Convergências e divergências nos discursos e nas práticas de consumo dos professores

Autores

  • Hérica Maria Saraiva Melo Universidade Federal do Piauí, Teresina, PI
  • Denis Barros de Carvalho Universidade Federal do Piauí, Teresina, PI

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2016.v11.2006

Palavras-chave:

Práticas de Consumo, Discursos, Professores.

Resumo

Este artigo analisou convergências e divergências entre o discurso e a prática de consumo. A pesquisa utilizou entrevistas em profundidade com professores de uma escola técnica vinculada à Universidade Federal do Piauí. A partir da análise qualitativa de conteúdo surgiram aspectos da racionalidade econômica e ecológica. Os resultados demonstraram que a prática de consumo nem sempre é coerente com o discurso ambientalmente responsável, pela existência de elementos motivacionais (falta de interesse, comodidade) e contextuais (restrições de tempo, cultura, aspectos financeiros).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Hérica Maria Saraiva Melo, Universidade Federal do Piauí, Teresina, PI

Psicóloga do Colégio Técnico de Teresina, escola técnica vinculada à Universidade Federal do Piauí e Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente da Universidade Federal do Piauí.

Denis Barros de Carvalho, Universidade Federal do Piauí, Teresina, PI

Professor adjunto da Universidade Federal do Piauí, vinculado ao Departamento de Fundamentos da Educação (CCE) e ao Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente (TROPEN).

Downloads

Publicado

2016-03-31

Como Citar

Melo, H. M. S., & Carvalho, D. B. de. (2016). Convergências e divergências nos discursos e nas práticas de consumo dos professores. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 11(1), 108–129. https://doi.org/10.34024/revbea.2016.v11.2006

Edição

Seção

Artigos
Recebido em 2015-01-14
Aceito em 2015-12-28
Publicado em 2016-03-31