Interações ecológicas na Caatinga: uma proposta de sequência didática utilizando seminários e o aplicativo Kahoot

Autores

  • Danielle de Sousa Alves Universidade de Pernambuco (UPE) - Programa de Pós-graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental (PPGCTA)
  • Fabricyo Villa Verde Silva Universidade de Pernambuco (UPE) - Programa de Pós-graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental (PPGCTA)
  • Regina Lúcia Félix de Aguiar Lima Universidade de Pernambuco (UPE) - Programa de Pós-graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental (PPGCTA)
  • Elâine Maria Santos Ribeiro Universidade de Pernambuco (UPE) - Programa de Pós-graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental (PPGCTA)

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2020.v15.11455

Palavras-chave:

Biodiversidade; Serviços ecossistêmicos; Educação Ambiental; Metodologias ativas

Resumo

As metodologias ativas são instrumentos que favorecem a participação mais efetiva dos alunos no processo de aprendizagem. Neste trabalho o objetivo foi propor uma sequência didática que promova a investigação sobre as interações ecológicas estabelecidas pelos componentes da biodiversidade da Caatinga, e assim sensibilizar os atores do universo escolar sobre a valorização da biodiversidade e dos serviços ecossistêmicos da Caatinga. Seminários e a plataforma Kahoot são as metodologias ativas que fazem parte da sequência didática proposta. O Kahoot é ferramenta promissora para avaliação de conhecimentos e também para dinamização na culminância da sequência didática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALBUQUERQUE, U.P.; MELO, F.P.L. Socioecologia da Caatinga. Ciência e Cultura, v. 70, n. 4, p. 40-44, 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.21800/2317-66602018000400012.
ARAÚJO, D.L. O que é (e como faz) sequência didática? Entrepalavras, v. 3, n. 1, p. 322-334, 2013.
BARBOSA-SILVA, A.M.; SILVA, A.C.; PEREIRA, E.C.G.; BURIL, M.L.L.; SILVA, N.H.; CÁCERES, M.E.S.; APTROOT, A.; BEZERRA-GUSMÃO M.A.; Richness of lichens consumed by Constrictotermes cyphergaster in the Semi-arid Region of Brazil. Sociobiology v. 66, n. 1, p. 154-160, 2019. https://doi.org/10.13102/sociobiology.v66i1.3665
BASTOS, F.H.; CORDEIRO, A.M.N. Fatores naturais na evolução das paisagens no semiárido brasileiro: uma abordagem geral. Revista Geonorte, v. 2, n. 4, p. 464-476, 2012.
BRASIL. LEI Nº 9.795, de 27 de abril de 1999. Política Nacional de Educação Ambiental. 1999.
BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular – BNCC, p. 600, 2018.
BRASIL. Saiba quais são as características da Caatinga. Fundação Joaquim Nabuco, 2019. Disponível em: <https://www.fundaj.gov.br/index.php/conselho-nacional-da-reserva-da-biosfera-da-caatinga/9193-saiba-quais-sao-as-caracteristicas-da-caatinga>. Acesso em: 21 jun. 2019.
BOFF, M. Caatinga tem novas unidades de conservação. Ciência e Cultura, v. 70, n. 4, p. 57-57, 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.21800/2317-66602018000400015.
BOTTENTUIT JUNIOR, J.B. O aplicativo Kahoot na educação: verificando os conhecimentos dos alunos em tempo real. Atas da X Conferência Internacional de Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação. Challenges 2017: Aprender nas Nuvens (Learning in the Clouds). Braga, Portugal, 2017. p. 1587-1602.
BROWN, G.G. et al. Biodiversidade da fauna do solo e sua contribuição para os serviços ambientais. In: PARRON, L.M.; GARCIA, J.R.; OLIVEIRA, E.B.; BROWN, G.G.; PRADO, R.B. (Ed.). Serviços ambientais em sistemas agrícolas e florestais do Bioma Mata Atlântica. Brasília, DF: Embrapa, 2015.
BPBES. Plataforma Brasileira de Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos. São Carlos: Editora Cubo, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.4322/978-85-60064-88-5.
CAMPANHA et al. Cartilha Serviços ambientais e a agropecuária, Sete Lagoas: Embrapa Milho e Sorgo, 2019.
CARNEIRO, J.P.S.; SOUSA, J.S. Pagamento de serviços ambientais: uma análise sobre sua implantação. Revista Meio Ambiente e Sustentabilidade, v. 9, n. 18, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.22292/mas.v9i18.904.
CARVALHO, W.S. et al. Formigas como provedoras de serviços ecossistêmicos na caatinga: como informar a sociedade sobre pesquisas ecológicas. Journal of Environmental Analysis and Progress, v. 5, n. 3, p. 281-287, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.24221/jeap.5.3.2020.3118.281-287.
ELOY, L.; COUDEL, E.; TONI, F. Implementando Pagamentos por Serviços Ambientais no Brasil: caminhos para uma reflexão críticas. Sustentabilidade em debate, n. 4, p. 21-42, 2013.
FERNANDES, M.F.; QUEIROZ, L.P. Vegetação e flora da Caatinga. Ciência e Cultura, São Paulo, v. 70, n. 4, p. 51-56, 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.21800/2317-66602018000400014.
FERRAZ, R.P.D. et al. Marco Referencial em Serviços Ecossistêmicos. Brasília, DF: Embrapa, 2019.
FIGUEIREDO, M.V.B. et al. Tecnologias potenciais para uma agricultura sustentável. Recife: Ipa/Emater/Seagri-AL, 2013.
FISHER, B.; TURNER, R.K.; MORLING, P. Defining and classifying ecosystem services for decision making. Ecological Economics, v. 68, n. 3, p. 643–653, 2009. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.ecolecon.2008.09.014.
FONSECA, C.R.; ANTONGIOVANNI, M.; MATSUMOTO, M.; BERNARD, E. VENTICINQUE, E. M. Oportunidades de conservação na Caatinga. Ciência e Cultura, v. 70, n. 4, p. 44-51, 2018. Disponível em: https://dx.doi.org/10.21800/2317-66602018000400013
FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: Saberes necessários à prática educativa. 33ª Ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.
GARDA, A.A. et al. Os animais vertebrados do Bioma Caatinga. Ciência e Cultura, v. 70, n. 4, p. 29-34, 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.21800/2317-66602018000400010.
GIL, A.C. Metodologia do Ensino Superior. 5ª ed. São Paulo: Atlas, 2020.
GIL, A.C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4ª ed. São Paulo: Atlas, 2002.
GOMÉZ, C. Ecosystem services: the benefits people obtain from the planet’s natural resources. IUCN Red List of Ecosystems, 2019. Disponível em: <https://iucnrle.org/blog/ecosystem-services-the-benefits-people-obtain-from-the-planets-natural-resources/>. Acesso em: 11 jul. 2020.
IPBES. Summary for policymakers of the global assessment report on biodiversity and ecosystem services of the Intergovernmental Science-Policy Platform on Biodiversity and Ecosystem Services. Germany: 2019. https://doi.org/10.5281/zenodo.3553458.
JACOBI, P. Educação ambiental, cidadania e sustentabilidade. Cadernos de Pesquisa, n. 118, p. 189–205, 2003. Disponível em: https://doi.org/10.1590/s0100-15742003000100008.
JACOBI, P.R.; SINISGALLI, P.A.A. Governança ambiental e economia verde. Ciência & Saúde Coletiva, v. 17, n. 6, p. 1469-1478, 2012. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232012000600011.
KAHOOT! Game-based blended learning & classroom response system. 2014. Disponível em: https://getkahoot.com
KLAMT, P.M.K. Política de pagamento por serviços ambientais (PSA): efetivação do direito fundamental ao meio ambiente ecologicamente equilibrado? In: VIII Seminário Internacional sobre Desenvolvimento Regional, 8., 2017, Santa Cruz do Sul. Anais... Santa Cruz do Sul, 2017.
LEAL, I.R.; TABARELLI, M.; SILVA, J.M.C. Ecologia e conservação da Caatinga. Recife: Editora Universitária da UFPE, 2003.
LEAL, I.R. et al. Interações planta-animal na Caatinga: visão geral e perspectivas futuras. Ciência e Cultura, v. 70, n. 4, p. 35-40, 2018. Disponível em: https://doi.org/10.21800/2317-66602018000400011.
LIMA, C. E. P. L.; SANTANA, A. S.; MERGULHÃO, A. C. E. S.; LIMA, R. L. F. A. Micorriza arbuscular: alternativa para uso na agricultura sustentável. In: FIGUEIREDO, M.V.B. et al. Tecnologias potenciais para uma agricultura sustentável. Recife: Ipa/Emater/Seagri-AL, 2013.
LOIOLA, M.I.B.; ROQUE A.A., OLIVEIRA A.C.P. Caatinga: vegetação do semiárido brasileiro. SPECO Sociedade Portuguesa de Ecologia, Lisboa, 2012.
MAIA, L.C. Fungos do Parque Nacional do Catimbau. Recife: Editora UFPE, 2014.
MEA - MILLENNIUM ECOSYSTEM ASSESSMENT. Ecosystems and human well-being: opportunities and challenges for business and industry. Washington, DC: World Resources Institute, 2005.
MILLER JÚNIOR, G.T. Ciência Ambiental. 14ª ed. São Paulo: Cengage Learning, 2012.
NASCIMENTO, J.L.; FEITOSA, R.A. Metodologias ativas, com foco nos processos de ensino e aprendizagem. Research, Society and Development, v. 9, n. 9, p. 1-17, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7551.
PAIVA, V.L.M.E. A pesquisa narrativa: uma introdução. Rev. Bras. Linguist. Apl., v. 8, n. 2, p. 261-266, 2008. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1984-63982008000200001.
ROSEMBLAT, E. Critérios para a construção de uma sequência didática no ensino dos discursos argumentativos. In: Rojo, R. (Org.) A Prática de Linguagem em Sala de Aula: Praticando os PCNs. Campinas: Mercado de Letras, 2000.
SANTOS, T.C.; COSTA, M.A.F. Um olhar sobre a educação ambiental expressa nas diretrizes curriculares nacionais para a educação ambiental. Revista Práxis, v. 7, n. 13, p. 143-151, 2015. Disponível em: https://doi.org/10.25119/praxis-7-13-658.
SHIKI, S.; SHIKI, S.F.N. Os desafios de uma política nacional de pagamentos por serviços ambientais: lições a partir do caso do pró ambiente. Sustentabilidade em debate, v. 2, n. 1, p. 99-117, 2011. Disponível em: https://doi.org/10.18472/SustDeb.v2n1.2011.3909.
SILVA, J.R. 2015. Liquens corticícolas crostosos em área de caatinga e brejo de altitude na Serra da Guia, Poço Redondo, Sergipe, Brasil. Dissertação (Mestrado em Ecologia). Programa de Pós-graduação em Ecologia e Conservação, Universidade Federal de Sergipe, Aracaju, SE. Disponível em: https://ri.ufs.br/bitstream/riufs/4431/1/JEANNE_REIS_SANTOS.pdf#page=24
SILVA, P.C.G.S.; MOURA, M.S.B.; KIILL, L.H.P.; BRITO, L.T.L.; PEREIRA, L.A.; SÁ, I.B.; CORREIA, R.C.; TEIXEIRA, A.H.C.; CUNHA, T.J.F.; GUIMARÃES FILHO, C. Caracterização do Semiárido brasileiro: fatores naturais e humanos. In: SÁ, I. B.; SILVA, P. C. G. S. Semiárido brasileiro: pesquisa, desenvolvimento e inovação. Petrolina: Embrapa Semiárido, Embrapa Semiárido. Petrolina, 2010.
SILVA, J.M.C.; LEAL, I.R; TABARELLI, M. Caatinga: The largest tropical dry forest region in South America. Cahm: Springer International Publishing. Switzerland. 2017.
SPIEL, C.; SCHWARTZMAN, S. A contribuição da educação para o progresso social. Ciência & Trópico, v. 42, n. 1, p. 31-106, 2018.
SOUSA, V.R.; HONÓRIO, M.S. Da degradação a preservação: o papel da educação ambiental na sustentabilidade da caatinga. Revista Brasileira de Direito e Gestão Pública, v.8, n.3, p.932-946, 2020.
TABARELLI, M.; LEAL, I.R.; SCARANO, F.R.; SILVA, J. M.C. Caatinga, legado, trajetória e desafios rumo à sustentabilidade. Ciência e Cultura, v.70, n.4, p.25-28, 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.21800/2317-66602018000400009.
TABARELLI, M.; SILVA J.M.C. Áreas e ações prioritárias para a conservação da biodiversidade da Caatinga. In: LEAL, I.R.; TABARELLI, M.; SILVA, J.M.C. Ecologia e conservação da Caatinga. Recife: Editora Universitária UFPE, 2003. p.777-796.
TEIXEIRA, M.N. O sertão semiárido. Uma relação de sociedade e natureza numa dinâmica de organização social do espaço. Sociedade e Estado, v.31, n. 3, p. 769–780, 2016. Disponível em: https://doi.org/10.1590/s0102-69922016.00030010.
TÔSTO, S.G.; PEREIRA L.C.; MANGABEIRA J.A.C. Serviços ecossistêmicos e Serviços ambientais: conceitos e importância. Ecodebate, 2012. Disponível em: <https://www.ecodebate.com.br/2012/12/13/servicos-ecossistemicos-e-servicos-ambientais-conceitos-e-importancia-artigo-de-sergio-gomes-tosto-lauro-charlet-pereira-e-joao-alfredo-de-c-mangabeira/>. Acesso em: 18 jul. 2020.
VENDRAMINI, A. et al. Serviços Ecossistêmicos - Que bicho é esse ? p. 22, 2015. Disponível em: <http://www.p22on.com.br/2015/10/01/pdf-da-edicao-2/>. Acesso em: 12 jul. 2020.

Downloads

Publicado

28-11-2020

Como Citar

Alves, D. de S., Silva, F. V. V., Lima, R. L. F. de A., & Ribeiro , E. M. S. (2020). Interações ecológicas na Caatinga: uma proposta de sequência didática utilizando seminários e o aplicativo Kahoot. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 15(6), 133–153. https://doi.org/10.34024/revbea.2020.v15.11455
##plugins.generic.dates.received## 2020-11-28
##plugins.generic.dates.published## 2020-11-28

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >> 

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.