Realidade virtual como ferramenta de sensibilização do público na conservação da biodiversidade marinha

Autores

  • Ana Julieta Ratzka Guedes dos Santos UNESP
  • Denis Moledo de Souza Abessa UNESP

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2021.v16.11584

Palavras-chave:

Realidade Virtual, Educação Ambiental, Conservação da Biodiversidade Marinha, Biologia Marinha, Óculos 360

Resumo

Esta pesquisa avaliou o uso de óculos de realidade virtual (VR) para envolver o público na conservação marinha, verificando sua eficiência a partir da análise da percepção dos indivíduos sobre aspectos do ambiente marinho e da conservação da biodiversidade marinha. Foram entrevistadas oitenta pessoas, por meio de dois questionários, realizados antes e depois da exibição de vídeos com auxílio dos óculos de VR. As reações do público foram bastante positivas, e conclui-se que a VR pode ser uma importante ferramenta para a educação ambiental, estimulando a sensibilização e as mudanças de atitudes do público em relação à conservação marinha, com implicações positivas sobre o ambiente e a sociedade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Julieta Ratzka Guedes dos Santos, UNESP

Bióloga. Licenciada em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual Paulista - UNESP.

 

Referências

ABESSA, D., FAMÁ, A. BURUAEM, L. The systematic dismantling of Brazilian environmental laws risks losses on all fronts. Nature Ecology and Evolution, v.3, p. 510–511, 2019.

AHN, G.J.S; BAILENSON, N.J; PARK, D. Short- and long-term effects of embodied experiences in immersive virtual environments on environmental locus of control and behavior. Computer in Human Behavior, v. 39. p. 235-245, 2014.

AHN, J.S; BOSTICK. J; OGLE. E; NOWAK. L.K; MCGILLICUDDY. T.K; BAILENSON. N.J. Vivenciando a Natureza: Incorporando Animais em Ambientes Virtuais Imersivos Aumenta a Inclusão da Natureza no Eu e Envolvimento com a Natureza. Oxford Academic, v. 21, ed.. 6, p. 399-419. 2016.

ARDISARA, A., FUNG, F.M. Integrating 360° videos in an undergraduate chemistry laboratory course. Journal of Chemical Education, v. 95, p. 1881–1884, 2018.

BANDURA. A. Self-efficacy: The exercise of control. New York: Freeman. 1997.

BASU, A.; JOHNSEN, K. Ubiquitous virtual reality ‘To-Go’. Virtual Reality (VR). IEEE, p. 161-162. 2014.

BERCHEZ, F.A.S.; CARVALHAL, F.; ROBIM, M.J. Underwater interpretative trail: guidance to improve education and decrease ecological damage. International Journal of Enviroment and Sustainable Development, v. 4, n. 2, p. 128-139, 2005.

BROTTO, D.S; PEDRINI, A.G; BANDEIRA, R.R.C; ZEE, D.M.W. Percepção ambiental do mergulhador recreativo no Município do Rio de Janeiro e adjacências: subsídios para a sustentabilidade do ecoturismo marinho. Revista Brasileira de Ecoturismo, São Paulo. v. 5, n. 2, p. 297-314, 2012..

CHOI, K., YOON, Y.-J., SONG, H.-Y., CHOI, S.-M. Interactive and immersive learning using 360° virtual reality contents on mobile platforms. Mobile Information Systems. 2018. Volume 2018, Article ID 2306031.

FAUVILLE, G., QUEIROZ, A.C.M., HAMBRICK, L., BROWN, B.A., BAILENSON, J.M. Participatory research on using virtual reality to teach ocean acidification: a study in the marine education community. Journal of Environmental Education Research, 2020.

FERREIRA, A.C., LACERDA, L.D. Degradation and conservation of Brazilian mangroves, status and perspectives. Ocean and Coastal Management, v. 125, p .38-46, 2016.

FREINA, L., OTT, M.A Literature review on immersive virtual reality in education: state of the art and perspectives. In: The International Scientific Conference eLearning and Software for Education; Bucharest, v.1, pp.133-141. Bucharest: "Carol I" National Defence University. 2015. Disponível em <https://progesis.itd.cnr.it/download/eLSE%202015%20Freina%20Ott%20Paper.pdf>. Acesso em 20 set 2020.

GARRIS, R., AHLERS, R., DRISKELL, J. E. Games, motivation, and learning: A research and practice model. Simulation & Gaming, v. 33, n. 4, p. 441-467, 2002.

GHILARDI-LOPES, N.P; HADEL, V.F; BERCHEZ, F. Guia para Educação Ambiental em Costões Rochosos. Porto Alegre: Artmed, 2012. 200 p.

HALPERN, B.S., WALBRIDGE, S., SELKOE, K.A., KAPPEL, C.V., MICHELI, F., D'AGROSA, C., BRUNO, J.F., CASEY, K.S., EBERT, C., FOX, H.E., FUJITA, R., HEINEMANN, D., LENIHAN, H.S., MADIN, E.M.P., PERRY, M.T., SELIG, E. R., SPALDING, M., STENECK, R., WATSON, R. A. Global Map of Human Impact on Marine Ecosystems. Science, v. 319, n. 5865, p. 948-952, 2008.

HALPERN, B.S., FRAZIER, M., AFFLERBACH, J., LOWNDES, J.S., MICHELI, F., O’HARA, C., SCARBOROUGH, C., SELKOE, K.A. Recent pace of change in human impact on the world’s ocean. Scientific Reports v. 9, 11609, 2019.

HELSEL, S. Virtual Reality and Education. Educational Technology, v. 32, n. 5, p.38-42, 1992.

HOME, M., THOMPSON, E.M. The role of virtual reality in built environment education. Journal for Education in Built Environment, v. 3, n. 1., p. 5-24, 2008.

KATON, G.F. et al. Percepção de Ambientes Marinhos e Costeiros: uma visão de estudantes de um curso técnico em meio ambiente. Revista de Ensino de Biologia, n. 7, p. 2648-2460, 2014.

KAVANAGH, S., LUXTON-REILLY, A., WÜENSCHE, B., PLIMMER, B. Creating 360° educational video: A case study. In: Proceedings of the 28th Australian Conference on Computer-Human Interaction. Launceston, Tasmania, Australia: Association for Computing Machinery (ACM), p. 34–39, 2016. Dispon[ivel em : <https://doi.org/10.1145/3010915.3011001>.

LINCOLN, Y.S; GUBA, E.G. Naturalistic inquiry. Londres, Sabe, 1985.

LU, S.-J., LIU, Y.-C. Integrating augmented reality technology to enhance children’s learning in marine education. Journal of Environmental Education Research, v. 21, n. 4. p. 525-541, 2015.

MARTINHO, R.L; TALAMONI, B.L.J. Representações sobre meio ambiente de alunos da quarta série do Ensino Fundamental. Ciência & Educação, v. 13, n. 1, p. 1-13, 2007.

MELO, R.S; CRISPIM, M.C; LIMA, E.R.V. O turismo em ambientes recifais: em busca da transição para a sustentabilidade. Caderno Virtual de Turismo, v. 5, n. 4, p. 34-42, 2005.

MENEGUETTE. C.L. Realidade Virtual e Experiencia do Espaço - Imersao, fenomenologia, tecnologia. PUC-SP. 2010. Disponivel em: <https://sapientia.pucsp.br/bitstream/handle/18261/1/Lucas%20Correia%20Meneguette.pdf>. Acesso em 10 ago 2019.

MIKROPOULOS, T., CHALKIDIS, A., KATSIKIS, A., KOSSIVAKI, P. Virtual realities in environmental education: the project LAKE. Education and Information Techonolgies, v.2., p.131-142, 1997.

MORAES, R. Análise de Conteúdo. Revista Educação, Porto Alegre, v. 22, n. 37, p. 7-32, 1999.

MOSER, A.S., GREGÓRIO, A., PIRES, E.A.C.; MOREIRA, A.L.O.R. Concepções de ambiente e Educação Ambiental de professores: o padlet como uma ferramenta interativa. Revista Brasileira de Educação Ambiental (RevBEA), v. 15, n. 5, p. 20-36, 2020.

OLABUENAGA, J.I.R; ISPIZUA, M.A. La descodificación de la vida cotidiana: métodos de investigación cualitativa. Bilbao, Universidad de Deusto, 1989.

PALMINTIERI, S. Virtual Reality 360-degree video: An “empathy-generating machine” for conservation outreach? 2019. Disponível em <https://news.mongabay.com/2019/04/virtual-reality-360-degree-video-an-empathy-generating-machine-for-conservation-outreach/>. Acesso em 05 ago 2020.

PEDRINI, A.G; COSTA, C; NEWTON, T; MANESCHY, F.S; SILVA, V.G; BERCHEZ, F; SPELTA, L; GHILARDI, N.P; ROBIM, M.J. Efeitos ambientais da visitação turística em áreas protegidas marinhas: estudo de caso na Piscina Natural Marinha, Parque Estadual da Ilha Anchieta, Ubatuba, São Paulo, Brasil. OLAM – Ciência e Tecnologia, v. 7, n. 1, p. 678-696, 2007.

PEDRINI, A.G; DE-PAULA, J. Educação Ambiental: Críticas e Propostas. In: PEDRINI, A. de G. (Org.) Educação Ambiental: Reflexões e Práticas Contemporâneas. Petrópolis: Vozes. 2011. p. 90-146.

PEDRINI, A.G.; BOCHNIAK, M. Percepção ambiental dos usuários da praia de Copacabana, cidade do Rio de Janeiro (RJ) sobre a problemática de resíduos sólidos. In: Congresso Nacional de Educação Ambiental, 3., Anais... p. 33-42, João Pessoa, 2013.

PIMENTEL, K.; TEIXEIRA, K. Virtual reality - through the new looking glass. 2.ed. New York, McGraw-Hill. 1995.

PETROSILLO, I; ZURLINI, G; CORLIANO, M.E; ZACCARELLI, N; DADAMO, M. Tourist perception of recreational environment and management in a marine protected area. Landscape and Urban Planning, v. 79, p. 29–37, 2007.

RAJECKI, D.W. Attitudes, themes and advances. Sunderland: Sinauer Associates. 1982. 354p.

RIBEIRO, E.N.; ALMEIDA, F.R.; OLIVEIRA, M.C. Ações de sensibilização na implementação da coleta seletiva solidária em um campus universitário. Revista Brasileira de Educação Ambiental (RevBEA), v. 15, n. 5, p. 124-141, 2020.

ROLIM, A.F; RODRIGUES, F.C.P; GADIG, B.F.O. Peixes de Recife Rochoso - Estaçao ecologica de tupinambas. Sao Paulo. 2017. 79 p.

ROUSSOU, M. Learning by doing and learning through play: an exploration of interactivity in virtual environments for children. Computers in Entertainment (CIE), v.2, n.1, p. 10, 2004.

SAVIETTO, F.S; KATON, F.G; TOWATA, N; BERCHEZ, S.A.F; URSI, S. Ambientes marinhos e costeiros: qual a percepção de estudantes de escolas do litoral norte de São Paulo?. Revista da SBEnBio, V Enebio e II Erebio Regional 1, n. 7, p. 6746-6757, 2014.

SILVA, A.N. Análise da divulgação de temas ambientais nas mídias sociais do jornal A Tribuna de Santos, litoral de São Paulo. UNISANTA. Anais do Encontro Nacional de Pós-Graduação – ENPG. v. 6, p. 458-463, 2017.

SNELSON, C., HSU, Y. Educational 360-Degree Videos in Virtual Reality: a Scoping Review of the Emerging Research. Tech Trends, v. 64, p. 404–412, 2020.

TAYLOR, G.L., DISINGER, J.F. The potential role of virtual reality in environmental education. Journal of Environmental Education, v. 28, n. 3, p. 38-43, 1997.

TUAN, Yi-fu. Topofilia: Um estudo da percepção, atitudes e valores do meio ambiente. São Paulo: Difel. 1980. 288 p.

UZZELL, D. The psycho-spatial dimension of global environmental problems. Journal of Environmental Psychology, v. 20, p. 307-318, 2000.

WWF. Overshoot Day. 2019. https://www.wwf.org.br/overshootday.cfm (acesso 29 jul 2019)

ZABALA, A. The future of Brazilian seas. Nature Sustainability, v. 1, p. 611–612, 2018.

Downloads

Publicado

2021-10-01

Como Citar

Santos, A. J. R. G. dos, & Abessa, D. M. de S. (2021). Realidade virtual como ferramenta de sensibilização do público na conservação da biodiversidade marinha. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 16(5), 46–73. https://doi.org/10.34024/revbea.2021.v16.11584

Edição

Seção

Artigos
Recebido em 2020-12-21
Aceito em 2021-07-27
Publicado em 2021-10-01