Conservar é Preciso: uma avaliação preliminar

Autores

  • Rosemeri Carvalho Marenzi
  • Laura Piatto
  • Renata Muniz Ventura
  • katiuscia Wilhelm Kangerski

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2013.v8.1735

Palavras-chave:

Educação Ambiental, Conservação, Floresta Atlântica

Resumo

O Projeto “Conservar é Preciso” iniciou em 2000, de uma parceria entre a Universidade do Vale do Itajaí e a Fundação Praia Vermelha de Conservação da Natureza objetivando a conservação da Morraria da Praia Vermelha, Penha, SC. Atende escolas da região, adotando dinâmicas, apresentações e trilha interpretativa, sendo destacados aspectos do ecossistema, suas funções, inter-relações e os problemas e ameaças incidentes. Este Projeto já atendeu em torno de 5000 participantes e passou por um sistema de avaliação, sendo verificado que, mesmo atuando pontualmente, contribui com o processo de educação ambiental por meio de fatores cognitivos e afetivos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosemeri Carvalho Marenzi

Doutora, professora e pesquisadora do Laboratório de Planejamento e Manejo de Unidades de Conservação da Universidade do Vale do Itajaí.

Laura Piatto

Oceanógrafa, ex bolsista de Extensão do Laboratório de Planejamento e Manejo de Unidades de Conservação da Universidade do Vale do Itajaí.

Renata Muniz Ventura

Bióloga, ex bolsista de Extensão do Laboratório de Planejamento e Manejo de Unidades de Conservação da Universidade do Vale do Itajaí.

katiuscia Wilhelm Kangerski

Diretora Geral da Fundação Praia Vermelha de Conservação da Natureza

Downloads

Publicado

28-02-2014

Edição

Seção

Artigos
Recebido: 2011-03-03
Aceito: 2011-08-30
Publicado: 2014-02-28

Artigos Semelhantes

<< < 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.