Dispositivos audiovisuais na educomunicação socioambiental escolar: Explorações políticas e estéticas

Autores

  • Marcus Vinícius Staudt Centro Universitário Univates, Lajeado, RS
  • Jane Márcia Mazzarino Centro Universitário Univates, Lajeado, RS

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2016.v11.2233

Palavras-chave:

Educomunicação Socioambiental, Ambiente Escolar, Audiovisual, Estudo Bibliográfico.

Resumo

Este artigo reflete sobre o uso do audiovisual em processos de educomunicação socioambiental escolar. Quais os desafios e as potencialidades que o uso destes dispositivos midiáticos em processos de educomunicação socioambiental apresentam? Busca-se resposta a esta questão utilizando-se o método bibliográfico. Abordam-se as contribuições da educomunicação socioambiental na Educação Ambiental, a educomunicação como uma estratégia de sedução no espaço escolar, o audiovisual como um desafio para professores e sua potencialidade pedagógica. Conclui-se essa abordagem como sendo um exercício político por meio de dispositivos que exploram a criatividade, a ludicidade e a construção da sustentabilidade no espaço escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcus Vinícius Staudt, Centro Universitário Univates, Lajeado, RS

Mestrando no Programa de Pós-Graduação Scritu Sensu em Ambiente e Desenvolvimento do Centro Universitário Univates. Possui graduação em Comunicação social, com habilitação em Jornalismo, bacharelado pelo Centro Universitário Univates. E-mail: mstaudt@univates.br

Jane Márcia Mazzarino, Centro Universitário Univates, Lajeado, RS

Doutora e mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Graduada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Professora permanente do Centro Universitário Univates. E-mail: janemazzarino@univates.br

Downloads

Publicado

2016-03-31

Como Citar

Staudt, M. V., & Mazzarino, J. M. (2016). Dispositivos audiovisuais na educomunicação socioambiental escolar: Explorações políticas e estéticas. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 11(1), 157–172. https://doi.org/10.34024/revbea.2016.v11.2233

Edição

Seção

Artigos
Recebido em 2015-11-24
Aceito em 2016-03-11
Publicado em 2016-03-31