Temas controversos-Educação Ambiental-floresta: qual é a interação desta tríade no contexto escolar?

  • Aline De Gregorio Universidade Estadual de Londrina
  • Anderson de Souza Moser Universidade Federal do Paraná
  • Elocir Aparecida Corrêa Pires Universidade Estadual de Maringá
  • Ana Lúcia Olivo Rosas Moreira Universidade Estadual de Maringá
Palavras-chave: Formação Docente; Controvérsia; Currículo.

Resumo

Este trabalho investigou as concepções de Educação Ambiental (EA), além das possíveis interações entre temas controversos e floresta para a inserção de controvérsias socioambientais no contexto escolar, durante um processo de formação continuada com professores da educação básica. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, na qual adotou-se a modalidade de pesquisa participante. A coleta de dados se deu por meio da aplicação de questionário. Os resultados evidenciaram o predomínio de concepções conservadoras de EA. Os docentes, que apresentaram visões próximas à vertente crítica, propuseram possibilidades mais abrangentes no que se refere à inclusão de controvérsias socioambientais no desenvolvimento de suas práticas educativas.

Biografia do Autor

Aline De Gregorio, Universidade Estadual de Londrina

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Educação Matemática

Anderson de Souza Moser, Universidade Federal do Paraná

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Educação

Elocir Aparecida Corrêa Pires, Universidade Estadual de Maringá

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência e a Matemática

Ana Lúcia Olivo Rosas Moreira, Universidade Estadual de Maringá

Docente do Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência e a Matemática

Referências

BRASIL. Lei n. 9795 - 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a Educação Ambiental. Política Nacional de Educação Ambiental. Disponível em:< http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9795.htm > Acesso em: 02 ago. 2019.

BRASIL. Resolução no 2, de 15 de junho de 2012. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental. Disponível em:< http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/rcp002_12.pdf > Acesso em: 04 ago. 2019.

GAYFORD, C.; DILLON, J.; SCOTT, W. Controversial environmental issues: a case study for the professional development of science teachers. International Journal of Science Education, v. 24, p. 1191-1200, 2002.

JACOBI, P. Educação Ambiental, cidadania e responsabilidade. Cadernos de pesquisa, São Paulo, n.118, p. 189-206, 2003.

LAYRARGUES, P. P.; LIMA, G. F. DA C. The Brazilian environmental education macro-politicalpedagogical trends. Ambiente & Sociedade, v. 17, n. 1, p. 23–40, 2014.

MINAYO, M. C. S. Pesquisa social. Teoria, método e criatividade. 21 ed. Petrópolis: Vozes, 2002.

REIGOTA, M. Meio ambiente e representação social. São Paulo: Cortez, 1995. 87 p.

REIS, P. A discussão de assuntos controversos no ensino das ciências. Inovação, v.12, p. 107-112, 1999.

REIS, P. Os temas controversos na Educação Ambiental. Pesquisa em Educação Ambiental, v. 2, n. 1, p. 125-140, 2007.

RIBEIRO, R.; KAWAMURA, M. R. Educação Ambiental e temas controversos. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, São Paulo, v. 14, n. 2, p.159-169, 2014.

SCOTERGAGNA, A.; NEGRÃO, O. B. M. Trabalhos de campo na disciplina de geologia introdutória: a saída autônoma e seu papel didático. Terra e Didática, Campinas, v. 1, n. 1, p. 36-43, 2005.

TOZONI-REIS, M. F. C. Pesquisa-ação. In: FERRARO-JUNIOR, L. A. Encontros e caminhos: formação de educadoras(es) ambientais e coletivos educadores. Brasília: MMA, v. 1, p. 267-276, 2005.

Publicado
2020-08-23
Como Citar
De Gregorio, A., Moser, A. de S., Pires, E. A. C., & Moreira, A. L. O. R. (2020). Temas controversos-Educação Ambiental-floresta: qual é a interação desta tríade no contexto escolar?. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 15(5), 271-281. https://doi.org/10.34024/revbea.2020.v15.10343
Seção
Artigos

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##