BIOtinga: trilha de gamificação sobre a Caatinga

Autores

  • Paloma Clementino da Cruz Lubarino Universidade de Pernambuco (UPE) - Programa de Pós-graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental (PPGCTA)
  • Josiel Bezerra dos Santos Universidade de Pernambuco (UPE) - Programa de Pós-graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental (PPGCTA)
  • Elâine Maria Santos Ribeiro Universidade de Pernambuco (UPE) - Programa de Pós-graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental (PPGCTA)
  • Regina Lúcia Félix de Aguiar Lima Universidade de Pernambuco (UPE) - Programa de Pós-graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental (PPGCTA)

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2020.v15.11451

Palavras-chave:

Metodologia Ativa; Ensino Offline; Ensino Fundamental; Semiárido; Jogos.

Resumo

A gamificação propõe utilizar elementos de jogos em ambiente de não jogo. O desenvolvimento da trilha de gamificação denominada BIOtinga tem por objetivo promover o conhecimento sobre a biodiversidade da Caatinga e da região semiárida brasileira, de forma interativa. A trilha de gamificação elaborada é sobre uma criança sertaneja vivendo uma aventura em uma fazenda na Caatinga, onde contará com a ajuda de animais da região para combater um vilão que destrói o ambiente. A proposta pedagógica contribui para o uso de tecnologias no ambiente escolar, para favorecer a compreensão dos conteúdos sobre a biodiversidade da Caatinga, e para promover no processo educativo maior interatividade e dinâmica.

Referências

ALVES, F. Gamification: como criar experiências de aprendizagem engajadoras: um guia completo do conceito à prática. São Paulo: DVS Editora, 2014.
ANTONGIOVANNI, M. et al. Chronic anthropogenic disturbance on Caatinga dry forest fragments. Journal of Applied Ecology, v. 57, n. 10, p. 2064–2074, 2020.
ARNAN, X. et al. Increased anthropogenic disturbance and aridity reduce phylogenetic and functional diversity of ant communities in Caatinga dry forest. Science of the Total Environment, v. 631–632, p. 429–438, 2018.
AVERY, P. M.; MICHALEWICZ, Z. Adapting to human gamers using coevolution. In: Advances machine learning II. Berlin: Springer, 2010. p. 75–100. Disponível em: http://link.springer.com/10.1007/978-3-642-05179-1_4.
BRAZIL, A. L.; ALBAGLI, S. Os usos da gamificação na mobilização cognitiva da ciência cidadã online. Encontros bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, v. 25, p. 01–21, 2020.
BRISOLLA, L. A prática pedagógica no ensino superior: planejamento, interdisciplinaridade e metodologias ativas. Devir educação, v. 4, n. 1, p. 77–92, 2020.
BUSATO, M. A.; AREZI, B. A.; SOUZA, M. A.; TEO, C. R. P. A.; LUTINSKI, J. A.; FERRAZ, L. Uso e manuseio de agrotóxicos na produção de alimentos da agricultura familiar e sua relação com a saúde e o meio ambiente. Holos, v. 1, p. 1–9, 2019.
CARSON, R. Primavera silenciosa. 2 ed. São Paulo: Melhoramentos, 1969.
CHOU, Y.K. Actionable gamification: beyond points, badges, and leaderboards. Packt publishing, 2016.
SOUZA, C. F. Aprendizagem sem distância: tecnologia digital móvel no ensino de língua inglesa. Texto Livre: Linguagem e Tecnologia, v. 8, n. 1, p. 39–50, 2015.
FERREIRA, R.; MOROSINI, M. Metodologias ativas: as evidências da formação continuada de docentes no ensino superior. Revista Docência do Ensino Superior, v. 9, e002543, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.35699/2237-5864.2019.2543.
FREIRE, N. C. F.; PACHECO, A. P. Uma abordagem geoespacial e espectro-temporal da degradação ambiental no bioma Caatinga na região de Xingó, Brasil. Ciência & Trópico, v. 41, n. 2, p. 97–128, 2017.
GIURGIU, L. Microlearning an evolving elearning trend. Scientific Bulletin, v. 22, n. 1, p. 18–23, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1515/bsaft-2017-0003.
JOYE, C. R.; MOREIRA, M. M.; ROCHA, S. S. D. Educação a distância ou atividade educacional remota emergencial: em busca do elo perdido da educação escolar em tempos de Covid-19. Research, Society and Development, v. 9, n. 7, p. 1–29, 2020.
KINGSLEY, T. L.; GRABNER-HAGEN, M. M. Vocabulary by gamification. The Reading Teacher, v. 71, n. 5, p. 545–555, 2018.
LIMA-BOHNER, T. O.; ARAÚJO, L. E. B.; NISHIJIMA, T. O impacto ambiental do uso de agrotóxicos no meio ambiente e na saúde dos trabalhadores rurais. Revista eletrônica do curso de direito da UFSM, v. 8, p. 329, 2013.
MARTINS, A.; MAIA, M.; TINTI, D. S. Utilizando a gamificação em uma intervenção pedagógica nas aulas de matemática do 7° ano. Revista Insignare Scientia - RIS, v. 3, n. 1, p. 309–321, 2020.
MARTINS, C.; GIRAFFA, L. M. M. Design de práticas pedagógicas incluindo elementos de jogos digitais em atividades gamificadas. Obra Digital, n. 10, p. 56-67, 2016.
MENEZES, C.; BORTOLI, R.; ALMEIDA, C. P. Mapeamento tecnológico de patentes relacionadas à gamificação. Encontros Bibli: Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, v. 22, n. 49, p. 33, 2017.
PEREIRA, M. P. S. et al. Brazilian dry forest (Caatinga) response to multiple ENSO: the role of atlantic and pacific ocean. Science of the Total Environment, v. 705, p. 135717, 2020.
QUINTANILHA, L. F. Inovação pedagógica universitária mediada pelo facebook e youtube: uma experiência de ensino-aprendizagem direcionado à geração-Z. Educar em Revista, n. 65, p. 249–263, 2017.
RIBEIRO, V. G. et al. Emprego de técnicas de gamificação na educação científica: relato de uma intervenção como apoio à estatística. Research, Society and Development, v. 9, n. 1, p. 1–22, 2020.
SAMPAIO, R. M. Práticas de ensino e letramentos em tempos de pandemia da covid-19. Research, Society and Development, v. 9, n. 7, p. 1–16, 2020.
SANTOS, A.M.; SILVA JÚNIOR, M. F.; LOPES, E. R. N. Gamificando a Educação Ambiental: o desafio jogando verde no Instituto Federal Baiano. Revista Brasileira de Educação Ambiental (RevBEA), v. 11 n. 1, p. 245-263, 2016. https://doi.org/10.34024/revbea.2016.v11.2154
VICENTE, R. B.; ARAÚJO, M. Y. B. S. Aplicativo digital: uma contribuição para o processo de ensino-aprendizagem. Texto Livre: Linguagem e Tecnologia, v. 10, n. 2, p. 169–184, 2017.
WITTER, G. P. Ensino-aprendizagem virtual. Psicologia Escolar e Educacional, v. 15, n. 2, p. 351–352, 2011.
XI, N.; HAMARI, J. Does gamification affect brand engagement and equity? A study in online brand communities. Journal of Business Research, v. 109, p. 449–460, 2020.

Downloads

Publicado

28-11-2020

Como Citar

Lubarino , P. C. da C., Santos , J. B. dos, Ribeiro , E. M. S., & Lima, R. L. F. de A. (2020). BIOtinga: trilha de gamificação sobre a Caatinga. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 15(6), 119–132. https://doi.org/10.34024/revbea.2020.v15.11451
##plugins.generic.dates.received## 2020-11-27
##plugins.generic.dates.published## 2020-11-28

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Obs .: Este plugin requer que pelo menos um plugin de estatísticas / relatório esteja ativado. Se seus plugins de estatísticas fornecerem mais de uma métrica, selecione também uma métrica principal na página de configurações do site do administrador e / ou nas páginas de configurações do gerente da revista.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.