Ecoturismo: análise bibliométrica e de redes sociais do campo de turismo no Brasil, 1990-2018

Não há

Autores

  • Andre Fontan Kohler Universidade de São Paulo, São Paulo, SP
  • Luciano Antonio Digiampietri Universidade de São Paulo, São Paulo, SP

DOI:

https://doi.org/10.34024/rbecotur.2021.v14.11910

Palavras-chave:

Ecoturismo, Bibliometria e Análise de redes, Autoria, Estrutura Intelectual, Impacto

Resumo

O presente artigo apresenta um estudo bibliométrico e de redes do campo de turismo no Brasil, tomado como o conjunto de artigos publicados em 16 periódicos brasileiros de turismo. Com a utilização das palavras-chave, é descrita e avaliada sua trajetória (1990-2018), com foco no agrupamento de ecoturismo. Trabalha-se com a autoria (autores e instituições) e sua distribuição geográfica (unidades da federação, grandes regiões e países), a publicação (distribuição entre periódicos), o impacto (citações) e a estrutura intelectual (referências bibliográficas). O agrupamento é claramente delimitado, mas, dada a baixa capilaridade entre suas palavras-chave, acaba por se “confundir” com o conjunto de artigos que têm “ecoturismo” entre suas palavras-chave. A autoria é particularmente fragmentada, com nítida sobre representação da Grande Região Norte, em relação ao campo como um todo. Ainda na autoria, a Universidade de São Paulo tem a mais alta produção, por mais que, em termos de sobre representação, os números mais expressivos são os da Universidade Federal do Pará e da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Dos 208 artigos do agrupamento, a Revista Brasileira de Ecoturismo publicou 110 deles, o que corresponde a 52,88% do total. Na estrutura intelectual, chama a atenção a escassez de co citações relevantes, para autores, obras específicas e revistas científicas, bem como a grande importância da produção de governos e de organizações supranacionais. Isso indica que o agrupamento não tem, ainda, uma base teórica e conceitual bem definida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciano Antonio Digiampietri, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP

Professor Associado da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo

 

Referências

BENCKENDORFF, P.; ZEHRER, A. A network analysis of tourism research. Annals of Tourism Research, v. 43, p. 121-149, 2013.

Beni, M. C. Análise estrutural do turismo. São Paulo: SENAC, 1998.

BRASIL. Diretrizes para uma política nacional de ecoturismo. Brasília: EMBRATUR, 1994.

BRASIL. Lei n. 9.985, de 18 de julho de 2000. Regulamenta o art. 225, § 1o, incisos I, II, III e VII da Constituição Federal, institui o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza e dá outras providências. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9985.htm> Acesso em: 18 mar. 2021.

CAMPOS, A. M. N. O ecoturismo como alternativa de desenvolvimento sustentável. Caderno Virtual de Turismo, v. 5, n. 1, p. 1-6, 2005.

DIEGUES, A. C. O mito moderno da natureza intocada. São Paulo: Hucitec, 1996.

GARRIGOS-SIMON, F. J.; NARANGAJAVANA-KAOSIRI, Y.; LENGUA-LENGUA, I. Tourism and sustainability: a bibliometric and visualization analysis. Sustainability, v. 10, n. 6, p. 1-23, 2018.

GRAUWIN, S.; JENSEN, P. Mapping scientific institutions. Scientometrics, v. 89, p. 943, 2011.

HALL, C. M. Publish and perish? Bibliometric analysis, journal ranking and the assessment of research quality in tourism. Tourism Management, v. 32, n. 1, p. 16-27, 2011.

HINTZE, H. C. Ecoturismo na cultura de consumo: possibilidade de educação ambiental ou espetáculo? Revista Brasileira de Ecoturismo, v. 2, n. 1, p. 57-100, 2009.

LINDBERG, K.; HAWKINS, D. E. Ecoturismo: um guia para planejamento e gestão. São Paulo: SENAC, 1999.

JAMAL, T.; SMITH, B.; WATSON, E. Ranking, rating and scoring of tourism journals: interdisciplinary challenges and innovations. Tourism Management, v. 29, n. 1, p. 66-78, 2008.

JOGARATNAM, G.; CHON, K.; MCCLEARY, K.; MENA, M.; YOO, J. An analysis of institutional contributors to three major academic tourism journals: 1992-2001. Tourism Management, v. 26, n. 5, p. 641-648, 2005.

KESSLER, M. M. Bibliographic coupling between scientific papers. American Documentation, v. 24, p. 123-131, 1963.

KINKER, S. Ecoturismo e conservação da natureza em parques nacionais. Campinas: Papirus, 2002.

KIRILENKO, A. P.; STEPCHENKOVA, S. Tourism research from its inception to present day: subject area, geography, and gender distributions. PLoS ONE, v. 13, n. 11, e0206820, 2018.

KOC, E.; BOZ, H. Triangulation in tourism research: a bibliometric study of top three tourism journals. Tourism Management Perspectives, v. 12, p. 9-14, 2014.

KÖHLER, A. F.; DIGIAMPIETRI, L. A. Periódicos brasileiros de turismo (1990-2018): avaliação e classificação por meio de métricas de impacto e híbridas. Turismo em Análise, v. 31, n. 2, p. 200-226, 2020.

KÖHLER, A. F.; DIGIAMPIETRI, L. A. Estudos de hospitalidade: análise bibliométrica e de redes sociais do campo de turismo no Brasil, 1990-2018. Revista Hospitalidade, v. 18, n. 1, p. 104-135, 2021.

KÖRÖSSY, N. Do “turismo predatório” ao “turismo sustentável”: uma revisão sobre a origem e a consolidação do discurso da sustentabilidade na atividade turística. Caderno Virtual de Turismo, v. 8, n. 2, p. 56-68, 2008.

KOSEOGLU, M. A.; RAHIMI, R.; OKUMUS, F.; LIU, J. Bibliometric studies in tourism. Annals of Tourism Research, v. 61, p. 180-198, 2016.

KUMAR, S.; SUREKA, R.; VASHISHTHA, A. The Journal of Heritage Tourism: a bibliometric overview since its inception. Journal of Heritage Tourism, v. 15, n. 4, p. 365-380, 2020.

LOBO, H. A. S.; PERINOTTO, J. A. J.; BOGGIANI, P. C. Espeleoturismo no Brasil: Panorama geral e perspectivas de sustentabilidade. Revista Brasileira de Ecoturismo, v. 1, n. 1, p. 62-83, 2008.

MCKERCHER, B. A case for ranking tourism journals. Tourism Management, v. 26, n. 5, p. 649-651, 2005.

MCKERCHER, B. A citation analysis of tourism scholars. Tourism Management, v. 29, n. 6, p. 1.226-1.232, 2008.

MITRAUD, S. Manual de ecoturismo de base comunitária: ferramentas para um planejamento responsável. Brasília: WWF Brasil, 2003.

MORENO-GIL, S.; PARRA-LÓPEZ, E.; PICAZO-PERAL, P.; DÍAZ-DOMÍNGUEZ, C. The dissemination of tourism scientific research in Latin American journals. A bibliometric study. Anatolia, v. 31, n. 4, p. 549-564, 2020.

MULET-FORTEZA, C.; GENOVART-BALAGUER, J.; MAULEON-MENDEZ, E.; MÉRIGO, J. M. A bibliometric research in the tourism, leisure and hospitality fields. Journal of Business Research, v. 101, p. 819-827, 2019.

OTTE, E.; ROUSSEAU, R. Social network analysis: a powerful strategy, also for the information sciences. Journal of Information Science, v. 28, n. 6, p. 441-453, 2002.

PEDRINI, A. G.; MESSAS, T. P.; PEREIRA, E. S.; GHILARDI-LOPES, N. P.; BERCHEZ, F. A. Educação ambiental pelo ecoturismo numa trilha marinha no Parque Estadual da Ilha Anchieta, Ubatuba (SP). Revista Brasileira de Ecoturismo, v. 3, n. 3, p. 428-459, 2010.

PIRES, P. S. A dimensão conceitual do ecoturismo. Revista Turismo – Visão e Ação, v. 1, n. 1, p. 75-91, 1998.

RACHERLA, P.; HU, C. A social network perspective of tourism research collaborations. Annals of Tourism Research, v. 37, n. 4, p. 1.012-1.034, 2010.

RIBAS, L. C. C.; HICKENBICK, C. O papel de condutores ambientais locais e de cursos de capacitação no ecodesenvolvimento turístico e as expectativas sociais no Sul do Brasil. Turismo em Análise, v. 23, n. 1, p. 143-165, 2012.

RUSCHMANN, D. M. Turismo e planejamento sustentável: a proteção do meio ambiente. Campinas: Papirus, 1997.

STRANDBERG, C.; NATH, A.; HEMMATDAR, H.; JAHWASH, M. Tourism research in the new millennium: A bibliometric review of literature in Tourism and Hospitality Research. Tourism and Hospitality Research, v. 18, n. 3, p. 269-285, 2018.

TRIBE, J. The indiscipline of tourism. Annals of Tourism Research, v. 24, n. 3, p. 638-657, 1997.

TRIBE, J. Tribes, territories and networks in the tourism academy. Annals of Tourism Research, v. 37, n. 1, p. 7-33, 2010.

WEARING, S.; NEIL, J. Ecoturismo: impactos, potencialidades e possibilidades. Barueri: Manole, 2001.

XIAO, H.; SMITH, S. L. J. The making of tourism research: insights from a social sciences journal. Annals of Tourism Research, v. 33, n. 2, p. 490-507, 2006.

YE, Q.; LI, T.; LAW, R. A coauthorship network analysis of tourism and hospitality research collaboration. Journal of Hospitality & Tourism Research, v. 37, n. 1, p. 51-76, 2013.

Downloads

Publicado

2021-08-01

Como Citar

Kohler, A. F., & Digiampietri, L. A. (2021). Ecoturismo: análise bibliométrica e de redes sociais do campo de turismo no Brasil, 1990-2018: Não há. Revista Brasileira De Ecoturismo (RBEcotur), 14(3). https://doi.org/10.34024/rbecotur.2021.v14.11910
Recebido em 2021-03-19
Aceito em 2021-04-27
Publicado em 2021-08-01