Análise da percepção ambiental dos moradores do entorno das lagoas de Piratininga e Itaipu, Niterói (RJ)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2021.v16.11203

Palavras-chave:

Gestão Ambiental, Região Oceânica, Abordagem Crítica, Educação Ambiental.

Resumo

Neste estudo foi analisada a percepção ambiental de moradores da Região Oceânica de Niterói (RJ), e avaliada a sua relevância como instrumento de apoio à gestão ambiental municipal. Para isso, foram entrevistados 90 moradores da região do entorno das lagoas de Piratininga e Itaipu. Os resultados revelaram que grande parte dos entrevistados demonstrou conhecer conceitos ambientais e ações desejáveis para evitar ou mitigar impactos negativos. Porém, apesar de se reconhecerem como parte da solução, a maioria não se envolve em ações públicas que contribuam para melhoria do meio ambiente. Demonstra-se, assim, a importância da percepção ambiental como ferramenta de gestão, que visa promover ações de educação ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elaine Ferreira da Silva , Universidade Federal Fluminense - UFF

Mestranda em Engenharia de Biossistemas

Dirlane de Fatima do Carmo, Universidade Federal Fluminense - UFF

Profa. Associada do Departamento de Eng. Agrícola e Meio Ambiente  

Mariana Vezzone, Universidade Federal Fluminense - UFF

Pós-doutoranda em Física Experimental - Instituto de Física IF

Roberto Meigikos dos Anjos, Universidade Federal Fluminense - UFF

Prof. Dr. Instituto de Física – IF

Lara Novis Lemos Machado, Instituto Federal do Rio de Janeiro - IFRJ

Aluna do curso de Pós-graduação em Gestão de Projetos Ambientais - IFRJ

Ana Beatriz de Lima Santana Correio, Universidade Federal Fluminense - UFF

Aluna do curso de Eng. Agrícola e Ambiental

Igor Picinin Rocha Affonso Nogueira, Universidade Federal Fluminense - UFF

Aluno do curso de Graduação em Eng. de Recursos Hídricos e do Meio Ambiente

Letícia Nascimento Pecly, Universidade Federal Fluminense - UFF

Aluna do curso de Graduação em Ciência Ambiental

Referências

ADDISON, E. E. A percepção ambiental da população do município de Florianópolis em relação à cidade. 152 folhas. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2003.

ANA. Agência Nacional de Águas. Monitoramento da Qualidade da Água em Rios em Reservatórios: Variáveis e parâmetros de Qualidade de água em Rios e reservatórios. 2013. Disponível em: <https://www.ana.gov.br/panorama-das-aguas>. Acesso em: 15 fevereiro de 2020.

ARAÚJO, M.C.B.; COSTA, M. Análise da contribuição ribeirinha para a contaminação de resíduos em uma praia isolada no nordeste brasileiro. Management of Environmental Quality, 18 (1): 6-12. 2007.

ASSERJ. Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro. Em seis meses, cerca de um bilhão de sacolas plásticas deixam de ser distribuídas por supermercados no Estado do Rio de Janeiro. Dez. 2019. Disponível em: <https://asserj.com.br/supermercados/2019/12/em-seis-meses-cerca-de-um-bilhao-de-sacolas-plasticas-deixam-de-ser-distribuidas-por-supermercados-no-estado-do-rio-de-janeiro/>. Acesso em: 20 agosto de 2020.

BRANDON K.; FONSECA G.A.B; RYLANDS A.B.; SILVA J.M.C. Conservação brasileira: Desafios e oportunidades. Megadiversidade, Vol.1, nº1. 2005.

BRASIL. Conselho Nacional do Meio Ambiente - CONAMA. Resolução nº 001/1986, de 23 de janeiro de 1986. Dispõe sobre critérios básicos e diretrizes gerais para a avaliação de impacto ambiental. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 17 jan. 1986.

BRASIL. Constituição Federal de 1988. Disponível em: <https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm>. Acesso em 16 agosto de 2020.

BRASIL. Lei 6.938, de 31 de agosto de 1981. Dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Brasília, 02 set. 1981. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l6938.htm>. Acesso em: 15 fevereiro de 2020.

BRASIL. Lei Federal n° 12.305, de 02 de agosto de 2010. Institui a Política Nacional dos Resíduos Sólidos. 2ª Edição – Brasília: Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 2012.73 p. – (Série legislação; n. 81). 2012. ISBN 978-85-736-5972-6.

CARVALHIDO, V. V. R. Do “direito à vez” à vez aos direitos: Conflitos e representações acerca do espaço e do trabalho no Canto de Itaipu. 97 Folhas. Dissertação. (Mestrado em Antropologia). Universidade Federal Fluminense, Niterói. 2012.

CLIN – Companhia de Limpeza de Niterói. Projeto de Coleta Seletiva. Local de publicação. 2020. Disponível em: <http://www.clin.rj.gov.br/?a=coletaseletiva>, Acesso em: 01 setembro de 2020.

COIMBRA, J. A. A. O outro lado do meio ambiente. São Paulo: CETESB, 1985.

DOMENES, A. C.; PAULINO, F. B.; COSTA, T. H.; JUNQUEIRA, T. H. B. Redes sociais e o meio ambiente: novo conceito de comunicação para preservação do planeta através de redes sociais. Fórum de Administração, v. 2, n. 4, p. 111-124, 2012.

FAGGIONATO, S. Percepção Ambiental. Material de Apoio – Textos, 2002. Disponível em: http://educar.sc.usp.br/Ciências Biológicas/textos/m_a_txt4.html. Acesso em: 20 fevereiro de 2020.

FARIAS, S.C.G., Accumulation of waste disposal in coastal environments: the ocean beach Piratininga - Niterói - Rio de Janeiro - Geo. UERJ 25. Ano 16, nº. 25, v.2. pp.276-296, 2014.

FERREIRA, M. C. Associativismo e contato político nas regiões metropolitanas do Brasil: 1988-1996. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 14, n. 41, 1999.

FONSECA, J. S.; MARTINS, G. A. Um curso de estatística. São Paulo: Atlas; 1996.

FRANCO, A. R.; MORAIS, G. A. C. de; NETO, J.D.; LOPES, J.C.C.; LEUCAS, H. L. B. de; GUADALUPE, D. C.; BARROS, M. D.M de. Estudo de percepção ambiental com alunos de Escola Municipal localizada no entorno do Parque Estadual da Serra do Rola-Moça. Ambiente & Educação. v.17 (1), p. 155- 175, 2012.

GANDRA, Alana. AGÊNCIA BRASIL. Supermercados RJ tiram de circulação 2 bilhões de sacolas plásticas. 26 jun. 2020.

GUIMARÃES, M. Sustentabilidade e Educação Ambiental. In: CUNHA, S.B. & GUERRA, A.J.T. (orgs.). A Questão Ambiental: Diferentes Abordagens. Rio de Janeiro, RJ: Bertrand Brasil, p. 81-105. 2003.

HYDROSCIENCE, Consultoria e Restauração Ambiental Eirelie. Evolução Histórica dos Usos do sistema Lagunar e seu entorno. Elaboração de estudos para Análise da condição ambiental do Sistema lagunar Piratininga-Itaipu. Município de Niterói, 2018.

HUTTNER, L. R. G. É fake news?: como elementos do jornalismo são utilizados para elaboração de “notícias falsas”. Dissertação (Mestrado em Comunicação) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2020. Disponível em: <http://hdl.handle.net/10183/206028>. Acesso em: 20 agosto de 2020.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico 2010. Rio de Janeiro: IBGE, 2010. Disponível em: <http://censo2010.ibge.gov.br>. Acesso em: 10 fevereiro de 2020.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e estatística. Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílio, 2015. Disponível em: <https://www.ibge.gov.br/estatisticas/sociais/populacao.html>. Acesso em 20 de agosto de 2020.

INEA. Instituto Estadual do Ambiente. Entrega autorização ambiental à Prefeitura de Niterói para a revitalização da Lagoa de Piratininga. Disponível em: <http://www.inea.rj.gov.br/inea-entrega-autorizacao-ambiental-a-prefeitura-de-niteroi-para-a-revitalizacao-da-lagoa-de-piratininga/>. Acesso em 20 de agosto de 2020.

INEA. Instituto Estadual do Ambiente. Reserva Extrativista Marinha de Itaipu. Disponível em:<http://www.inea.rj.gov.br/Portal/Agendas/biodiversidadeeareasprotegidas/UnidadesdeConservacao/INEA0047363#/Informacoesuteis>. Acesso em: 14 de setembro de 2020.

KRZYSCZAK, F. R. As diferentes concepções de meio ambiente e suas visões. Revista de educação do IDEAU, v. 13, n. 23, Jan- Jun, p. 1 -18, 2016.

LIMA, G.P. Educação ambiental crítica: da concepção à prática. Revista Sergipana de Educação Ambiental.v.1, n.2, p.33-54. 2015.

LITWAK, P. A. Canudo de plástico pode ser banido de Niterói. O GLOBO. 9 dez. 2018. Disponível em: https://oglobo.globo.com/rio/bairros/canudo-de-plastico-pode-ser-banido-em-niteroi-23289849. Acesso em: 7 setembro de 2020.

MIRANDA, R. N. Direito Ambiental. São Paulo: Rideel, – Coleção de direito Rideel. p.19. 2011.

MMA. Mistério do Meio Ambiente. Responsabilidade Socioambiental. Disponível em: < https://www.mma.gov.br/cidades-sustentaveis/residuos-solidos/gest%C3%A3o-de-res%C3%ADduos-org%C3%A2nicos.html> Acesso em: 05 setembro de 2020.

MOORE, C.J.; LATTIN, G.L.; ZELLERS, A.F. Quantidades e tipos de plásticos provenientes de dois rios urbanos que escoam para águas costeiras e praias do Sul da Califórnia (Estados Unidos). Revista da Gestão Costeira Integrada, v.11, n.1, p.65-73. 2011.

NITERÓI. Decreto nº 2.874, de 13 de dezembro de 2011. Considera Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial a pesca artesanal de Itaipu. Niterói: Câmara Municipal, 2011.

NITERÓI. Obra de desobstrução do Túnel do Tibau, na Lagoa de Piratininga, começa este mês. In: Prefeitura de Niterói. RJ, 7 ago. 2020. Disponível em: <http://niteroi.rj.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=6794:2020-08-07-20-08-23>. Acesso em: 5 setembro de 2020.

OLIVEIRA, M.C.B.R. Gestão de resíduos plásticos pós-consumo: perspectivas para a reciclagem no Brasil. 91 Folhas. Dissertação (Mestrado em Planejamento Energético), COPPE - Universidade Federal do Rio de Janeiro. 2012.

PRATTES, C. M. Associativismo: o princípio do fortalecimento das profissões. 2013. Disponível em:< http://www.fiepr.org.br/sindicatos/sindirepapg/News3263content205461.shtml > Acesso em: 5 setembro de 2020.

PROJCONSULT, Engenharia de projetos LTDA. Projeto Básico de Revitalização, Recuperação Ambiental do Complexo Lagunar Piratininga / Itaipu, Município de Niterói – RJ. Produto 15: Relatório final do projeto. 37p. 2015.

PROSUSTENTÁVEL. In: Prefeitura de Niterói. Niterói. RJ, 7 ago. 2020. Disponível em: <http://www.prosustentavel.niteroi.rj.gov.br/>. Acesso em: 5 setembro 2020.

QUINTAS, J. S. Educação no processo de gestão ambiental: uma proposta de educação ambiental transformadora e emancipatória. P. 113-140. In: Identidade da educação ambiental brasileira. Ministério do Meio Ambiente, 156 p. Brasília, 2004.

RAUPP, F. M.; BEUREN, I. M. Metodologia da pesquisa aplicável às ciências sociais. In. BEUREN, I.M. (Org.). Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade: teoria e prática. 3 ed. São Paulo: Atlas, Cap.3, p.76-97. 2006.

REIGADA, C.; REIS, M. F. C. T. Educação Ambiental para crianças no ambiente urbano: Uma proposta de pesquisa-ação. Ciência e Educação, v.10, n.2, p.149-59, 2004.

REIGOTA, M. O estado da arte da pesquisa em Educação Ambiental no Brasil. Pesquisa em Educação Ambiental. vol.2, nº1, p. 33-66. 2007.

RIO DE JANEIRO. Decreto nº 41.266 de 16 de abril de 2008. Dispõe sobre a ampliação do perímetro definitivo do Parque Estadual da Serra da Tiririca, localizado nos municípios de Niterói e Maricá. Rio de Janeiro, 2008.

RIO DE JANEIRO. Lei nº 6.384, de 04 de julho de 2018. Rio de Janeiro , 18 jul. 2018. p. 3-4.

RIO DE JANEIRO. Lei n° 6.458, de 08 de janeiro de 2019. Disponível em: <http://leismunicipa.is/xeokc>. Acesso em: 15 fevereiro de 2020.

RODRIGUES, M.S.; GOUVEIA, R.L. Percepção dos usuários acerca da problemática dos resíduos sólidos na praia de Boa Viagem, Recife-PE. In: EL-DEIR, S.G. Resíduos sólidos [livro eletrônico]: perspectivas e desafios para a gestão integrada, 1. ed. - Recife: Edufrpe, v.2, p.75-81, 2014.

SAPEA - Science Advice for Policy by European Academies. A Scientific Perspective on Microplastics in Nature and Society. Berlin: SAPEA. 2019.

SEA (Secretaria do Ambiente) & INEA. Estudo técnico para criação da Reserva Extrativista Marinha de Itaipu – RESEX ITAIPU. Niterói, RJ. 54p. 2013.

SEA, Secretaria de Estado do Ambiente. Plano de Manejo. Parque Estadual da Serra da Tiririca. 2015.

SILVA, A.C.M.; ARAÚJO, M.C.B.; SILVA-CAVALCANTI, J.S.; DIAS FILHO, M. Avaliação da Percepção Pública na Contaminação por Lixo Marinho de acordo com o Perfil do Usuário: Estudo de Caso em uma Praia Urbana no Nordeste do Brasil. Revista da Gestão Costeira Integrada, v.11, n.1, p.49- 55. 2011.

SILVA, E. L.; MENEZES, E. M. Metodologia da pesquisa e elaboração de dissertação. 4. ed. Florianópolis: UFSC, 2005.

TERAMUSSI, T.M. Percepção Ambiental de estudantes sobre o Parque Ecológico do Tietê, São Paulo-SP. 105 Folhas. Dissertação. (Mestrado em Ciência Ambiental). Universidade de São Paulo, São Paulo. 2008.

TIMBÓ, M.; SILVA, M. L.; CASTRO, R. O.; ARAÚJO, F.V. Diagnóstico da percepção ambiental dos usuários das praias de Itaipu e Itacoatiara quanto à presença de resíduos sólidos. Journal of Integrated Coastal Zone Management. Revista de Gestão Costeira Integrada, v.19, n.3, p.157-166, 2019.

VICENTE, A.R.P.; BERTOLINI. G.R.F.; RIBEIRO, I. Percepção da população quanto aos indicadores de sustentabilidade de Curitiba: A cidade sustentável do planeta. Revista Gestão & Sustentabilidade Ambiental, v.4, n.2, p.268–272, 2015.

Downloads

Publicado

2021-03-19

Como Citar

Silva , E. F. da, Carmo, D. de F. do, Vezzone, M., Anjos, R. M. dos, Machado, L. N. L., Correio, A. B. de L. S., Nogueira, I. P. R. A., & Pecly, L. N. (2021). Análise da percepção ambiental dos moradores do entorno das lagoas de Piratininga e Itaipu, Niterói (RJ). Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 16(2), 446–469. https://doi.org/10.34024/revbea.2021.v16.11203

Edição

Seção

Artigos
Recebido em 2020-09-23
Aceito em 2021-02-01
Publicado em 2021-03-19