Livros didáticos do ensino médio e o conhecimento escolar sobre mudanças climáticas

  • Luciane Cortiano Liotti Universidade Federal do Paraná
  • Marília Andrade Torales Campos Universidade Federal do Paraná
Palavras-chave: Educação Básica; Currículo; Conhecimento Escolar; Educação Ambiental.

Resumo

Este artigo analisa em que medida o conhecimento escolar sobre Mudanças Climáticas (MC), abordado nos Livros Didáticos (LD) do Ensino Médio, pode contribuir para que os estudantes construam concepções científico-sociais, econômicas e políticas sobre este fenômeno que afeta a sociedade global. Apresenta-se uma análise dos dados, considerando três critérios: os conteúdos textuais, as iconografias e as propostas de atividades. Por meio dos dados produzidos, verificou-se a falta de uma abordagem interdisciplinar e contextualizada sobre essa temática nos materiais de ensino, fato que dificulta a compreensão do fenômeno das mudanças climáticas em sua totalidade pelos estudantes.

Biografia do Autor

Luciane Cortiano Liotti, Universidade Federal do Paraná

Secretaria de Estado da Educação.

Marília Andrade Torales Campos, Universidade Federal do Paraná

Professora Associada.

Referências

APPLE, M. El libro de texto y la política cultural. Revista de Educación, n. 341, p. 109-126, 1993.

APPLE, M. Trabalho docente e textos: economia política das relações de classe e de gênero em educação. Trad. Thomaz T. da Silva, Tina Amado e Vera M. Moreira. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.

APPLE, M. Teoria crítica y educación. Buenos Aires: Minoi y Ávila, 1997.

BATISTA, A. A. G. Um objeto variável: textos, impressos e livros didáticos. In: ABREU, Marcia (Org.). Leitura, história e história da leitura. Campinas-SP: Associação de Leitura do Brasil: Fapesp, 1999.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. 4 ed., Lisboa: Edição 70, 2008.

BITTENCOURT, C. M. F. Autores e editores de compêndios e livros de leitura (1810-1910). Revista da Faculdade de Educação da USP. Educação & Pesquisa, 30 (3), 475-491, set./dez. 2004.

BITTENCOURT, C. M. F. Livros didáticos entre textos e imagens. In: BITTENCOURT, C. M. F. O saber histórico na sala de aula. 12º ed. São Paulo: Contexto, 2015.

CARVALHO, L. M.; TOMAZELLO, M. G. C.; OLIVEIRA, H. T. Pesquisa em educação ambiental: panorama da produção brasileira e alguns dos seus dilemas. Caderno CEDES. Campinas, v. 29, n. 77, p. 13 – 27, jan./abr. 2009.

CHOI, S.; NIYOGI, D.; SHEPARDON, D. P.; CHARUSOMBAT, U. Do Earth and Environmental Science Textbooks Promote Middle and High school Students’ Conceptual Development about Climate Change? : Textbooks' consideration of students' misconceptions. Bulletin of the American Meteorological Society. EUA, p. 889-898, july, 2010.

FRACALANZA, H.; MEGID-NETO, J. (Org.). O livro didático de ciências no Brasil. Editora Komedi. 2006.

FREITAS, N.; RODRIGUES, M. H. O livro didático ao longo do tempo: a forma do conteúdo. Anais do 18º Seminário de Iniciação Científica, UDESC, 2007. Disponível em: <http://www.udesc.br/arquivos/portal_antigo/Seminario18/18SIC/PDF/074_Neli_Klix_Freitas.pdf>. Acesso em: 17 mai. 2019.

GATTI-JÚNIOR, D. Livros didáticos, saberes disciplinares e cultura escolar: primeiras aproximações. Revista História da Educação. ASPHE/FaE/UFPel, Pelotas/RS, v. 1, n. 2, p. 29-50, jul./dez., 1997.

GIROUX, H. A. Cultura, política y práctica educativa. Barcelona, Espanha: Grão, 2001.

IPCC. AR5/SPM, 2014. Impacts, Adaptation, and Vulnerability. In: Climate Change. New York: Cambridge University Press. Disponível em:<https://www.ipcc.ch/report/ar5/wg2/> Acesso em: 17 mai. 2019.

LEITE, J.C. Controvérsias na climatologia: o IPCC e o aquecimento global antropogênico. Revista Scientiae Studia, São Paulo, v. 13, n. 3, p. 643-677, 2015.

LIMA, G. F. C.; LAYRARGUES, P. P. Mudança climática, educação e meio ambiente: para além do conservadorismo dinâmico. Educar em Revista. Editora UFPR, Curitiba, Edição Especial, v. 3, p. 73-88, 2014.

LIOTTI, L. C. O conhecimento escolar sobre mudança climática nos livros didáticos do ensino médio - PNLD/2015. Tese de Doutorado, UFPR, 2019. Disponível em: <https://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/65131>. Acesso em: 3 jul. 2020.

LOPES, A. C. Conhecimento escolar: ciência e cotidiano. Rio de Janeiro: Editora da UERJ, 1999.

LOPES, A. C. Currículo e Epistemologia. Ijuí: Editora UNIJUI, 2007.

MARTINS, I. Analisando livros didáticos na perspectiva dos Estudos do Discurso: compartilhando reflexões e sugerindo uma agenda de pesquisa. In: MARTINS, I.; GOUVÊA, G.; VILANOVA, R. (Editoras). O livro didático de Ciências: contextos de exigência, critérios de seleção, práticas de leitura e uso em sala de aula. Rio de Janeiro: FAPERJ/UFRJ/NUTES, 2012. Disponível em: <http://www.nutes.ufrj.br/arquivos/O_livro_didatico_de_Ciencias.pdf>. Acesso em: 17 mai. 2019.

MININNI-MEDINA, N. Formação de multiplicadores para educação ambiental. In: PEDRINI, A.G. (Org.). O Contrato social da ciência. Unindo saberes na educação ambiental. Petrópolis: Vozes, 2002.

MORIN, E. Introducción al pensamento complejo. Barcelona: Gedisa, 1998.

LOPES, A. C. Los siete saberes necesarios para la educación del futuro. Barcelona: Paidós, 2001.

PRALON, L. Imagem e produção de sentido: as fotografias no livro didático. In: MARTINS, I.; GOUVÊA, G.; VILANOVA, R. (Editoras). O livro didático de Ciências: contextos de exigência, critérios de seleção, práticas de leitura e suo em sala de aula. Rio de Janeiro: FAPERJ/UFRJ/NUTES, 2012. Disponível em: <http://www.nutes.ufrj.br/arquivos/O_livro_didatico_de_Ciencias.pdf>. Acesso em: 17 mai. 2019.

SERENTES-PAZOS, A. Como abordan o Cambio Climático os libros de texto da Ensinanza Secundaria Obligatória na España. ambientalMENTEsustentable, n. 20, p. 249-262, 2015.

SERANTES-PAZOS, A. Como abordan o Cambio Climático os libros de texto da Ensinanza Secundaria Obligatoria na España. AmbientalMENTE Sustentable. Revista científica galego-lusófona de educación ambiental, v. 20, n. 2, p. 249-262, 2016.

SERANTES-PAZOS, A.; MEIRA-CARTEA, P.A. El cambio climático en los libros de texto de la Educación Secundaria Obligatoria o la crónica de las voces ausentes. Documentación Social. Revista de estudios sociales y de sociología aplicada, v. 183, p. 153-170, 2016.

STEFFEN, W.; GRINEVAL, J.; CRUTZEN, P.; McNEIL L, J. The Anthropocene: conceptual and historical perspectives. Philosophicl Transaction Royal Society Journal, n. 369, p. 842-867, april 2011.

TEIXEIRA, R.F.B. Significados do Livro Didático na Cultura Escolar. Anais do X Congresso Nacional de Educação/EDUCERE, PUC. Curitiba: Pontifícia Universidade Católica do Paraná, 2011. p. 9416-9426. Disponível em: <https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2011/5550_3648.pdf>. Acesso em: 2 jun. 2020.

Publicado
2021-03-05
Como Citar
Liotti, L. C., & Campos, M. A. T. (2021). Livros didáticos do ensino médio e o conhecimento escolar sobre mudanças climáticas. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 16(2), 19-36. https://doi.org/10.34024/revbea.2021.v16.11102
Seção
Artigos