Qualidade de vida em idosos com deficiência auditiva: revisão de literatura

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34024/rnc.2023.v31.15267

Palavras-chave:

Qualidade de Vida, Perda Auditiva, Idoso, Inquéritos e Questionários

Resumo

Introdução. A perda auditiva é uma deficiência sensorial comum em idosos e está associada a pior função cognitiva, sintomas depressivos e isolamento social, o que pode prejudicar significativamente a qualidade de vida (QV). Objetivo. Avaliar a QV de idosos brasileiros com perda auditiva. Método. Realizou-se busca nas bases de dados PubMed e LILACS, e na ferramenta de buscas Google Acadêmico, por meio do cruzamento de descritores selecionados no DeCS e MeSH. Resultados. Após a seleção, 11 estudos foram incluídos nesta revisão. Os estudos avaliaram 425 indivíduos e o questionário mais utilizado para avaliar a QV foi o Medical Outcomex Study 36 – Item Short Form Health Survey (SF 36), seguido do World Health Organization Quality of Life – Bref (WHOQOL- versão breve). Houve diferença significante nos domínios avaliados, com melhor QV após adaptação do aparelho de amplificação sonora individual (AASI). O uso do dispositivo superior a oito horas diárias favoreceu a QV nessa população. Não foi observada associação entre o incômodo com o zumbido e a QV. A participação em grupos de apoio conduzidos por fonoaudiólogos também pode favorecer a QV em idosos com perda auditiva. Conclusão. O uso do AASI implica em melhores escores nos diferentes domínios englobados nos instrumentos de avaliação de QV, principalmente com relação à saúde mental, aspectos físicos e sociais.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Sousa FJD, Oliveira CR, Pinto AB, Rodrigues V, Gonçalves LHT, Gamba MA. Qualidade de vida de idosos brasileiros e portugueses: uma análise comparativa. Rev Cuid Ene 2021;12:e1230. https://doi.org/10.15649/cuidarte.1201

World Health Organization. World Report on Hearing. Global report: WHO; 2021. Disponível em: https://www.who.int/publications/i/item/9789240020481

Paiva KM, Cesar CLG, Alves MCGP, Barros MBA, Carandina L, Goldbaum M. Envelhecimento e deficiência auditiva referida: um estudo de base populacional. Cad Saúde Pública 2011;27:1292-300. https://doi.org/10.1590/S0102-311X2011000700005

Dillard LK, Pinto A, Mueller KD, Schubert CR, Paulsen AJ, Merten N, et al. Associations of hearing loss and hearing aid use with cognition, health-related quality of life and depressive symptoms. J Aging Health 2022;0:1-11. https://doi.org/10.1177/08982643221138162

Mondelli MFCG, Souza PJS. Quality of life in elderly adults before and after hearing aid fitting. Braz J Otorhinolaryngol 2012;78:49-56. https://doi.org/10.1590/S1808-86942012000300010

Carniel CZ, Sousa JCF, Silva CD, Fortunato‐Queiroz CAU, Hyppolito MA, Santos PL. Implicações do uso do Aparelho de Amplificação Sonora Individual na qualidade de vida de idosos. CoDAS 2017;29:e20160241. https://doi.org/10.1590/2317-1782/20172016241

Citton G, Maria A, Arossi GA. Surdos e qualidade de vida: uma revisão narrativa da literatura. Braz J Develop 2021;7:10889-901. https://doi.org/10.34117/bjdv7n1-744

Dreyer C, Benedetti LHDS, Garcia PC, Moura GA, Chassot F. Implantes Cocleares: a melhora na qualidade de vida. Rev Cient Sem Acad 2018;148:1-15. https://semanaacademica.org.br/system/files/artigos/implante_coclear_0.pdf

The World Health Organization quality of life assessment (WHOQOL): Position paper from the World Health Organization. Soc Csi Med 1995;41:1403-9. https://doi.org/10.1016/0277-9536(95)00112-k

Panhoca I, Bonini LMM. Envelhecimento humano e políticas públicas – uma proposta de intervenção fonoaudiológica para empoderamento do sujeito. Rev Diál Interdiscip 2015;4:103-20. https://revistas.brazcubas.br/index.php/dialogos/article/view/85

Mendes J, Soares VMN, Massi GAA. Percepções dos acadêmicos de fonoaudiologia e enfermagem sobre processo de envelhecimento e a formação para o cuidado aos idosos. Rev CEFAC 2015;17:576-85. https://doi.org/10.1590/1982-021620153714

Manso MEG, Maresti LTP, Oliveira HSB. Análise da qualidade de vida e fatores associados em um grupo de idosos vinculados ao setor suplementar de saúde da cidade de São Paulo, Brasil. Rev Bras Griatr Gerontol 2019;22:e190013. https://doi.org/10.1590/1981-22562019022.190013

Andrade NA, Soares A, Skarzynska MB, Skarzynski PH, Sanfins MD, Gil D. Self-perception of hearing difficulties and quality of life in individuals with hearing loss. Audiol Res 2022;12:527-38. https://doi.org/10.3390/audiolres12050053

Sousa FJD, Oliveira CR, Pinto AB, Rodrigues V, Gonçalves LHT, Gamba MA. Qualidade de vida de idosos brasileiros e portugueses: uma análise comparativa. Rev Cuid Ene 2021;12:e1230. https://doi.org/10.15649/cuidarte.1201

Willig MH, Lenardt MH, Méier MJ. A trajetória das políticas públicas do idoso no Brasil: breve análise. Cogitare Enferm 2012;17:574-77. https://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/29298/19053

Oliveira KR. Qualidade de vida do idoso submetido à adaptação do aparelho de amplificação sonora individual (AASI). (Dissertação). Goiás: Pontifícia Universidade Católica de Goiás; 2020. https://tede2.pucgoias.edu.br/handle/tede/4671

Rocha LV, Martinelli MC. Cognição e benefício obtido com o uso de próteses auditivas: um estudo em idosos. CoDAS 2020;32:e20180259. https://doi.org/10.1590/2317-1782/20192018259

Bertuol B, Scremin ALX, Marques PM, Ferreira L, Araújo TM, Biaggio EPV. Zumbido, qualidade de vida e questões emocionais de sujeitos usuários de próteses auditivas. Distúrb Comun 2018;30:80-9. https://doi.org/10.23925/2176-2724.2018v30i1p80-89

Ghiringhelli R. Efeito da estimulação acústica por meio de próteses auditivas nos sintomas depressivos, desempenho cognitivo e qualidade de vida em idosos com perda auditiva (Tese). São Paulo: Universidade Federal de São Paulo; 2018. https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/53009

Garcia ACR, Campos NLFC, Bastos JC, Duarte PSG, Pagnossin DF. Qualidade de vida: comparação entre idosos usuários de aparelho de amplificação sonora individual participantes e não participantes de grupos de apoio. Distúrb Comun 2017;29:416-27. https://doi.org/10.23925/2176-2724.2017v29i3p416-427

Cribari J. Qualidade de vida em um grupo de idosos com perda auditiva e queixa de zumbido: contribuições da sistematização da assistência de enfermagem (Dissertação). Curitiba: Universidade Tuiuti do Paraná; 2015. https://tede.utp.br/jspui/handle/tede/1463

Fonseca FC, Iório MCM. Próteses auditivas dispensadas pelo SUS e qualidade de vida. Rev CEFAC 2014;16:768-78. https://doi.org/10.1590/1982-021620143413

Ribas A, Kozlowski L, Almeida G, Marques JM, Silvestre RAA, Mottecy CM. Qualidade de vida: comparando resultados em idosos com e sem presbiacusia. Rev Bras Geriatr Gerontol 2014;17:353-62. https://doi.org/10.1590/S1809-98232014000200012

Gomes NHG. A influência da prótese auditiva na qualidade de vida do idoso (Dissertação). Porto Alegre: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; 2013. https://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/8234

Wasserberg TH. A qualidade de vida em idosos usuários de próteses auditivas com adaptação aberta e retroauriculares (Monografia). Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina; 2013. https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/115317

Ciconelli RM, Ferraz MB, Santos W, Meinão I, Quaresma MR. Tradução para a língua portuguesa e validação do questionário genérico de avaliação de qualidade de vida SF-36 (Brasil SF-36). Rev Bras Reumatol 1999;36:143-50. https://tosaudefuncional.com/wp-content/uploads/2013/03/questionc3a1rio-de-qualidade-de-vida-sf36-traduc3a7c3a3o-e-validac3a7c3a3o.pdf

Santos PM. Principais instrumentos de avaliação da qualidade de vida de idosos no Brasil: vantagens e desvantagens na utilização. Corpoconsciência 2015;19:25-36. https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/corpoconsciencia/article/view/3948/2815

Fleck M, Louzada S, Xavier M, Chachamovich E, Vieira G, Santos L, Pinzon V. Aplicação da versão em português do instrumento abreviado de avaliação da qualidade de vida "WHOQOL-bref". Rev Saúde Pública 2000;34:178-83. https://doi.org/10.1590/S0034-89102000000200012

Fleck MP, Chachamovich E, Trentini C. Development and validation of the Portuguese version of the WHOQOL-OLD module. Rev Saúde Pública 2006;40:785-91. https://doi.org/10.1590/S0034-89102006000600007

Kimura M, Silva JV. Índice de qualidade de vida de Ferrans e Powers. Rev Esc Enferm USP 2009;43(Esp):1098-104. https://doi.org/10.1590/S0080-62342009000500014

Teixeira AR, Nunes MGP, Freitas CLR, Gonçalves AK, Teixeira SB. Análise da qualidade de vida de idosos com sintoma de zumbido. Arq Int Otorrinolaringol 2010;14:54-9. https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/lil-545306

Davis A, McMahon CM, Pichora-Fuller KM, Russ S, Lin F, Olusanya BO, et al. Agind and hearing health: the life-course approach. Gerontologist 2016;56:S256-67. https://doi.org/10.1093/geront/gnw033

Brandão BMLS, Silva AMB, Souto RQ, Alves FAP, Araújo GKN, Jardim VCFS, et al. Relação da cognição e qualidade de vida entre idosos comunitários: estudo transversal. Rev Bras Enferm 2020;73(Suppl 3):e20190030. https://doi.org/10.1590/0034-7167-2019-0030

Borges MGS, Labanca L, Couto EAB, Guarisco LPC. Correlações entre a avaliação audiológica e triagem cognitiva em idosos. Rev CEFAC 2016;18:1285-93. https://doi.org/10.1590/1982-021620161865616

Silva AA, Vieira NM. Reabilitação auditiva de pessoas com surdez: por uma política pública que supere a patologia pela cultura. Braz J Develop 2020;6:20610-21. https://doi.org/10.34117/bjdv6n4-294

Downloads

Publicado

2023-10-23

Como Citar

Giandotti Gomar, L., Betes Heupa, A., Lüders, D., & Destro Fidêncio, V. L. (2023). Qualidade de vida em idosos com deficiência auditiva: revisão de literatura. Revista Neurociências, 31, 1–26. https://doi.org/10.34024/rnc.2023.v31.15267

Edição

Seção

Artigos de Revisão
Recebido: 2023-06-29
Aceito: 2023-09-21
Publicado: 2023-10-23

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.