Educação Ambiental no ensino formal para o correto manejo de resíduos

  • Nilva Lúcia Rech Stedile Universidade de Caxias do Sul
  • Ana Maria Paim Camardelo Universidade de Caxias do Sul
  • Fernanda Meire Cioato Universidade de Caxias do Sul
Palavras-chave: Educação Ambiental; Saúde Ambiental; Resíduos Sólidos; Catadores.

Resumo

A segregação correta dos resíduos é fundamental para a redução dos impactos destes sobre o meio ambiente. O objetivo do estudo foi analisar a efetividade de um programa de Educação Ambiental no desenvolvimento de aprendizagens para o correto manejo de resíduos. Trata-se de uma pesquisa-ação desenvolvida em duas escolas públicas de ensino fundamental em Caxias do Sul. Os resultados mostraram que a gincana favoreceu a incorporação de ideias, a problematização de situações, a construção e ressignificação de conceitos e a compreensão dos desafios socioambientais no manejo dos resíduos. A Educação Ambiental é um potente recurso de aprendizagem, facilitando a construção de conhecimento significativo.

Biografia do Autor

Ana Maria Paim Camardelo, Universidade de Caxias do Sul

Possui graduação em Serviço Social pela Universidade de Caxias do Sul (1993), mestrado em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1997) e doutorado em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2009). Atualmente é professora adjunto III da Universidade de Caxias do Sul, atuando como docente no curso de graduação em Serviço Social e no Programa de Pós Graduação em Direito (PPGDir) e Programa de Pós-Graduação em Psicologia (PPGPSI). Além disso, é coordenadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Políticas Públicas e Sociais (NEPPPS) e coordenadora da Incubadora Social e Tecnológica da Universidade de Caxias do Sul. Tem experiência na área de Serviço Social, atuando principalmente nos seguintes temas: serviço social, processo de trabalho, políticas públicas e sociais, políticas públicas ambientais, resíduos sólidos, trabalho e vulnerabilidade social.

Fernanda Meire Cioato, Universidade de Caxias do Sul

Acadêmica de Enfermagem na Universidade de Caxias do Sul (UCS). Bolsista do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde PET-Saúde/Interprofissionalidade. Bolsista de iniciação científica (PIBIC-CNPq) de projeto intitulado "Segregação de Resíduos Sólidos Urbanos em Caxias do Sul: Proposição e Implementação de um Projeto de Educação Ambiental", no Núcleo de Estudos e Pesquisas em Políticas Públicas e Sociais (NEPPPS), sob orientação da Profª. Dra. Nilva Lúcia Rech Stedile. Atua na área de saúde ambiental, com destaque nos temas: educação ambiental, resíduos sólidos urbanos e agrotóxicos.

Referências

ANASTASIOU, L.G.C.; ALVES, L.P (Org.). Processos de Ensinagem na Universidade: pressupostos para as estratégias de trabalho em aula. 10. ed. Joinville, SC: Univille, 2015. p. 86-107.

AUSUBEL, D.P.; NOVAK, J.D.; HANESIAN, H. Psicologia Educacional. 2.ed. Rio de Janeiro, RJ: Editora Interamericana, 1980.

BESERRA, E.P. et al. Educação Ambiental e enfermagem: uma integração necessária. Rev Bras Enferm. Brasília, v. 63, n. 5, p. 848-52, 2010.

BRASIL. Lei 9.795, de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a Educação Ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Brasília, DF: Presidência da República 1999. Disponível em: https://bit.ly/3dI18T6 . Acesso em: 07 out. 2019.

BRASIL. Resolução N° 2, de 15 de junho de 2012. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental. Brasília, DP: Ministério da Educação, 2012. Disponível em: https://bit.ly/2WQQt1D . Acesso em: 07 out. 2019.

BOMFIM, A.M. et al. Parâmetros curriculares nacionais: uma revisita aos temas transversais meio ambiente e saúde. Trab. educ. saúde. Rio de Janeiro, v. 11, n. 1, p. 27-52, 2013.

CODECA. Companhia de Desenvolvimento de Caxias do Sul. Associações de Reciclagem. Caxias do Sul, 2017. Disponível em: http://www.codeca.com.br/servicos_coletas_associacoes_de_reciclagem.php Acesso em 15 set. 2020.

COELHO, A.P.F. et al. Satisfaction and dissatisfaction in the work of recyclable solid waste segregators: convergent-care research. Rev Bras Enferm. Brasília, v. 70, n. 2, p. 402-9, 2017.

COUTO, M.S.D.S., GUIMARÃES, C.S., PEREIRA, M.F. Contribuições de uma experiência pedagógica em Educação Ambiental. Revipea. São Paulo, v. 12, n. 1, p. 26-41, 2017.

CUNHA, G.H. et al. Insulin therapy waste produced in the households of people with diabetes monitored in Primary Care. Rev Bras Enferm. Brasília, v. 70, n. 3, p. 646-53, 2017.

CUTTS, S. Man. 2012. 1 vídeo (3 min e 36 seg). Publicado no canal Steve Cutts. Disponível em: https://bit.ly/2Ahwhy j. Acesso em: 15 out. 2018.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 2018.

HAMMES, M.; STEDILE, N.L.R.; CAMARDELO, A.M.P. Processo de trabalho dos catadores de resíduos sólidos: uma análise de variáveis em grupos de trabalhadores na Serra Gaúcha. In: CAMARDELO, A.M.P; STEDILE, N.L.R. (Org.). Catadores e Catadoras de Resíduos: prestadores de serviços fundamentais à conservação do meio ambiente. Caxias do Sul, RS: Educs; 2016. p. 87-110.

LUZZI, D. Educação e meio ambiente: uma relação intrínseca. 1. ed. Barueri, SC: Manole, 2012.

MASSETO, M. T. Competência pedagógica do professor universitário. 2. ed. São Paulo: Summus, 2012.

MYERS, G. Análise da conversação e da fala. In: BAUER, M.W.; GASKELL, G. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. 7. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008. P. 271-92.

PELICIONI, M.C.F. Fundamentos da Educação Ambiental. In: PHILIPPI JÚNIOR, A.; ROMÉRO, M.A.; BRUNA, G.C. Curso de Gestão Ambiental. 2.ed. Barueri, SP: Manole; 2015. p. 469-491.

SOUSA, M. Um plano para salvar o planeta. 2011. 1 vídeo (25 min e 32 seg). Publicado no canal Turma da Mônica, Disponível em: <https://bit.ly/3cpBpi6>. Acesso em: 08 out. 2018.

VASCONCELLOS, M.S.; CARVALHO, F.G. de; ARAÚJO, I.S. O jogo como prática de saúde. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2018.

VIEIRA, P.C.; SILVEIRA, J.L.G.C.; RODRIGUES, K.F. Percepção e hábitos relacionados ao lixo doméstico entre moradores da comunidade do Coripós, Blumenau, SC. Rev. de APS. Santa Catarina, v. 15, n. 1, p. 82-91, 2012.

WORLD HEALTH ORGANIZATION – WHO. Preventing disease through healthy environments: a global assessment of the burden of disease from environmental risks. Geneva, 2016. Disponível em: <http://bit.ly/2J9be2I>. Acesso em: 2 out. 2019.

Publicado
2021-02-03
Como Citar
Stedile, N. L. R., Camardelo, A. M. P., & Cioato, F. M. (2021). Educação Ambiental no ensino formal para o correto manejo de resíduos. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 16(1), 96-113. https://doi.org/10.34024/revbea.2021.v16.10726
Seção
Artigos