Educação Ambiental para o ecossistema manguezal: uma intervenção no ambiente escolar

Autores

  • Rita Maria Vasconcelos Louzada Albuquerque Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará
  • Rafaela Camargo Maia Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará https://orcid.org/0000-0001-5871-4610

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2021.v16.12333

Palavras-chave:

Transdisciplinaridade, Percepção ambiental, Materiais didáticos

Resumo

Diante da importância da Educação Ambiental e preservação dos recursos naturais costeiros, este trabalho teve como objetivo: estabelecer uma intervenção, no contexto da prática de Educação Ambiental, no ambiente escolar, a fim de colaborar com o processo de conservação dos manguezais. A pesquisa foi conduzida numa escola pública do município de Cruz – Ceará – Brasil e contou com a participação de professores, alunos e gestores. Os dados foram coletados via aplicação de questionários, entrevistas com os gestores e desenvolvimento de atividades lúdicas com os estudantes. Os resultados mostraram-se positivos para a disseminação do conhecimento, sobre os manguezais, numa vertente transdisciplinar e reforçaram também a necessidade de formação docente para trabalhar os conteúdos curriculares em consonância com a temática ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALBUQUERQUE, R.M.V.L.; MAIA, R.C. Educa mangue: conhecendo o fascinante ecossistema manguezal. 2018. 1. ed. Aracaú – CE: IFCE, 17 de out. 2018. Disponível em: < https://ifce.edu.br/acarau/menu/EbookEducaMangue.pdf/view>. Acesso em: 03 ago. 2020.

ALBUQUERQUE, R.M.V.L; FARIAS, E.M.N.; MAIA, R.C. Educação Ambiental para o Ecossistema Manguezal: O papel dos pescadores artesanais. Conexões Ciência e Tecnologia. Fortaleza-CE, v.9, n.4, p.1 -100, mar. 2016.

ASANO, J.G.P.; POLETTO, R.S. Educação Ambiental: em busca de uma sociedade sustentável, e os desafios enfrentados nas escolas. Caderno pedagógico, Lajeado, v. 14, n. 1, p. 92-102, 2017.

ASSMAN, B.R. Contribuições da Educação Ambiental no ensino médio promovendo melhorias ao ensino e ao ambiente. Caderno Intersaberes, v. 5, n.6, 2016.

AZEVEDO, H.J.C.C. et al. O uso de coleções zoológicas como ferramenta didática no ensino superior: um relato de caso. Revista Práxis, ano IV, n° 7, 2012.

BONALDI, R.A.; RODERJAN, C.V. Levantamento florístico e caracterização estrutural de um manguezal na APA de Guaraqueçaba, Paranaguá, PR. Acta Biológica Catarinense, 4(1):19-28, 2017.

BRANCO, E.P.; ROYER, M.R.; BRANCO, A.B.G. A abordagem da Educação Ambiental nos PCNs, nas DCNs e na BNCC. Nuances: estudos sobre Educação, Presidente Prudente-SP, v. 29, n. 1, p.185-203, Jan./Abr., 2018.

BRASIL. Lei nº 9.795, de 25 de abril de 1999. Dispõe sobre a Educação Ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9795.htm>. Acesso em: 05 ago. 2020.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Arte.Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC / SEF, 1998a. Disponível em:< http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/arte.pdf>. Acesso em: 06 ago. 2020.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Meio Ambiente. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998b. Disponível em:< http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/meioambiente.pdf>. Acesso em: 06 ago. 2020.

CARDOSO, R.B.; CARDOSO, T.A.L.; CAMAROTTI, M.F. Educação Ambiental nos anos iniciais do ensino fundamental: abordagem e percepção do Ecossistema Manguezal. Rev. Eletrônica Mestr. Educ. Ambient. v. 29, 2012.

CARDOZO, N.F.; MARTINS, V.L. Educação Ambiental: uma abordagem transdisciplinar. Revista Científica Intr@ciência - Faculdade do Guarujá – UNIESP, ed. 11, jun. 2016.

CARMO, E.L.; PAULA, A L.S.; LIMA, B.K.S.; MAIA, R.C. Ecossistema manguezal: Percepção e Educação Ambiental no âmbito escolar público em Acaraú, Ceará. Expressões da Extensão. v. 2, n.1, p. 29-33. 2016.

CERATI, T.M.; LAZARINI, R.A.M. A pesquisa-ação em Educação Ambiental: uma experiência no entorno de uma unidade de conservação urbana. Ciência & Educação, (Bauru), Bauru , v. 15, n. 2, p. 383-392, 2009.

COSTA, V.V. et al. Educação Ambiental: o papel dos gestores escolares. Saúde e meio ambiente: revista interdisciplinar, v. 7, n. 1, p. 41-54, 11 jul. 2018.

DIAZ, J.J.D.; USSA, E.O.V. Referentes de la formación de profesores en educación ambiental. Revisión de antecedentes 2000-2012. Uni-pluri/versidad, v. 14, n.2, 2014.

FARIAS, K.L.; ANDRADE, R.C.B. Educação Ambiental: o manguezal no ensino fundamental. Rev. Eletrônica Mestr. Educ. Ambient., v. 25, 2010.

FERNANDES, R.T.V. et al. Ocorrência de Brassolis sp. em manguezais à margem do estuário do Rio Apodi-Mossoró, Rio Grande do Norte. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v. 12, n. 3, 2017,

GIRI et al. Status and distribution of mangrove forests of the world using earth observation satellite data. Global Ecology and Biogeography, v.20, n.1, 154–159, 2011.

GONZALES, L.T.V.; TOZONI-REIS, M.F.C.; DINIZ, R.R.E.S. Educação Ambiental na comunidade: uma proposta de pesquisa-ação. Rev. Eletrônica Mest. Educ. Ambient, Rio Grande, v. 18, 2007. Disponível em:< https://periodicos.furg.br/remea/article/view/3561/2124>. Acesso em: 05 ago. 2020.

KONDRAT, H.; MACIEL, M.D. Educação Ambiental para a escola básica: contribuições para o desenvolvimento da cidadania e da sustentabilidade. Revista Brasileira de Educação, v. 18 n. 55, 2013.

LEE, S.Y.et al. Ecological role and services of tropical mangrove ecosystems: a reassessment. Global Ecology and Biogeography, Australian, v. 23, n. 7, p. 726-743, 2014.

LIELL, C.C.; BAYER, A. A matemática e a inter-relação com a Educação Ambiental: um projeto de formação de professores. Espaço Pedagógico, v. 25, n. 2, Passo Fundo, p. 455-471, 2018.

LUGO, A.E. Conserving Latin American and Caribbean mangroves: issues and challenges. Madera y Bosques. Special Issue 5–25, 2002.

MAIA, R.C. et al. Impactos ambientais em manguezais no Ceará: causas e consequências. Conexões: Ciência e Tecnologia, Fortaleza, v. 13, n. 5, p. 69-77, 2019.

MADI, A.P.L.M. et al. Estrutura do componente de regeneração natural e arbóreo de dois manguezais no estado do Paraná. Ciência Florestal, Santa Maria, v.26, nº1, p.159-170, 2016.

MARTINS, C.T.; HALASZ, M.R.T. Educação Ambiental nos Manguezais dos Rios Piraquêaçu e Piraquê-mirim. Boletim do Observatório Ambiental Alberto Ribeiro Lamego, Campos dos Goytacazes/RJ, v. 5, n. 1, p. 177-187, jan./jun.2011.

MEDEIROS, A.B.; MENDONÇA, M.J.S.L.; SOUSA, G.L.; OLIVEIRA, I.P. A Importância da Educação Ambiental na escola nas séries iniciais. Revista Faculdade Montes Belos, v. 4, n. 1, set. 2011.

MEIRELES, A.J.A.; CAMPOS, A.A. Os componentes geomorfológicos, funções e serviços dos complexos estuarinos do Timonha/Ubatuba (CE/PI), Nordeste do Brasil. Revista da ANPEGE, v. 6, n. 6, 2010.

MEIRELES, A. J. de A. As unidades morfo-estruturais do Ceará. In: SILVA, J. B. da; et al. Ceará: um novo olhar geográfico. 2 ed. Fortaleza: Edições Demócrito Rocha, 2007.

MENEZES, J.B.F. et al. Conceitos, práticas de Educação Ambiental e formação cidadã na escola. Ambiente & Educação - Revista de Educação Ambiental, v. 23, n. 1, 2018.

MIRANDA, F.H.F.; MIRANDA, J.A.; RAVAGLIA, R. Abordagem interdisciplinar em Educação Ambiental. Revista Práxis, v 2, n. 4, ago. 2010.

OLIVEIRA, G.; QUEIROZ, L. N. DE; MAIA, R. C. Etnoecologia e Educação Ambiental sobre manguezais com indígenas. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 16, n. 2, 2021.

PEREIRA, A.W.; DIAS, G.K.; SPIRONELLO, R.L. A EDUCAÇÃO AMBIENTAL, O ensino de Geografia e a escola: (re) discutindo algumas (in) certezas cotidianas. Ambiente & Educação. Revista de Educação Ambiental, v. 20, n.1, 2015.

PINHEIRO, M.S.; SCOPEL, J.M.; BORDIN, J. Confecção de uma coleção didática para o ensino de Zoologia: conhecer para preservar o Litoral Norte do Rio Grande do Sul. Scientia cum Industria, v. 5, n. 3, pp. 156-160, 2017.

PISKE, C. Educação Ambiental em manguezal e o Ensino de Ciências. 2013. Monografia (Graduação em Ciências Biológicas) – Centro de Ciências Biológicas, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina. 2013. Disponível em:< https://bit.ly/31sFwWn>. Acesso em: 06 ago. 2020.

RIVERA, E.S.; CORTÉS, I.I. Las experiencias del instituto nacional de ecología en la valoración económica de los ecosistemas para la toma de decisiones. México: Instituto Nacional de Ecologia. Gaceta Ecológica, (Número Especial, 84-85). p. 93-105, 2007.

RIZZI, M.C.S.L.; ANJOS, A.C.C. Arte-educação e meio ambiente: apontamentos conceituais a partir de uma experiência de arte-educação e Educação Ambiental. ARS (São Paulo), São Paulo, v. 8, n. 15, p. 26-35, 2010.

ROCHA, M.P.; PEREIRA, J.L. Jogos didáticos para o ensino de Ciências com ênfase na Educação Ambiental. Anais do IX EPEA - Encontro Pesquisa em Educação Ambiental, Juiz de Fora – MG, 2017. Disponível em:< http://epea.tmp.br/epea2017_anais/pdfs/plenary/0038.pdf>. Acesso em: 06 ago. 2020.

ROOS, A.; BECKER, E.L.S. Educação Ambiental e Sustentabilidade. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental, REGET/UFSM, v.5, n.5, p. 857- 866, 2012.

ROSA, P.S.; DI MAIO, A.C. A importância do trabalho de campo para a Educação Ambiental: experiência realizada com alunos do ensino médio no ecossistema manguezal. Rev. Eletrônica Mestr. Educ. Ambient. Rio Grande, v. 35, n. 1, p. 21-41, jan./abr. 2018.

SAKHO, I. et al. The influence of natural and anthropogenic factors on mangrove dynamics over 60 years: The Somone Estuary, Senegal. Estuarine, Coastal and Shelf Science, v. 94, n.1, 93–101, 2011.

SANTOS, R.M.; CARVALHO, A.G.B.M. Geografia e Educação Ambiental: percepção dos professores sobre o uso da geografia como ferramenta para a Educação Ambiental em Birigui-SP. Geoambiente on-line, n.25, jul-dez, 2015.

SANTOS, T.C.; COSTA, M.A.F. Um olhar sobre a Educação Ambiental expressa nas diretrizes curriculares nacionais para a Educação Ambiental. Revista Práxis, ano VII, nº13, p.143-151, jan. de 2015.

SCHAEFFER-NOVELLI, Y; COELHO JÚNIOR, C.; TORGNELLA – DE ROSA, M. Manguezais. São Paulo: Ática, 2001.

SCHAFFER-NOVELLI, Y. A diversidade do ecossistema manguezal. Atlas dos Manguezais do Brasil / Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. – Brasília: Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, 2018.

SILVA, J.B. Sensoriamento remoto aplicado ao estudo do ecossistema manguezal em Pernambuco. Tese doutorado. Recife: Universidade Federal de Pernambuco. 2012. Disponível em:< https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10792>. Acesso em: 06 ago. 2020.

SILVA, M.R.O.; CASTRO, C.S.S. Abordagem do tema transversal meio ambiente, em uma escola do ensino fundamental, através de jogos educativos. Educação Ambiental em ação, n.33, ano IX, set/nov. 2010.

SOARES, R.M; BAIOTTO, C.R. Aulas Práticas de Biologia: suas aplicações e o contraponto desta prática. Revista Di@logus, v. 4, n. 2, p. 53-68, 2015.

SOUZA, C.A. et al. Biodiversidade e conservação dos manguezais: importância bioecológica e econômica. Educação Ambiental sobre os manguezais. 2018. Disponível em:< https://bit.ly/3gMGTWc>. Acesso em: 06 ago. 2020.

SPALDING, M.; KAINUMA, M.; COLLINS, L. World Atlas of mangroves. Earthscan, London, p.319, 2010. Disponível em:< http://www.mangrove.or.jp/img/publications/Atlas%20flyer_English_rev.pdf>. Acesso em: 06 ago. 2020.

THIOLLENT, M. Metodologia da Pesquisa-ação. S. Paulo: Cortez Ed., 2005.

THIERS, P.R.L.; MEIRELES, A.J.A.; SANTOS, J.O. Manguezais na costa oeste cearense: preservação permeada de meias verdades. Impresa Universitária. Fortaleza. 2016. Disponível em:< http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19468>. Acesso em: 05 ago. 2020.

TOMLINSON, P. B. The botany of mangroves. Second Edition. Cambridge University Press, Cambridge, p 418, 2016.

TOZONI-REIS, M.F.C. Pesquisa-ação: compartilhando saberes. Pesquisa e ação educativa ambiental. In: FERRARO JR., L.A. (Org.). Encontros e caminhos: formação de educadoras (es) ambientais e coletivo educadores. Brasília: Ministério do Meio Ambiente, 2005. Disponível em:< https://www.mma.gov.br/estruturas/educamb/_arquivos/encontros.pdf>. Acesso em: 05 ago. 2020.

Downloads

Publicado

2021-12-01

Como Citar

Albuquerque, R. M. V. L., & Camargo Maia, R. (2021). Educação Ambiental para o ecossistema manguezal: uma intervenção no ambiente escolar. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 16(6), 263–284. https://doi.org/10.34024/revbea.2021.v16.12333

Edição

Seção

Relatos de Experiências
Recebido em 2021-06-23
Aceito em 2021-09-22
Publicado em 2021-12-01