Impactos socioambientais da pandemia de SARS-CoV-2 (COVID-19) no Brasil: como superá-los?

Autores

  • Carla Larissa Fonseca da Silva Universidade Federal Rural da Amazônia
  • Marcilene Souto da Silva Universidade Federal do Pará
  • Douglas Silva dos Santos Universidade Federal Rural da Amazônia
  • Thais Gleice Martins Braga Universidade Federal Rural da Amazônia
  • Tatiana Pará Monteiro de Freitas Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2020.v15.10846

Palavras-chave:

Pandemia; Desigualdades Sociais; Meio Ambiente; Mitigação.

Resumo

A descoberta da COVID-19 aumentou os debates sobre como lidar com grandes eventos sanitários que impactam diversos setores da sociedade. Diante disso, este trabalho procurou discutir os principais impactos de ordem social e ambiental que surgiram ou foram atenuados pela pandemia no Brasil, buscando uma possível mitigação dentro de um cenário pós-pandemia. Verificou-se que os impactos ocasionados e/ou intensificados pelo novo coronavírus são inumeráveis como o desemprego e a vulnerabilidade de pessoas mais pobres e indígenas. Dessa forma, é imprescindível amenizar esses impactos, seja através de novas políticas públicas ou ações de governança, que permitam um futuro mais seguro e igualitário no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carla Larissa Fonseca da Silva, Universidade Federal Rural da Amazônia

Acadêmica do Curso Engenharia Ambiental e Energias Renováveis da Universidade Federal Rural da Amazônia.

Marcilene Souto da Silva, Universidade Federal do Pará

Especialista em Educação e Interculturalidade na Amazônia/Universidade Federal do Pará, Professora da Prefeitura Municipal de Nova Timboteua

Douglas Silva dos Santos, Universidade Federal Rural da Amazônia

Acadêmico do Curso Engenharia Ambiental e Energias Renováveis da Universidade Federal Rural da Amazônia

Thais Gleice Martins Braga, Universidade Federal Rural da Amazônia

Doutora em Biodiversidade e Biotecnologia/Universidade Federal do Pará, Professora Adjunta da Universidade Federal Rural da Amazônia

Tatiana Pará Monteiro de Freitas , Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará

Mestre em engenharia Cartográfica/Instituto Militar de Engenharia, Professora EBTT efetiva do Instituto Federal do Pará - IFPA/Castanhal

Referências

ALBUQUERQUE, M.V. et al. Desigualdades regionais na saúde: mudanças observadas no Brasil de 2000 a 2016. Ciencia e Saude Coletiva. v. 22, n. 4, p. 1055- 1064, 2020.

ANDRADE, E.O. et al. Índice de desenvolvimento em saúde: conceituação e reflexões sobre sua necessidade. Revista da Associação Médica Brasileira, v. 58, n. 4, p. 413-421, 2012.

ARAGÃO, L.E.O.C.; SILVA JUNIOR, C.H.L.; ANDERSON, L.O. O desafio do Brasil para conter o desmatamento e as queimadas na Amazônia durante a pandemia por COVID-19 em 2020: implicações ambientais, sociais e sua governança. São José dos Campos, 2020. 34p. Disponível em: <https://www.treeslab.org/uploads/4/6/5/4/465490/nt_desmatamento_fogo_e_covid-19_na_amazonia_-_circulacao.pdf>. Acesso em: 07 jun. 2020.

BARATA, R.B. Como e por que as desigualdades sociais fazem mal à saúde [online]. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 2009. Temas em Saúde collection. 120p. Disponível em:< http://books.scielo.org/id/48z26>. Acesso em: 6 jun. 2020.

BARRETO, M.L. Desigualdades em Saúde: uma perspectiva global. Ciência & Saúde Coletiva, v. 22, p. 2097-2108, 2017.

BECKER, Y. Multifactorial changes in human behavior, environment, climate vectors and zoonoses enhance the emergence and reemergence of human microbial diseases. Isr. Med. Assoc. J., v. 2, n. 12, p. 916-8, 2000.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Boletim Epidemiológico Especial 19: Doença pelo Coronavírus COVID-19 [recurso eletrônico]. Brasília: Ministério da Saúde, 2020. 42p. Disponível em: http://saude.gov.br/images/pdf/2020/June/25/Boletim-epidemiologico-COVID-19-2.pdf . Acesso em: 24 jun. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis. Manual de vigilância, prevenção e controle de zoonoses: normas técnicas e operacionais [recurso eletrônico]. Brasília : Ministério da Saúde, 2016. 121p. Disponível em: <https://sinitox.icict.fiocruz.br/sites/sinitox.icict.fiocruz.br/files/Manual%20de%20vigilancia,%20prevencao%20e%20controle%20de%20zoonoses%20-%202016.pdf>. Acesso em: 7 jun. 2020.

CAMPOS, G.W.S. O pesadelo macabro da Covid-19 no Brasil: entre negacionismos e desvarios. Trabalho, Educação e Saúde, v. 18, n. 3, 2020.

CESPEDES, M.S.; SOUZA, J.C.R.P. Coronavirus: a clinical update of Covid-19. Revista da Associação Médica Brasileira, v. 66, n. 2, p. 116-123, 2020.

CRODA, J. et al. COVID-19 in Brazil: advantages of a socialized unified health system and preparation to contain cases. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, v. 53, 2020.

D’ANDREA, T.P. A pandemia de Covid-19 aprofunda e apresenta as gritantes desigualdades sociais do Brasil. Entrevista especial com Tiaraju Pablo D’Andrea. Instituto Humanitas Unisinos, 13 abr. 2020. Disponível em: <http://www.ihu.unisinos.br/159-noticias/entrevistas/597914-a-pandemia-de-covid-19-apresenta-as-gritantes-desigualdades-sociais-do-brasil-entrevista-especial-com-tiaraju-pablo-d-andrea>. Acesso em: 11 jun. 2020.

DECRETO Nº 10.341, DE 6 DE MAIO DE 2020. Autoriza o emprego das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem e em ações subsidiárias na faixa de fronteira, nas terras indígenas, nas unidades federais de conservação ambiental e em outras áreas federais nos Estados da Amazônia Legal. Diário Oficial da União: seção 1, edição 86, p. 7, 7 maio 2020.

FORTES, A. COVID-19 na Baixada Fluminense: É necessário seriedade para continuar a salvar vidas / PPGIHD-UFRRJ, 2020. Disponível em: <https://www.ppgihd-open-lab.com/post/covid-19-na-baixada-fluminense-é-necessário-seriedade-para-continuar-a-salvar-vidas-humanas>. Acesso em: 13 jun. 2020.

FORTES, A.; OLIVEIRA, L.D.; SOUSA, G.M.A COVID-19 na Baixada Fluminense: Colapso e apreensão a partir da periferia metropolitana do Rio de Janeiro. Espaço e Economia. v. 18, p. 1-18, 2020.

GADELHA, C.A.G. et al. Saúde e territorialização na perspectiva do desenvolvimento. Ciência & Saúde Coletiva, v. 16, p. 3003-3016, 2011.

GOES, E.F.; RAMOS, D.O.; FERREIRA, A.J.F. Desigualdades raciais em saúde e a pandemia da Covid-19. Trab. educ. saúde, v. 18, n. 3, 2020.

HELMY, Y.A. et al. The COVID-19 Pandemic: A Comprehensive Review of Taxonomy, Genetics, Epidemiology, Diagnosis, Treatment and Control. Journal of Clinical Medicine. v. 9, n. 4, p. 1225- 1297, 2020.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua - PNAD Contínua. 2020. Disponível em: <https://www.ibge.gov.br/estatisticas/sociais/trabalho/9173-pesquisa-nacional-por-amostra-de-domicilios-continua-trimestral.html?edicao=27704&t=destaques>. Acesso em: 7 jun. 2020.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 9, DE 16 DE ABRIL DE 2020. Disciplina o requerimento, análise e emissão da Declaração de Reconhecimento de Limites em relação a imóveis privados. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, edição 76, p. 32, 22 abril 2020.

JACKSON-FIHO, J.M. et al. A saúde do trabalhador e o enfrentamento da COVID-19. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, v. 45, 2020.

LANA, R.M. et al. Emergência do novo coronavírus (SARS-CoV-2) e o papel de uma vigilância nacional em saúde oportuna e efetiva. Cadernos de Saúde Pública, v. 36, p. e00019620, 2020.

LAVOLPE, F. El rol de los estados nacionales en el marco de la pandemia de COVID-19. Una mirada a nuestra América Latina. Journal de Ciencias Sociales. v. 8, n. 14, p. 163-167, 2020.

LOBOSCO, M.; SANTOS, R.W. Characterization of the COVID-19 pandemic and the impact of uncertainties, mitigation strategies, and underreporting of cases in South Korea, Italy, and Brazil. Chaos, Solitons and Fractals. v. 136, p. 1-9 , 2020.

MACIEL, J.A.C.; CASTRO-SILVA, I.I.; FARIAS, M.R. Análise inicial da correlação espacial entre a incidência de COVID-19 e o desenvolvimento humano nos municípios do estado do Ceará no Brasil. Revista Brasileira de Epidemiologia, v. 23, p. e200057, 2020.

MATOS, H.J. A próxima pandemia: estamos preparados?. Revista Pan-Amazônica de Saúde, v. 9, n. 3, p. 3-3, 2018.

MINAYO, M.C.S.; MIRANDA, A.C. Saúde e ambiente sustentável: estreitando nós [online]. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2002. 344p. Disponível em: <http://books.scielo.org/id/xkvy4>.Acesso em: 07 jun. 2020.

MORELLO, T.F. et al. COVID-19 e queimadas: um duplo desafio ao sistema único de saúde. Nota Técnica-Científica Conjunta 001, 8 de maio de 2020. Disponível em: <https://www.researchgate.net/publication/341255603_COVID-19_e_queimadas_um_duplo_desafio_ao_sistema_unico_de_saude>. Acesso em: 26 jun. 2020.

NICOLA, M. et al. The socio-economic implications of the coronavirus pandemic (COVID-19): A review. International Journal of Surgery, v. 78, p. 185-193, 2020.

OLIVEIRA, W.K. et al. Como o Brasil pode deter a COVID-19. Epidemiol. Serv. Saude, v. 29, n. 2, p. e2020044, 2020.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE - OMS. Prioritizing diseases for research and development in emergency contexts. Disponível em: <https://www.who.int/activities/prioritizing-diseases-for-research-and-development-in-emergency-contexts>. Acesso em: 02 jun. 2020b.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE - OMS. Q&A on coronaviruses. Disponível Em: <https://www.who.int/news-room/q-a-detail/q-a-coronaviruses>. Acesso em: 02 jun. 2020c.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE - OMS. Severe acute respiratory syndrome (SARS).Disponível Em: <https://www.who.int/csr/sars/en/>. Acesso em: 02 jun. 2020a.

PAES-SOUSA R; SCHRAMM J.M.A.; MENDES L.V.P. Fiscal austerity and the health sector: the cost of adjustments. Ciênc. Saúde Colet, v. 24, p. 4375-84, 2020.

PEERI, N.C. et al. The SARS, MERS and novel coronavirus (COVID-19) epidemics, the newest and biggest global health threats: what lessons have we learned?. International journal of epidemiology, 2020.

PEIXOTO R.V.; NUNES, C.; ABRANTES, A. Epidemic Surveillance of Covid-19: Considering Uncertainty and Under-Ascertainment. Portuguese Journal of Public Health. p. 1-7, 2020. Disponível em: <https://www.karger.com/Article/Pdf/507587> . Acesso em: 17 jun. 2020.

PRADO, O.E. et al. Clinical, molecular and epidemiological characterization of the SARS-CoV2 virus and the Coronavirus disease 2019 (COVID-19), a comprehensive literature review. Diagnostic Microbiology and Infectious Disease. 2020. Disponível em: <https://doi.org/10.1016/j.diagmicrobio.2020.115094> . Acesso em: 17 jun. 2020.

PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO; INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA. Desenvolvimento humano nas macrorregiões brasileiras. Brasília : PNUD : IPEA : FJP, 2016. 55p. Disponível em: <https://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/livros/livros/20160331_livro-idhm.pdf>. Acesso em: 15 jun. 2020.

REIS, R.F. et al. Nota Técnica 02: Características e Projeções da Pandemia COVID-19 no Brasil, Minas Gerais e Juiz de Fora. Disponível em <http://www.ufjf.br/pgmc/files/2020/03/nt02_covid19_pgmc_ufjf2.pdf>. Acesso em: 10 jun. 2020.

REPERANT, L.A.; MOESKER, F.M.; OSTERHAUS, A.DME. Influenza: from zoonosis to pandemic. ERJ Open Res., v. 2, n.1, p. 00013, 2016.

SANDES, L.F.F. et al. Atenção primária à saúde de indígenas sul-americanos: revisão integrativa da literatura. Revista Panamericana de Salud Pública, v. 42, p. e163, 2018.

SANTOS, B. A cruel pedagogia do vírus. Coimbra: editora Almeida, 2020.

SCHWARTZ, E.; NOGUEIRA, V.M.R. Exclusão social: a desigualdade do século XX. In: CIANCIARULLO, T.I; CORNETTA, V;K. Saúde, desenvolvimento e globalização: um desafio para os gestores do terceiro milênio. São Paulo: Ícone, v. 337, p. 175-197, 2002.

SILVA, L.J. A globalização da doença. Rev. Saúde Pública, v. 37, n. 3, p. 273-4, 2003.

SOUZA, D.O. A pandemia de COVID-19 para além das Ciências da Saúde: reflexões sobre sua determinação social. Ciência & Saúde Coletiva, v. 25, p. 2469-2477, 2020.

STIGLITZ, J.E. The price of inequality: How today's divided society endangers our future. WW Norton & Company, 2013.

THU-HA, B.T. et al. Combating the COVID-19 epidemic: Experiences from Vietnam. International Journal of Environmental Research and Public Health. v. 17, n. 9, p. 1325-1332, 2020.

VENTURA, D.F.L et al. Desafios da pandemia de COVID-19: por uma agenda brasileira de pesquisa em saúde global e sustentabilidade. Cad. Saúde Pública, v. 36, n. 4, 2020.

WERNECK, G.L.; CARVALHO, M.S. A pandemia de COVID-19 no Brasil: crônica de uma crise sanitária anunciada. Cadernos de Saúde Pública, v. 36, n. 5, p. e00068820, 2020.

ZANELLA, J.R.C. Zoonoses emergentes e reemergentes e sua importância para saúde e produção animal. Pesquisa agropecuária brasileira, v. 51, n. 5, p. 510-519, 2016.

ZHU, N. et al. A novel coronavirus from patients with pneumonia in China, 2019. New England Journal of Medicine, v. 382, p. 727-733, 2020.

Downloads

Publicado

31-07-2020

Como Citar

Silva, C. L. F. da, Silva, M. S. da, Santos, D. S. dos, Braga, T. G. M., & Freitas , T. P. M. de . (2020). Impactos socioambientais da pandemia de SARS-CoV-2 (COVID-19) no Brasil: como superá-los? . Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 15(4), 220–236. https://doi.org/10.34024/revbea.2020.v15.10846

Edição

Seção

Edição Especial
Recebido: 2020-06-30
Aceito: 2020-07-26
Publicado: 2020-07-31