Avaliação dos resultados obtidos com a implantação do Programa Criança Ecológica na Floresta Estadual de Bebedouro (SP)

Autores

  • Alessandra Nicolau Pinheiro Fernandes Instituto Florestal de São Paulo, São Paulo, SP
  • Mayra Cristina Prado de Moraes Universidade Federal de São Carlos, Sorocaba, SP
  • Gabriela Galetti Radar Propriedades Agrícolas S.A.
  • Silvio Cesar Moral Marques Universidade Federal de São Carlos, Sorocaba, SP
  • Ismail Barra Nova de Melo Universidade Federal de São Carlos, Sorocaba, SP

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2017.v12.2086

Palavras-chave:

Educação Ambiental, Ecopedagogia, Unidade de Conservação.

Resumo

Neste trabalho realizou-se a avaliação dos resultados obtidos com a implantação do Projeto Estratégico de Educação Ambiental do Governo do Estado de São Paulo denominado Criança Ecológica, que foi executado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SMA) na Floresta de Bebedouro. Avaliou-se o resultado dos relatórios pós-visita elaborados pela Coordenadoria de Educação Ambiental da SMA, interpretando os dados das visitações de escolas e municípios, a divulgação da área e a satisfação dos visitantes, com o objetivo de se verificar através da comparação com as ações propostas pelo Projeto, se foram atingidas as metas na área de estudo

Biografia do Autor

Alessandra Nicolau Pinheiro Fernandes, Instituto Florestal de São Paulo, São Paulo, SP

Possui graduação em Tecnologia de Turismo pela Universidade Módulo (2002), é Mestre em Ciências Ambientais pela UFSCar, Campus de Sorocaba, Programa de Pós Graduação em Sustentabilidade na Gestão Ambiental. Funcionária efetiva da Secretaria de Estado do Meio Ambiente desde 1994, atualmente lotada na Floresta Estadual de Bebedouro do Instituto Florestal, Membro do Conselho Mun. de Turismo da Prefeitura Municipal de Bebedouro,do Conselho Municipal de Meio Ambiente da Prefeitura Municipal de Bebedouro.

Mayra Cristina Prado de Moraes, Universidade Federal de São Carlos, Sorocaba, SP

Bacharel em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp). Mestre em Sustentabilidade na Gestão Ambiental pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCcar) e atualmente Doutoranda no Programa de Pós graduação em Ciências Ambientais; na UFSCar. Possui experiência nas áreas de impactos ambientais, ecologia de paisagens, geoprocessamento e áreas protegidas.

Gabriela Galetti, Radar Propriedades Agrícolas S.A.

Engenheira Florestal formada pela Faculdade de Ciências Agronômicas - UNESP (2010). Mestranda em "Sustentabilidade na Gestão Ambiental" na Universidade Federal de São Carlos (Ufscar). Principais áreas de interesse: Licenciamento Ambiental, Conservação da Biodiversidade, aplicação de Geoprocessamento em Recursos Naturais, Gestão e Planejamento Ambiental, Ecologia de Paisagem, Restauração Florestal, Recuperação de Áreas Degradadas

Silvio Cesar Moral Marques, Universidade Federal de São Carlos, Sorocaba, SP

Possui graduação em Administração (1993) e Filosofia (1996) pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas, mestrado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1999) e doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (2005). Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal de São Carlos, campus Sorocaba. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Ética, atuando principalmente nos seguintes temas: filosofia da biologia, utilitarismo, ética empresarial.

Ismail Barra Nova de Melo, Universidade Federal de São Carlos, Sorocaba, SP

Possui graduação em Estudos Sociais Licenciatura Plena Em Geografia pela Faculdade de Educação São Luís (1991), mestrado em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2003) e doutorado em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2007). Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal de São Carlos. Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Cartografia, atuando principalmente nos seguintes temas: descoberta; experiência; cientista, cartografia; ensino, histórico, linguagem gráfica, cartografia escolar, formação inicial; currículo, maquete;ensino; cartografia escolar e educação ambiental; ensino; geografia. É docente do Programa de Pós-Graduação em Sustentabilidade em Gestão Ambiental. É coordenador do Curso de Geografia.

Downloads

Publicado

31-03-2017

Como Citar

Fernandes, A. N. P., Moraes, M. C. P. de, Galetti, G., Marques, S. C. M., & Melo, I. B. N. de. (2017). Avaliação dos resultados obtidos com a implantação do Programa Criança Ecológica na Floresta Estadual de Bebedouro (SP). Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 12(1), 12–23. https://doi.org/10.34024/revbea.2017.v12.2086

Edição

Seção

Artigos
##plugins.generic.dates.received## 2015-04-23
##plugins.generic.dates.accepted## 2017-01-04
##plugins.generic.dates.published## 2017-03-31

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Obs .: Este plugin requer que pelo menos um plugin de estatísticas / relatório esteja ativado. Se seus plugins de estatísticas fornecerem mais de uma métrica, selecione também uma métrica principal na página de configurações do site do administrador e / ou nas páginas de configurações do gerente da revista.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.