A inserção dos catadores como empecilho para aquisição de metas no Plano de Gestão dos Resíduos Sólidos municipais

Autores

  • Cisnara Pires Amaral Universidade de Santa Cruz do Sul
  • Diosnel Antonio Rodriguez Lopez Universidade de Santa Cruz do Sul

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2016.v11.2153

Palavras-chave:

resíduos sólidos, gestão, catadores

Resumo

O trabalho consta de uma revisão bibliográfica onde ocorreu a análise dos Planos de Gerenciamento de Resíduos Sólidos de cinco municípios situados na região centro-oeste do estado do Rio Grande do Sul, atendendo a Lei 12. 305/10 que incentiva a coleta seletiva, a integração dos catadores de materiais recicláveis em cooperativas e a inserção desses munícipes na economia local. Conclui-se que um dos maiores empecilhos para a inclusão de metas favoráveis será a aceitação, organização destes munícipes que trabalham em condições insalubres, necessitando urgentemente de políticas públicas que priorizem e minimizem a exclusão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cisnara Pires Amaral, Universidade de Santa Cruz do Sul

Professora universitária da URI/ Santiago, mestranda em Tecnologia Ambiental pela Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC. O trabalho aborda as relações entre os catadores e a sociedade, frente a gestão dos resíduos sólidos municipais.

Downloads

Publicado

30-09-2016

Como Citar

Amaral, C. P., & Lopez, D. A. R. (2016). A inserção dos catadores como empecilho para aquisição de metas no Plano de Gestão dos Resíduos Sólidos municipais. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 11(4), 78–89. https://doi.org/10.34024/revbea.2016.v11.2153

Edição

Seção

Artigos
Recebido: 2015-08-02
Aceito: 2016-09-09
Publicado: 2016-09-30

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.