Explorando o consumo de energia: uma sequência didática para o ensino médio

Autores

  • Vinícius Barbosa Alves Universidade de Pernambuco
  • Nancy Lima Costa Universidade de Pernambuco
  • Claudemiro Lima Junior Universidade de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2024.v9.16445

Palavras-chave:

Energia, Consumo, Grandezas e Medidas, Educação Ambiental

Resumo

Questões relacionadas ao consumo energético, abordadas sob tema “Grandezas e Medidas”, podem vir a ser utilizadas como forma de Educação Ambiental. Neste trabalho, são disponibilizadas sequências didáticas voltadas para turmas do Ensino Médio que visam tornar o ensino de matemática mais atrativo, ao mesmo tempo que sensibiliza os estudantes ao uso sustentável de energia. A elaboração das sequências seguiu as orientações dos documentos oficiais e foi estruturada conforme as etapas propostas por Fedathi. Espera-se que a integração entre Educação Ambiental e matemática sensibilize os estudantes ao uso sustentável de energia, além de promover a formação de cidadãos críticos e engajados na preservação do meio ambiente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Claudemiro Lima Junior, Universidade de Pernambuco

Engenheiro Mecânico pela Escola Politécnica da Universidade de Pernambuco (UPE) (2003), mestrado em Engenharia Mecânica com ênfase em Energia Eólica pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE (2006), doutorado em Tecnologias Energéticas e Nucleares, com ênfase em Fontes Renováveis pela UFPE (2013), Livre Docente pela UPE (2021) e Especialista em Ciência de Dados e Analytics (2022). Atualmente, é Professor Associado da UPE - Campus Petrolina, coordenador do Laboratório de Física e Energias Renováveis e do Espaço de Inovação da UPE Campus Petrolina, coordenador do Lócus de Inovação Renovável Sertão, no Sertão do São Francisco (SECTI-PE/Facepe) e coordenador do Espaço de Inovação da UPE Campus Petrolina. Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental (PPGCTA-UPE), desenvolve e orienta projetos de pesquisa e inovação na área de ciências ambientais, atuando principalmente em estudos de potenciais energéticos e tecnologias para o aproveitamento de fontes renováveis de energia no Semiárido: sistemas fotovoltaicos integrados à rede, Sujidade em painéis fotovoltaicos, impacto ambientais de sistemas fotovoltaicos flutuantes, turbinas eólicas de pequeno porte em áreas semiáridas e estimativa de biomassa florestal. Foi vice-coordenador do PPGCTA-UPE de 2017 a 2022. Atuou como coordenador do Projeto de PD Plataforma Solar de Petrolina- Chesf/ANEEL (2021), na meta de impacto ambiental. Desenvolveu e coordenou a Residência Tecnológica em AGRO 4.0 (2023) que envolveu 10 fazendas do Vale do São Francisco e resultou em 8 MVPs. Coordenou o polo PE/BA Projeto Indústria 4.0 financiado pela Sudene, onde participaram 8 indústrias, resultando em 7 MVPs. Atualmente, coordena duas metas do Projeto Agritech- NE, financiamento de R$1.382.000,00 pelo Ministério de Integração e Desenvolvimento Regional.

Referências

ALVES, D. de S., SILVA, F. V. V., LIMA, R. L. F. de A., RIBEIRO, E. M. S. Interações ecológicas na Caatinga: uma proposta de sequência didática utilizando seminários e o aplicativo Kahoot. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 15, n.1, 2020.

BARBOSA, L. H. M. Aprendizagem baseada em problemas e o ensino de ciências. Revista Brasileira de Ensino de Ciências e Tecnologia, v. 3, n.1, 2010.

BERALDO, D.; SILVA, L.; RODRIGUES, T.; VALE, T.; VESTENA, S. Educação Ambiental em instituições públicas de ensino como estratégia para a sustentabilidade. Revista Insignare Scientia, v. 5, n. 1, 2022.

BIZZO, N.; GIORDAN, M. Matemática e Meio Ambiente. São Paulo: Ática, 2002.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP nº 2. DF, 2012. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/rcp002_12.pdf>. Acesso em 25 de fevereiro de 2024.

BRASIL. Lei nº 9795 -27 de abril de 1999. DF, 1999. Disponível em: <https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9795.htm>. Acesso em 20 de fevereiro de 2024.

BELLEMAIN, P. M. B; BIBIANO, M. F. A.; SOUZA, C. F. Estudar grandezas e medidas na Educação Básica. Em Teia – Revista de Educação Matemática e Tecnológica Iberoamericana, v. 9, n.1, 2018

BUCUSSI, A. A. Introdução ao Conceito de Energia. 2007. 32f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Física) – Instituto de Física, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, 2007.

CARVALHO, G. S.; GIL-PÉREZ, D. Formação de Professores em Ciências: tendências e inovações. São Paulo: Cortez, 2009.

COSTA, D. E.; GONÇALVES, T. O. Compreensões, Abordagens, Conceitos e Definições de Sequência Didática na área de Educação Matemática. Boletim de Educação Matemática, v. 36, 2022.

FAZENDA, I. C. A. Didática e Interdisciplinaridade. 7. ed. Campinas: Papirus, 2002.

MEDEIROS, W. K. B. Projeto “educação para o consumo consciente de energia elétrica”: um relato de experiência. Anais... IV CONEDU. Campina Grande: Realize Editora, 2017.

MINAYO, M. C. S. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 9 ed. São Paulo: Hucitec, 2007.

MOREIRA, H.; CALEFFE, L. G. Metodologia da Pesquisa para o Professor Pesquisador. 2. ed. Rio de Janeiro: Lamparina, 2006.

NAPOLEÃO, P. C. R., COSTA, A. G., ARAÚJO, M. P. M. Importância ambiental, ecológica e econômica das microalgas: uma sequência didática para o ensino médio. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v.17, n.4, 2022.

NEVES, S. S. M. A Matemática no Contexto da Educação Ambiental: relações de aprendizagem. Dissertação (Programa de Pós-Graduação de Educação em Ciências e Matemática), Universidade Federal do Pará, 2009, 127f. Disponível em: <https://repositorio.ufpa.br/jspui/bitstream/2011/2044/6/Dissertacao_MatematicaEducacaoAmbiental.pdf > Acesso em 20 de fevereiro de 2024.

PAULINO, T. F.; PINTO, M. S.; COSTA, G. V.; BAMBIRRA, M. B.; PAULINO, E. S. Atividade de extensão como método para a melhor utilização da energia para estudantes do ensino fundamental. Revista Brasileira de Educação Ambiental, São Paulo, v. 11, n. 5, 2017.

PINHEIRO, D. K.; KOHLRAUSCH, F. Educação Ambiental: uso consciente da energia elétrica e aplicação de alternativas para diminuição do consumo. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental, v.4, n.4, 2011.

PEREZ, M. 2008. 201f. Grandezas e Medidas: representações sociais de professores do ensino fundamental. Tese (Programa de Pós-Graduação em Educação) – Universidade Federal do Paraná. Disponível em: <https://acervodigital.ufpr.br/xmlui/bitstream/handle/1884/16117/Grandezas%20e%20Medidas-Representa%3f%3fes%20Sociais%20de%20Professores%20do%20Ensino%20Fundamental.pdf?sequence=1&isAllowed=y> Acesso em: 25 de fevereiro de 2024.

POZO, J. I. Aprendizes e mestres: a nova cultura da aprendizagem. Porto Alegre: Artmed, 2002.

RIOS, M. C.; VALE, J. F.; Rocha, M. P. Educação Ambiental e Sustentabilidade: reflexões conceituais e históricas. In: Anais do I Encontro Internacional de Educação Ambiental e Sustentabilidade, Universidade Federal do Amapá, Macapá, 2013.

SÁ, M. A.; OLIVEIRA, M. A.; NOVAES, A. S. R. A Importância da Educação Ambiental para o Ensino Médio. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 10, n. 3, p. 60-68, 2015a.

SÁ, M.A.; OLIVEIRA, M.A.; NOVAES, A.S.R. Educação Ambiental nas Escolas Estaduais de Floresta (PE). Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 10, n. 1, 2015b.

SENA, T. T. O; SOUZA, A. A.; SOUZA, A. G. Consumo consciente de Energia Elétrica, Estatística e o AVALE. Com a Palavra o Professor, v. 1, n. 1, 2016.

SILVA, V. C. N. 2021. 75f. O Ensino da Matemática e as Questões Ambientais. Monografia (Instituto de Matemática e Estatística) - Universidade Federal Fluminense. Disponível em: <https://app.uff.br/riuff/bitstream/handle/1/25495/TCC_Victor%20Correia%20Nunes%20da%20Silva.pdf?sequence=1&isAllowed=y>. Acesso em: 25 de fevereiro de 2024.

Downloads

Publicado

01-04-2024

Como Citar

Alves, V. B., Costa, N. L., & Lima Junior, C. (2024). Explorando o consumo de energia: uma sequência didática para o ensino médio. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 19(2), 478–490. https://doi.org/10.34024/revbea.2024.v9.16445

Edição

Seção

Artigos
##plugins.generic.dates.received## 2024-03-14
##plugins.generic.dates.accepted## 2024-03-25
##plugins.generic.dates.published## 2024-04-01

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.