Programa castellense de coleta seletiva de lixo: um estudo de caso do município de Presidente Castello Branco (SC)

Autores

  • Priscila Cassiano de Almeida Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, PR
  • Cidmar Ortiz dos Santos Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, PR

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2016.v11.2266

Palavras-chave:

Resíduos Sólidos Urbanos, Políticas Ambientais, Tomada de Consciência Ambiental.

Resumo

Este trabalho teve como temática um estudo de caso do Programa Castellense de Coleta Seletiva de Lixo (resíduos sólidos urbanos – RSU), desenvolvido desde o ano de 2007 no município de Presidente Castello Branco, localizado no oeste de Santa Catarina. A sua implantação teve ampla participação do Poder Público municipal e da comunidade castellense. O objetivo principal desse trabalho é levantar informações que auxiliem os diversos atores interessados a julgar interesses e valores de políticas ambientais voltadas a realidade do município, para a melhoria de qualidade de vida dos castellenses. Os resultados evidenciam a importância da responsabilidade compartilhada entre Poder Público e a população na tomada de consciência sobre a problemática do lixo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Priscila Cassiano de Almeida, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, PR

Atualmente coordeno Projetos e Programas voltados ao Desenvolvimento Sustentável para o município de Presidente Castello Branco – SC, num período de vinte horas. Durante o ano de 2014 trabalhei para a empresa H2O Ambiental como analista ambiental, onde executava projetos para licenciamento ambiental. Participei no ano de 2012, do programa de voluntariado do Parque Estadual Fritz Plaumann de Concórdia/ SC. Nesse programa fui responsável por recepcionar os visitantes e informa-los sobre a flora, fauna e história do parque. Nesse mesmo ano fui professora substituta de biologia, para Ensino Médio, na CNEC- Colégio Cenecista Dr. Julio Cesar Ribeiro Neves, unidade de Concórdia/SC. Ainda em 2012 proferi palestras sobre educação ambiental, mais especificamente sobre resíduos sólidos, para SIPAT (Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho) do supermercado Passarela e para a SDR (Secretaria de Desenvolvimento Regional) da mesma cidade. Em 2011 contribui para elaboração de estudos ambientais juntamente com uma equipe multidisciplinar, onde fui responsável pelo levantamento faunístico da região do futuro empreendimento. Também atuei como auxiliar técnico, do programa de monitoramento e conservação de mastofauna para três grandes Usinas Hidrelétricas da região oeste de Santa Catarina. Nesse trabalho auxiliava o técnico a campo, onde era responsável pela anotação de dados pela identificação e biometria de roedores e marsupiais. FORMAÇÃO 2006-2010 Ciências Biológicas com ênfase em Biotecnologia – UNOESC Joaçaba/SC – CRBio 75313/03 - D. 06/ 2012 a 12/2012 Pós Graduação em Educação Ambiental – UNC Concórdia/ SC. 08/2012 a 03/2013 Curso de formação para Educadores Ambientais- CDA Itá/ SC. 07/2014 a 12/2015 Pós Graduação em Gestão Ambiental para Municípios – Universidade Tecnológica Federal do Paraná – em andamento.

Publicado

2016-06-30

Como Citar

Almeida, P. C. de, & Santos, C. O. dos. (2016). Programa castellense de coleta seletiva de lixo: um estudo de caso do município de Presidente Castello Branco (SC). Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 11(2), 324–341. https://doi.org/10.34024/revbea.2016.v11.2266

Edição

Seção

Relatos de Experiências
Recebido em 2016-01-15
Aceito em 2016-06-08
Publicado em 2016-06-30

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)