Turismo sustentável: perspectiva socioambiental como geração de valor em empreendimentos hoteleiros de Barreirinhas (MA)

  • Rosélis de Jesus Barbosa Câmara Universidade Federal do Maranhão, São Luis, MA
  • Raimunda Rocha Reis Universidade Federal do Maranhão, São Luis, MA
  • Rozuila Neves Lima Universidade Federal do Maranhão, São Luis, MA
Palavras-chave: Turismo, Barreirinhas, Empreendimentos Hoteleiros, Geração de Valor, Sustentabilidade

Resumo

A atividade do turismo representa um fator notável de desenvolvimento econômico e social, uma vez que possui grande capacidade de impacto e é capaz de promover influências em diversos setores e aspectos de um local ou região. O município de Barreirinhas/MA, considerado o principal portão de entrada para o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, destaca-se por sua notabilidade turística. Assim, a presente pesquisa teve como propósito investigar a sustentabilidade socioambiental no contexto dos empreendimentos de hospedagem de Barreirinhas/MA, posto que a sustentabilidade influencia fatores relevantes como: a preservação dos atrativos turísticos e dos recursos naturais, o relacionamento com os stakeholders, a redução de custos e a oportunidade de captação de demanda por nichos. Para o estudo, foi utilizado o método de pesquisa de campo, com caráter exploratório e abordagem quali-quantitaiva. A investigação constatou que os empreendimentos de hospedagem de Barreirinhas/MA ainda não atingiram o nível desejado de sustentabilidade. Assim, defende-se a necessidade de se desenvolver uma atividade turística pautada na sustentabilidade, no cuidado com o ecossistema natural e o ambiente social, essenciais ao município.

 

Biografia do Autor

Rosélis de Jesus Barbosa Câmara, Universidade Federal do Maranhão, São Luis, MA

Profª Drª Adjunto IV do Departamento de Turismo e Hotelaria da Universidade Federal do Maranhão

Referências

ALMEIDA, I.D.; ABRANJA, N.A. Turismo e sustentabilidade. Cogitur, Journal of Tourism Studies, Lisboa, n. 2, 2009. Disponível em: <http://recil.grupolusofona. pt/handle/10437/1874>. Acesso em: 20 set. 2018.

ALMEIDA, R.L. et al. Hotelaria e turismo sustentável: estudo de caso em uma pousada na cidade de Tiradentes/MG. In: Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia, 10, 2013, Resende - RJ. Anais eletrônicos [...]. Resende - RJ: Associação Educacional Dom Bosco. Disponível em:<https://www.aedb.br/seget/ arquivos/artigos13/15918643.pdf>. Acesso em: 5 nov. 2018.

BACHA, M.L.; SANTOS; J.; SCHAUN, A. Considerações teóricas sobre o conceito de Sustentabilidade. Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia, 7., 2010, Resende - RJ. Anais eletrônicos [...]. Resende - RJ: Associação Educacional Dom Bosco. 14 p. Disponível em: <https://www.aedb.br/seget/arquivos/artigos10/31 _cons%20teor%20bacha.pdf>. Acesso em: 10 set. 2018.

BRASIL. Decreto nº 86.060, de 2 de junho de 1981. Cria, no Estado do Maranhão, o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, com os limites que especifica e dá outras providências Brasília, DF: Diário Oficial da União. Disponível em: <http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1980-1987/decreto-86060-2-junho-1981-435499-publicacaooriginal-1-pe.html>. Acesso em: 13 out. 2018.

BRASIL. Lei nº 11.771, de 17 de setembro de 2008. Dispõe sobre a Política Nacional de Turismo, define as atribuições do Governo Federal no planejamento, desenvolvimento e estímulo ao setor turístico; revoga a Lei no 6.505, de 13 de dezembro de 1977, o Decreto-Lei nº 2.294, de 21 de novembro de 1986, e dispositivos da Lei no 8.181, de 28 de março de 1991; e dá outras providências. Brasília, DF: Presidência da República, 2008. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11771.htm>. Acesso em: 26 set. 2018.

BRASIL. Lei nº 9.985, de 18 de julho de 2000. Regulamenta o art. 225, § 1o, incisos I, II, III e VII da Constituição Federal, institui o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza e dá outras providências. Brasília, DF, 18. jul. 2000. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L9985.htm>. Acesso em: 15 out. 2018.

CARDOSO, M.L.; FIGUEIREDO, M.D. Práticas de inovações sustentáveis: estudo qualitativo no setor hoteleiro em Fortaleza/CE. Caderno Virtual de Turismo, Rio de Janeiro, v. 16, n. 1, p. 46-59, abr. 2016.

CORDEIRO, I.J.D. Instrumentos de avaliação da sustentabilidade do turismo: uma análise crítica. 2008. 15 f. Dissertação – (Mestrado em Ordenamento do Território e Planejamento Ambiental) - Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, 2008. Disponível em:<https://run.unl.pt/bitstream/10362/1921/1/Cordeiro_2008.pdf>. Acesso em: 15 out. 2018.

DIAS, R. Turismo sustentável e meio ambiente. São Paulo: Atlas, 2007. 208 p.

DIAS, R.G. Tempo de muito chapéu e pouca cabeça, de muito pasto e pouco rastro: ação estatal e suas implicações para comunidades tradicionais no Parque Nacional Dos Lençóis Maranhenses. 2017. 193 f. Tese – (Doutorado em Ciências Sociais) - Faculdade de Ciências Sociais, Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2017. Disponível em <https://tedebc.ufma.br/jspui/bitstream/tede/1998/2/ROSEANEDIAS. pdf> Acesso em: 19 nov. 2018.

FEIL, A.A.; SCHREIBER, D. Sustentabilidade e desenvolvimento sustentável: desvendando as sobreposições e alcances de seus significados. Cad. EBAPE. BR, Rio de Janeiro, v. 14, n. 3, p. 667-681, jul./set. 2017.

FREITAS, N.R. et al. As discussões sobre a sustentabilidade na atividade turística: uma análise para o Brasil na última década. El Periplo Sustentable, [S.l.], n. 27, p. 54-91. 2014.

GRAÇA, I.M. Barreirinhas em tempo de mudança: reconstrução de identidades nas rotas do turismo. Aveiro: Universidade de Aveiro, 2010. 371 p.

HANAI, F.Y. Desenvolvimento sustentável e sustentabilidade do turismo: conceitos, reflexões e perspectivas. Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional - G&DR, Taubaté, v. 8, n. 1, p. 198-231, jan./abr. 2012.

IBAMA. Plano de manejo dos Lençóis Maranhenses. Brasil, 2003. Disponível em: <http://www.icmbio.gov.br/parnalencoismaranhenses/planos-de-manejo.html>. Acesso em: 26 out. 2018.

MARTINS, É.M. Desenvolvimento local e atividade turística em Barreirinhas: cidade portal dos Lençóis Maranhenses. 2008. 131 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Faculdade de Geografia, Meio Ambiente e Desenvolvimento, Universidade Estadual de Londrina, Londrina. 2008. Disponível em: <http://www.uel.br/projetos/ternopar/pages/arquivos/dissertacao%20Erica.pdf> Acesso em out. 2018.

MINISTÉRIO DO TURISMO (Brasil). Programa de regionalização do turismo: diretrizes. Brasília, DF, 2013. 47 p. Disponível em: <http://www.turismo.gov.br/images/programas_acoes_home/PROGRAMA_DE_REGIONALIZACAO_DO_TURISMO_-_DIRETRIZES.pdf>. Acesso em: 22 set.2018.

MINISTÉRIO DO TURISMO (Brasil). Plano Nacional de Turismo 2018 – 2022: mais emprego e renda para o brasil. Brasília, DF, 2018. 160 p. Disponível em: <http://www.turismo.gov.br/images/MTur-pnt-web2.pdf>. Acesso em: 22 set.2018.

MINISTÉRIO DO TURISMO (Brasil). Glossário do turismo: compilação de termos publicados por Ministério do Turismo e Embratur nos últimos 15 anos. Brasília, DF, 2018. 44 p. Disponível em: <http://www.turismo.gov.br/images/pdf/Publica%C3%A7 %C3%B5es/Glossario_do_Turismo_-_1%C2%AA_%20edi%C3%A7%C3%A3o.pdf>. Acesso em: 16 nov. 2018.

MIRANDA, A.L. Vantagem competitiva em pequenos negócios: perspectivas à luz das capacidades dinâmicas: caso São Luís. 2017. 203 f. Tese - (Doutorado em Gestão) – Faculdade de Gestão, Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE – IUL), Lisboa. 2017. Disponível em: <https://repositorio.iscte-iul.pt/bitstream/10071/16105/ 1/anderson_lourenco_oliveira_tese_doutoramento.pdf>. Acesso em: 16 nov. 2018.

NEVES, J.R.O. O Papel dos eventos no reforço da atractividade turística de Cabo Verde: (o caso da cidade da praia). 2012. 147 f. Dissertação (Mestrado em Turismo) - Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril, Estoril, 2012. Disponível em: <https://comum.rcaap.pt/bitstream/10400.26/4454/1/2012.04.017 _.pdf> Acesso em: 15 out. 2018.

OLIVEIRA, M.A.S.; ROSSETTO, A.M. Modelo Integrado de Sustentabilidade e Competitividade em Meios de Hospedagem [MISCMH]. Revista Rosa dos Ventos – Turismo Hospitalidade, v. 6, n. 4, p. 546-563, out./dez, 2014

PORTO, R.B.; SANTOS, P.M.F. A gestão ambiental como fonte de vantagem competitiva sustentável: contribuições da visão baseada em recursos e da teoria institucional. Revista de Ciências da Administração, v. 15, n. 35, p. 152 – 167, abr. 2013.

PRODANOV, C.C.; FREITAS, E.C. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Rio Grande do Sul: Universidade FEEVALE, 2013. 276 p. Disponível em: <http://www.feevale.br/Comum/midias/8807f05a-14d0-4d5b-b1ad-1538f3aef538/E-book%20Metodologia%20do%20Trabalho%20Cientifico.pdf>. Acesso em22. nov. 2018.

PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO. INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA. FUNDAÇÃO JOÃO PINHEIRO. Atlas do desenvolvimento humano do Brasil. Disponível em: <http://www.atlasbrasil.org.br/2013/pt/perfil_uf/maranhao>. Acesso em: 22 out. 2018.

REIS, A.R.V. A importância do desenvolvimento sustentável do turismo uma experiência didática no 8.º ano de escolaridade. 2015. 251 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de História e Geografia no 3.º Ciclo do Ensino Básico e Ensino - Universidade de Lisboa, Lisboa, 2015. 251 p. Disponível em: <http://repositorio.ul.pt/handle/10451/22734>. Acesso em: 22. nov. 2018.

RODRIGUES, L.M. Os sentidos do lugar turístico no discurso da propaganda oficial sobre os Lençóis Maranhenses. São Luís: EDUFMA, 2013. 214 p.

SANCHES, F.C.; SCHMIDT, C.M. Indicadores de sustentabilidade ambiental: uma análise das práticas sustentáveis em empreendimentos de turismo rural. Desenvolvimento em Questão, v. 14, n. 37, p. 89-114, 30 nov. 2016.

SANTOS, G.S.; SANTOS, A.A.P.; SEHNEM, S. Como mensurar a sustentabilidade?: um estudo das principais técnicas e indicadores. Revista Organizações e Sustentabilidade, Londrina, v. 4, n. 1, p. 3 - 48, jan./jun. 2016.

Publicado
2020-02-02
Como Citar
Câmara, R. de J. B., Rocha Reis, R., & Neves Lima, R. (2020). Turismo sustentável: perspectiva socioambiental como geração de valor em empreendimentos hoteleiros de Barreirinhas (MA). Revista Brasileira De Ecoturismo (RBEcotur), 13(1). https://doi.org/10.34024/rbecotur.2020.v13.9812