Coleção didática do Núcleo de Educação Ambiental da Universidade Federal Rural de Pernambuco: o legado Hazin

Autores

  • Clara de Oliveira Xavier Universidade Federal do Espírito Santo
  • Pollyana Christine Gomes Roque Universidade Federal de São Paulo
  • Mariana Guimarães de Azevêdo Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Paulo Guilherme Vasconcelos de Oliveira Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Fábio Hissa Vieira Hazin Universidade Federal Rural de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2024.v19.16157

Palavras-chave:

Biodiversidade Marinha; Chondrichthyes; Coleção Didática Zoológica; Curadoria; Sensibilização Ambiental.

Resumo

O desafio de ampliar o conhecimento sobre a diversidade de espécies marinhas é evidente devido às dimensões territoriais, áreas remotas e heterogeneidade ambiental. O Laboratório de Oceanografia Pesqueira da UFRPE desenvolveu projetos entre 1994 e 2020, que integram a coleção zoológica do Núcleo de Educação Ambiental Professor Fábio Hazin. Exemplares íntegros ou segmentados foram identificados, preservados úmidos ou secos e tombados. Foram registrados quatro classes, 21 ordens, 37 famílias e 59 táxons, destacando Carcharhiniformes, Myliobatiformes e Lamniformes. As coleções proporcionam a compreensão prática da biodiversidade, sensibilizando o público para a conservação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AHYONG, S.T. et al. Subphylum Crustaceae Brünnich, 1772. 2011. In: Zhang Z.-Q (Ed). Animal biodiversity: An outline of higher-level classification and survey of taxonomic richness. Zootaxa, 3148(1):165. DOI: 10.11646/zootaxa.3148.1.33.

AZEVEDO, H.J.C.C. et al. O uso de coleções zoológicas como ferramenta didática no ensino superior: um relato de caso. 2012. Revista Práxis, v. 4, n. 7. DOI: https://doi.org/10.25119/praxis-4-7-548.

BEZERRA, A.M.R. Coleções científicas de mamíferos. 2012. I – Brasil. Boletim da Sociedade Brasileira de Mastozoologia 65: 19 2. ISSN 1808-0413.

CARPENTER, K.E.; DE ANGELIS, N. (eds.). The living marine resources of the Eastern Central Atlantic. Vol. 3: Bony fishes part 1 (Elopiformes to Scorpaeniformes). 2016. FAO Species Identification Guide for Fishery Purposes,Rome, FAO. pp. 1511-2350.

CARVALHO-FILHO, A. et al. First report of rare pomfrets (Teleostei: Bramidae) from Brazilian waters, with a key to Western Atlantic species. 2009. Zootaxa, Vol. 2290 No. 1: 16. DOI: https://doi.org/10.11646/zootaxa.2290.1.1.

CAZELLI, S., MARANDINO, M., STUDART, D. Educação e Comunicação em Museus de Ciências: aspectos históricos, pesquisa e prática. 2003. In: Educação e Museu: a construção social do caráter educativo dos museus de ciências ed. Rio de Janeiro: FAPERJ, Editora Access.

CHASE, J.M et al. Ecosystem decay exacerbates biodiversity loss with habitat loss. 2020. Nature 584, 238-243.

COMPAGNO, L.J.V. FAO Species Catalogue. Vol. 4. Sharks of the World. An annotated and illustrated catalogue of shark species known to date. Part 1. Hexanchiformes to Lamniformes. 1984ª. FAO Fisheries Synopsis 125 Vol. 4, Part 1: 1–249.

COMPAGNO, L.J.V. FAO Species Catalogue. Vol. 4. Sharks of the World. An annotated and illustrated catalogue of shark species known to date. Part 2. Carcharhiniformes. 1984b. FAO Fisheries Synopsis 125 Vol. 4, Part 2: 251–655.

DIRZO, R.; MENDONZA, E. Biodiversity. Encyclopedia of Ecology, Volume 3, 2019, Pages 243-252. DOI: https://doi.org/10.1016/B978-008045405-4.00460-2.

FAITH, D.P. A Singular Concept of Biodiversity Remains the Best Way to Address the Plural Values of Nature in Conservation Planning. 2021. Conservation 2021, 1, 342-349. https://doi.org/10.3390/conservation1040026.

FERREIRA, R.C.P et al. Abundance and diversity of deep-sea crustaceans (Decapoda and Isopoda) in the upper slope of the state of Pernambuco–Brazil: With five new records. 2023. Regional Studies in Marine Science 60 (2023) 102878.

FIGUEIREDO, J.L.; MENEZES, N.A. Manual de peixes marinhos do Sudeste do Brasil. II. Teleostei (1). 1980. São Paulo, Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo, llOp 1980.

FISCHER, L.G.; PEREIRA, L.E.D.; VIEIRA, J. P. Peixes estuarinos e costeiros. 2011. 2. ed. – Rio Grande 131 p.: il.; 21 cm. ISBN 978-85-912095-1-4.

FRICKE, R; ESCHMEYER, W.; VAN DER LANN, R. Eschmeyer’s Catalog of Fishes: Genera, Species, References. 2024.Disponível em: <http://researcharchive.calacademy.org/research/ichthyology/catalog/fishcatmain.asp>. Acesso em:Janeiro, 2024.

JEREB, P. et al. Cephalopods of the World. An Annotated and Illustrated Catalogue of Cephalopod Species Known to Date. 2016. Vol. 3. Octopods and vampire squids. FAO Species Catalogue for Fishery Purposes 3(4):370p.

JOÃO, M.C.A. et al. Coleções zoológicas didáticas: uma ferramenta para a conservação da biodiversidade costeira. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v.17, n.1, 2022, p.229–246.

KAWASAKI, C.S.; OLIVEIRA, L.B. Biodiversidade e educação: as concepções de biodiversidade dos formadores de professores de biologia. 2003.Atas do IV Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências. Baurú, SP, 2003.

KRASILCHIK, M. 2008. Prática de Ensino de Biologia. 4.ª ed. Revista e ampliada., 2ª reimpr. - São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo.

LAST, P et al. Rays of the world. 2016. CSIRO Publishing, Comstock Publishing Associates. i-ix + 1-790.

MARANDINO, M.; RODRIGUES, J.; SOUSA, M. P. Coleções como estratégia didática para a formação de professores na pedagogia e na licenciatura deciências biológicas. 2014. Apresentação de trabalho no V Enebio/ II Erebio, SP, p. 1- 12.

MELO, G.A.S. Manual de identificacao dos brachyura (caranguejos e siris) do litoral brasileiro. 1996. Editora Plêiade, São Paulo.

MITTERMEIIER, R.A. Primate diversity and the tropical forest. 1988. In: E.O. Wilson (Ed.) Biodiversity. National Academy Press, Washington D.C.

MORA, C et al. How Many Species Are There on Earth and in the Ocean? 2011. PLoS Bio l 9(8): e1001127.

MOSER, A. de S et al. Coleção biológica de macro invertebrados: Uma alternativa no ensino sob uma perspectiva da Educação Ambiental (EA). Revista Educação Ambiental em Ação, v.XX, n.82, 2019.

PAIVA, R.J. Família Cirolanidae Dana, 1852 (Crustacea, Isopoda) do norte e nordeste do Brasil. 2012. Dissertação de Mestrado – Oceanografia. Universidade Federal de Pernambuco.

PEIXOTO, L.S. Primeira Coleção Didática de Zoologia da Universidade Federal da Integração Latino-Americana. 2012. 40 f. Monografia (Especialização em Ensino de Ciências) – Programa de Pós-Graduação em Ensino à Distância, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Medianeira, 2012.

PEREIRA, D.V.O.; PEREIRA, W. Montagem da coleção didática de tubarões e raias com ocorrência no litoral sergipano para utilização em Educação Ambiental a partir de visitação e exposição. Revista Educação Ambiental em Ação, v.XX, n.82, 2011.

PIMENTA, A.L et al. A importância da curadoria de coleções zoológicas do subfilo vertebrata para a comunidade científica. 2017.Revista presença. Ano 2. Edição Especial (Edição-9). [S.l.], v. 3, p. 17-34. ISSN 2447-1534.

PINHEIRO, M. dos S.; SCOPEL, J.M.; BORDIN, J. Confecção de uma coleção didática para o ensino de Zoologia: Conhecer para preservar o Litoral Norte do Rio Grande do Sul. Scientia cum Industria, v. 5, n. 3, 2017, p.156-160.

PYKE, G.H. e EHRLICJ, P. Biological collections and ecological/environmental research: a review, some observations and a look to the future. 2010. Biol Rev Camb Philos Soc, v.85, n.2, 2010, p.247-66.

SILVA, H.R.; KRELLING, A.P. Marixo: desenvolvimento de uma coleção didática e científica referente a lixo marinho e análise de sua eficiência como ferramenta de Educação Ambiental. 2019. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v.14, n.4, 2019, p.09-24.

SILVA, R.L.; PRUDÊNCIO, C.A.V.; CAIAFA, A.N. Contribuições da Educação Ambiental crítica para o processo de ensino e aprendizagem em ciências visando à formação cidadã. Investigações em Ensino De Ciências, v.23, n.3, 2018, pp.60-81.

SISTEMA DA INFORMAÇÃAO SOBRE A BIODIVERSIDADE BRASILEIRA. 2017. Ementa (descrição). Sistema da Informação sobre a Biodiversidade Brasileira (SiBBr). Disponível em: <https://www.sibbr.gov.br/>. Acesso em 04 de nov. de 2023.

STOCKLMAYER, M.S.; GUIMARÃES, V. F. e SILVA, G.A. Implantação de centros e museus de ciências. 2002. Programa de Apoio ao Desenvolvimento da Educação em Ciência Padec/UFRJ, Casa da Ciência, UFRJ, p68.

TONINI, L et al. coleção didática de peixes no Instituto Nacional da Mata Atlântica (INMA), Santa Teresa, Espírito Santo, Brasil: subsídios para o Ensino de Zoologia. Bol. Mus. Biol. Mello Leitão (N. Sér.), v.38, n.4, 2016, pp.347-362.

VALENTIM, D.S.S.; COSTA-CAMPOS, C. E. A coleção didática de anfíbios no ensino de ciências em escola da rede estadual do município de Macapá, Amapá. Biota Amazônia ISSN 2179-5746, v. 7, n. 1, 2017, p. 1-5.

VASKE-JÚNIOR, T.; COSTA, F.A.S. Lula e polvos da costa brasileira. 2011.184p.; il.; 21 cm (Coleção Habitat, v. 5) ISBN: 978-85-7563-842-2.

VIANA, S.; DE CARVALHO, M.R.; GOMES, U.L. Taxonomy and morphology of species of the genus Squalus Linnaeus, 1758 from the Southwestern Atlantic Ocean (Chondrichthyes: Squaliformes: Squalidae). Zootaxa, v.4133, n.1, 2016, p.1-89.

YOUNG, R.; VECCHIONE, M.; MANGOLD, K. Cephalopoda Cuvier 1797. Octopods, squids, nautiluses, etc. 2019. Disponível em: <http://tolweb.org/>. Acesso em 04 de nov. de 2023.

ZAHERN, H.; YOUNG, P.S. As coleções zoológicas brasileiras: panorama e desafios. Ciência e Cultura., São Paulo, v. 55, n. 3, 2003, p. 24-26.

ZENG, Y. et al. DNA barcoding of Mobulid Ray Gill Rakers for Implementing CITES on Elasmobranch in China. 2016. Scientific Reports, v.6, 2016, p.37567.

Downloads

Publicado

01-06-2024

Como Citar

Xavier, C. de O., Roque, P. C. G., Azevêdo, M. G. de, Oliveira, P. G. V. de, & Hazin, F. H. V. (2024). Coleção didática do Núcleo de Educação Ambiental da Universidade Federal Rural de Pernambuco: o legado Hazin. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 19(3), 214–228. https://doi.org/10.34024/revbea.2024.v19.16157

Edição

Seção

Artigos
Recebido: 2024-01-16
Aceito: 2024-02-29
Publicado: 2024-06-01

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.