Como estão sendo produzidas as cartilhas em Educação Ambiental no Brasil?

Autores

  • Janaína Pinheiro Gonçalves Secretaria Municipal de Educação do município de Abaetetuba-PA
  • Raynon Joel Monteiro-Alves Universidade do Estado do Pará
  • José Alex Batista Pereira Universidade Federal do Pará

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2023.v18.15135

Palavras-chave:

Educação ambiental, Interdisciplinaridade;, Material paradidático, Popularização da Ciência

Resumo

Este estudo reportou a produção de cartilhas em Educação Ambiental (EA) no Brasil a partir de uma busca por artigos científicos em português e inglês no Scielo e no Google Acadêmico, durante o período de 2010 a 2022. Nesse contexto, foram selecionados 29 artigos e suas respectivas cartilhas, as quais abordavam temas sobre resíduos sólidos, problemas socioambientais e fauna. Evidencia-se que as cartilhas foram elaboradas, sobretudo, em formato impresso, por meio de PowerPoint, Word ou CANVA, mediante pesquisas de campo in loco e possuíam, principalmente, finalidade informativa. Em 46,5% dos casos, houve a aplicação da cartilha como ferramenta pedagógica ao público-alvo. Diante do exposto, as cartilhas em EA configuram-se como uma abordagem viável e aplicável e possuem a função de informar e orientar  sobre fenômenos socioambientais, além de serem importantes ferramentas de EA, Popularização e o ensino de Ciência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Janaína Pinheiro Gonçalves, Secretaria Municipal de Educação do município de Abaetetuba-PA

LICENCIATURA PLENA EM CIÊNCIAS NATURAIS - QUÍMICA pela Universidade do Estado do Pará (2013), MESTRADO em CIÊNCIAS AMBIENTAIS pela Universidade do Estado do Pará (2016), e DOUTORA em Biodiversidade e Biotecnologia da REDE BIONORTE/UFPA.

Raynon Joel Monteiro-Alves, Universidade do Estado do Pará

Graduado em Ciências Naturais com habilitação em Biologia, pela Universidade do Estado do Pará (2013), Mestre em Ciências Ambientais, pela Universidade do Estado do Pará (2016) e Doutor em Biodiversidade e Biotecnologia, da Rede Bionorte, Universidade Federal do Pará (2023), Laboratório de Monitoramento e Conservação Ambiental.

José Alex Batista Pereira, Universidade Federal do Pará

Licenciatura em Ciências Naturais com Habilitação em Biologia - Universidade do Estado do Pará,
Licenciatura em Pedagogia - Faculdade de Educação e Tecnologia da Amazônia e Mestrando do Programa de Pós-graduação em Cidades, Territórios e Identidades (PPGCITI) da Universidade Federal do Pará - UFPA.

Referências

ALBUQUERQUE, R. et al. Estratégias para Educação Ambiental sobre o ecossistema manguezal na Educação Básica. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 16, n. 5, p. 115-133, 2021.

ALMEIDA, F.; NICOLAU, M. A reconfiguração do livro didático em versão digital: uma ideia de sustentabilidade. Revista Temática, n. 1, p. 1-10, 2013.

ALVES, R.F.; SOUSA, J.S. Resíduos sólidos no município de Perdizes (MG): uma cartilha educativa. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 15, n. 7, p. 297-313, 2020.

ALVES, R.J.M. et al. Processo metodológico de elaboração de uma cartilha educativa socioambiental e suas possíveis aplicações na sociedade. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 14, n. 2, p. 69-85, 2019.

ANDRADE, D.B.; FERNANDES, M.L.O. Construindo escola sustentável: elaboração e utilização de cartilha como ferramenta de Educação Ambiental. Revista eletrônica EcoDebate, p. 1-17, 2017.

ARORA, C. et al. Development and validation of health education tools and evaluation questionnaires for improving patient care in lifestyle related diseases. Journal of clinical and diagnostic research: JCDR, v. 11, n. 5, p. JE06, 2017.

BACELAR, B.M.F. et al. Metodologia para elaboração de cartilhas em projetos de Educação Ambiental em micro e pequenas empresas. Recife (PE): Jepex, 2009.

BARROS, H.S. et al. Gerenciamento dos resíduos sólidos domiciliares em Mossoró/RN: elaboração de uma cartilha educativa. Revista Geotemas, v. 6, n. 2, p. 110-123, 2016.

BOMFÁ, C.L.Z.; CASTRO, J.E.E. Desenvolvimento de revistas científicas em mídia digital: o caso da Revista Produção Online. Ciência da informação, v. 33, p. 39-48, 2004.

BRASIL. Lei nº 9.795, de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a Educação Ambiental, institui a Política Nacional da Educação Ambiental e dá outras providências. Brasília, Diário Oficial, 27 de abril de 1999. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L9795.htm>. Acesso em: 10 out. 2022.

CARVALHO FILHO, J.A.A. et al. Gestão de resíduos farmacêuticos, descarte inadequado e suas consequências nas matrizes aquáticas. Revista Brasileira de Meio Ambiente. v. 4, n. 1, p. 228-240, 2018.

FERREIRA, L.C. et al. Água como tema central na Educação Ambiental, Scientific Electronic Archives, p. 67-72, 2016.

GIOMETTI, A.R.B.; MARUBAYASHI, I.M.E. Educação Ambiental–trabalhando com a reciclagem do lixo com viés de sustentabilidade. Serviço Social & Realidade, v. 22, n. 1, 2013.

GOMES, R.; NASCIMENTO, E.F. A produção do conhecimento da saúde pública sobre a relação homem-saúde: uma revisão bibliográfica. Cadernos de Saúde Pública, v. 22, p. 901-911, 2006.

GRECO, A.V. et al. Uma nova abordagem em Educação Ambiental na restinga de Maricá, RJ-BRASIL. Anais do Uso Público em Unidades de Conservação, v. 1, n. 2, p. 83-92, 2013.

HANDAM, N.B. et al. Qualidade sanitária da água para consumo humano: Educação Ambiental e em saúde-cartilha “Água potável: cuidados e dicas”. Brazilian Journal of Development, v. 8, n. 4, p. 23858-23867, 2022.

KHURANA, S. et al. Development and validation of educational leaflet for caregivers of preterm infants. Journal of Clinical and Diagnostic Research: JCDR, v. 10, n. 7, p. 01, 2016.

LIMA, B.S. et al. A prática da Educação Ambiental à luz da Política Nacional de Resíduos Sólidos, no Centro Educativo Municipal Joaquim Cavalcante, em Piripiri (PI). Caminho Aberto: revista de extensão do IFSC, p. 51-56, 2016.

MARTINS, A.O. et al. Produção de uma cartilha educacional sobre fossas sépticas. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 16, n. 6, p. 162-173, 2021.

MEDEIROS, R.K. et al. Modelo de validação de conteúdo de Pasquali nas pesquisas em Enfermagem. Revista de Enfermagem Referência, v. 4, n. 4, p. 127-135, 2015.

MÉDIS, K.R. Relações de Infância, Consumo e Sustentabilidade. 2016. 114f. Dissertação (Mestrado). Pós-Graduação em Ciências da Linguagem da Universidade do Vale do Sapucaí, Pouso Alegre/MG, Pouso Alegre-MG, 2016.

MELLO, N.D.C. et al. Construção e validação de cartilha educativa para dispositivos móveis sobre aleitamento materno. Texto & Contexto-Enfermagem, v. 29, 2020.

MESQUITA, M.O. et al. Material de Educação Ambiental como estratégia de prevenção da leptospirose para uma comunidade urbana reassentada. Cadernos Saúde Coletiva, v. 24, p. 77-83, 2016.

MIRANDA, D.L. et al. Educação Ambiental a partir da Agenda 2030: experiências da conscientização e do uso racional da água na educação municipal de Varginha (MG). Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 16, n. 2, p. 174-190, 2021.

MOREIRA, J.C. et al. Elaboração de cartilha educativa e interpretativa destinada ao público infantil: Relato de experiência do Parque Nacional dos Campos Gerais–PR. Revista Conexão UEPG, v. 15, n. 1, p. 076-082, 2019.

MORIN, E. Introdução ao pensamento complexo. 3. ed. Porto Alegre: Editora Sulina, 2007. 120 p.

NASCIMENTO, G.M. et al. A cartilha como instrumento de apoio didático: uma abordagem sobre os invertebrados da caatinga. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 15, n. 6, p. 17-51, 2020.

OLIVEIRA, T.C. et al. A Educação Ambiental no estudo do descarte incorreto de medicamentos. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 17, n. 4, p. 303-317, 2022.

PACIENCIA, G.P. et al. A utilização dos macroinvertebrados aquáticos de riachos do município de Vilhena–RO na confecção de cartilhas de Educação Ambiental. Revista Monografias Ambientais, p. 176-182, 2015.

PAULINO, G.M. et al. Ações de Educação Ambiental para crianças da Escola Curumim em Rio Piracicaba-MG. Revista Engenharia de Interesse Social, v. 5, n. 5, p. 59-80, 2020.

PINHEIRO, A.D.L.R. et al. O uso de materiais audiovisuais como instrumento de Educação Ambiental em Comunidades Pesqueiras. Pesquisa em Educação Ambiental, v. 17, n. 1, p. 10-25, 2022.

PINHEIRO, M.A.A. et al. Educação Ambiental sobre manguezais na baixada santista: uma experiência da UNESP/CLP. Revista Ciência em Extensão, v. 6, n. 1, p. 19-27, 2010.

QUADROS, R.S.B.; SILVA, M.L. As trajetórias em ciências ambientais e Educação Ambiental de escolas de Belém (PA) e a proposição e avaliação de uma revista digital socioambiental. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 18, n. 1, p. 94-112, 2023.

QUEVEDO, T.C. et al. Cartilha de Educação Ambiental sobre a estação de tratamento de efluente doméstico sustentável no município de Novo Hamburgo, RS, Brasil. Revista Conhecimento Online, v. 1, p. 8-14, 2015.

RABELO, R. et al. Metodologia do processo de elaboração da cartilha educativa “o papel das formigas na natureza”. Enciclopédia Biosfera, v. 11, n. 21, p. 2769-2777, 2015.

REIS, V.M.S.F. et al. Canva, Prezi, Mural e Padlet. In: NIENOV, O.H; CAPP, E. (Org.). Estratégias didáticas para atividades remotas. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde: Ginecologia e Obstetrícia, 2021. p. 59-76, 2021.

SANTOS, J.E.; LIMA, A.S.T. Elaboração, aplicação, avaliação e validação do produto educacional: cartilha ambiental–resíduos sólidos no contexto da educação profissional e tecnológica. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, v. 2, n. 21, p. e11149-e11149, 2021.

SILVA, A.C.M. et al. Elaboração de uma cartilha como material educativo para preservação da tartaruga verde (Chelonia mydas) em Itaipú, Niterói, Rio de Janeiro. Revista presença, v. 3, p. 35-58, 2017.

SILVA, C.S.G. et al. Validação de cartilha sobre cateterização intravenosa periférica para famílias. Avances en Enfermería, v. 38, p. 1, p. 28-36, 2020.

SILVA, J.R. et al. “Horta em casa” como alternativa de Educação Ambiental: um relato de experiência. Revista Ensino de Ciências e Humanidades-Cidadania, Diversidade e Bem Estar-RECH, v. 6, n. 2, p. 88-105, 2022.

SILVA, K.R.A. et al. Elaboração de uma cartilha ilustrada como estratégia de Educação Ambiental para a preservação do meio ambiente e medidas que devem ser adotadas em caso de acidentes com animais peçonhentos. Revista Presença, v. 5, n. 13, 2020.

SILVEIRA, R.B. et al. Conscientização ambiental em escolas de educação básica por meio da compostagem na transformação dos resíduos orgânicos em húmus. Caminho Aberto: Revista de Extensão do IFSC, p. 78-82, 2014.

SOUSA, S.G.; CARMO, J.A. Educação Ambiental e a realidade local: o uso de cartilha no processo ensino-aprendizagem. Revista Equador, v. 9, n. 1, p. 133-153, 2020.

SOUZA, A.S. et al. Cartilha educativa com propostas de inserção das lagoas de Feira de Santana no ensino de Ciências. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 16, n. 5, p. 27-45, 2021.

TEIXEIRA, E.; MOTA, V.M.S.S. Tecnologias educacionais em foco. São Caetano do Sul: Difusão Editora, 2011.

UYENO, M.T. et al. Elaboração de cartilha ambiental como subsídio para sensibilização de público infanto-juvenil. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental, v. 19, p. 19-29, 2015.

Downloads

Publicado

01-12-2023

Como Citar

Gonçalves, J. P., Monteiro-Alves, R. J. ., & Pereira, J. A. B. . (2023). Como estão sendo produzidas as cartilhas em Educação Ambiental no Brasil?. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 18(7), 269–286. https://doi.org/10.34024/revbea.2023.v18.15135

Edição

Seção

Artigos
Recebido: 2023-05-26
Aceito: 2023-10-29
Publicado: 2023-12-01