percepção ambiental de população vizinha à Unidades de Conservação, em Morretes, Paraná. Os entrevistados evidenciaram percepção positiva das áreas verdes, sendo a possibilidade de exploração ecoturística e visão antropocêntrica mais evidente na área rural, enquanto na urbana predominou a ética biocêntrica; perceberam pouca degradação ambiental e relacionaram os animais silvestres à sua função ecológica, indicando poucos malefícios, atribuindo sujeira aos mamíferos e transmissão de doenças aos insetos. A análise da percepção ambiental possibilita compreender a relação homem/natureza e subsidiar desenvolvimento de projetos e ações em conservação através da educação ambiental e de princípios da bioética ambiental.

Biografia do Autor

Marta Luciane Fischer, Pontifícia Universidade Católica do Paraná
Bióloga pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, mestre e doutora em Zoologia pela Universidade Federal do Paraná; Professora titular do curso de Ciências Biológicas, docente do Programa de Mestrado em Bioética, Coordenadora do CEUA da Pontifícia Universidade Católica do Paraná
Lays Cherobim Parolin, Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Universidade Estadual Paulista e Embrapa Florestas
Bióloga pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, especialista em Conservação da Natureza e Educação Ambiental também pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, mestre e doutoranda em Biologia Animal pela Universidade Estadual Paulista; Estagiária de pós-graduação da Embrapa Florestas
Thalita Bastida Vieira, Universidade Federal do Paraná
Bióloga pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, especialista em Conservação da Natureza e Educação Ambiental também pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, mestranda em Ciências Biológicas ênfase em Entomologia pela Universidade Federal do Paraná.
Flávia Roberta Amend Garbado, Colégio Positivo
Bióloga pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, especialista em Meio Ambiente, Educação e Desenvolvimento pela Universidade Federal do Paraná, Mestre pelo do Programa de Mestrado em Bioética Pontifícia Universidade Católica do Paraná e professora no Colégio Positivo.
Publicado
2017-03-31
Como Citar
Fischer, M. L., Cherobim Parolin, L., Bastida Vieira, T., & Amend Garbado, F. R. (2017). Bioética Ambiental e Educação Ambiental: levantando a reflexão a partir da percepção. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 12(1), 58-84. https://doi.org/10.34024/revbea.2017.v12.2271
Seção
Artigos