Percepção da comunidade local sobre o turismo no Parque Nacional da Chapada das Mesas, Carolina (MA)

  • Stephanni Sudré Universidade Federal do Tocantins, TO
  • Thais Vieira de Souza ICMBIO Carolina, MA
  • Andressa Nogueira de Oliveira Universidade Federal do Tocantins, TO
  • Camilo da Silva Azevedo Universidade Federal do Tocantins, TO
Palavras-chave: Unidades de conservação, ecoturismo, participação comunitária., Turismo

Resumo

O presente estudo dedicou-se a analisar o turismo no Parque Nacional da Chapada das Mesas na perspectiva da comunidade local. E para isso desenvolveu seus objetivos específicos: Identificar a percepção sobre o turismo pela comunidade local e do entorno do PNCM; Entender a relação da comunidade com o turismo no PNCM e Compreender as possibilidades de participação da comunidade no turismo do PNCM. A metodologia utilizada foi pelos fins a pesquisa qualitativa e pelos meios a pesquisa descritiva exploratória. A coleta de dados ocorreu por meio da Pesquisa Bibliográfica direcionada as publicações sobre ecoturismo e Pesquisa Documental nos dados disponíveis do PNCM. A Pesquisa de Campo se deu através da visitação aos integrantes da comunidade na rota dos atrativos Cachoeira do Prata e Cachoeira de São Romão, e através de entrevista semiestruturada com roteiro de entrevista orientado pelos objetivos. Assim, foi possível observar que a comunidade percebe o turismo no PNCM como potencial gerador de renda, porém, são poucas as oportunidades dadas pelo mercado e pela gestão do parque.

Biografia do Autor

Stephanni Sudré, Universidade Federal do Tocantins, TO

Docente do Curso de Gestão de Turismo da UFT.

Referências

BRASIL, Diretrizes para uma política nacional de ecoturismo. Brasília: EMBRATUR, 1994.

BRASIL, Ministério do Meio Ambiente. Relatório Parametrizado – Unidades de Conservação. 2018. Disponível em: http://sistemas.mma.gov.br/cnuc/index.php?ido=relatorioparametrizado.exibeRelatorio&relatorioPadrao=true&idUc=272. Acesso em: 25/10/2018.

BRASIL. Decreto s/n, de 12 de dezembro de 2005. Cria o Parque Nacional da Chapada das Mesas, nos Municípios de Carolina, Riachão e Estreito, no Estado do Maranhão, e dá outras providências. Brasília, 2005.

BRASIL. Decreto s/n, de 31 de janeiro de 2006. Altera o art. 1º do Decreto de 12 de dezembro de 2005, que cria o Parque Nacional da Chapada das Mesas, nos Municípios de Carolina, Riachão e Estreito, no Estado do Maranhão. Brasília, 2006.

BRASIL. Lei nº 11.516, de 28 de agosto de 2007. Dispõe sobre a criação do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. Brasília, 2007.

BRASIL. Lei nº 9.985, de 18 de julho de 2000. Regulamenta o art. 225, § 1º, incisos I, II, III e VII da Constituição Federal, institui o Sistema Nacional de Unidades de Conservação e dá outras providências. Brasília, 2000.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Secretaria de Biodiversidade e Florestas. Diretoria de Áreas Protegidas. Diretrizes para Visitação em Unidades de Conservação. Brasília: Ministério do Meio Ambiente, 2006. Disponível em: http://www.mma.gov.br/estruturas/ascom_boletins/_arquivos/livro.pdf. Acesso em: 22/10/2018.

BRASIL. Ministério do Turismo. Ecoturismo: orientações básicas. Ministério do Turismo, Secretaria Nacional de Políticas de Turismo, Departamento de Estruturação, Articulação e Ordenamento Turístico, Coordenação Geral de Segmentação. 2.ed. Brasília: Ministério do Turismo, 2010.

BRASIL. Ministério do Turismo. PNT em Ação. Ações de gestão do conhecimento para o aprimoramento da política nacional de turismo. Parques Nacionais. Apêndice D. Março, 2014. Disponível em: Acesso em: http://www.turismo.gov.br/images/pdf/2.1PARQUES_NACIONAIS.pdf. Disponível em 22/10/2018. Acesso em 20/10/2018.

BRASIL. SNUC - Sistema Nacional de Unidades de Conservação. Ministério do Meio Ambiente. 7.ed. Brasília: MMA, 2007.

BRASIL. ICMBIO. PNCM – PLANO OPERATIVO DE MANEJO INTEGRADO DO FOGO 2017. Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. Parque Nacional da Chapada das Mesas. Carolina, 2017.

CARVALHO, S.M.S. A percepção do Turismo por Parte da Comunidade Local e dos Turistas no Município de Cajueiro da Praia – PI. Revista Turismo em Análise. Vol. 21, n. 3, dezembro, 2010.

COELHO, M.C.N; CUNHA, L.H; MONTEIRO, M.A. Unidades de Conservação: populações, recursos e territórios. Abordagens da Geografia e da Ecologia Política. In: GUERRA, A.J.T; COELHO, M.C.N. (orgs). Unidades de Conservação: aborda-gens e características geográficas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2009. 67-111.

DENCKER, A.F.M.. Métodos e técnicas de pesquisa em turismo. 7. Ed. São Paulo: Futura, 1998.

DIAS, P.A. NOTA TÉCNICA 001/2016-PNCM. Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. Parque Nacional da Chapada das Mesas. Carolina, 2016.

DICK, E.; DANIELI, M.A.; ZANINI, A.M. (Orgs.). Gestão participativa em Unidades de Conservação: uma experiência na Mata Atlântica. 1. Ed. Rio do Sul, SC: APREMAVI, 2012.

FACHIN, O. Fundamentos de metodologia científica. 4. Ed. São Paulo: Saraiva, 2003.

GIL, A.C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

LAKATOS, E.M.; MARCONI, M.A. Fundamentos de metodologia científica. 5.ed. São Paulo: Atlas, 2003.

MELLO, H.P. Turismo e Poder Público: interdependências e convergências. 2006. 50 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Turismo)- Curso Bacharelado em Turismo, do Estado de Mato Grosso, Nova Xavantina/ MT, 2006.

MENDONÇA, A.F.; ROCHA, C.R.R.; PRUDENTE, H.N. Trabalhos acadêmicos: planejamento, execução e avaliação. Goiânia: Faculdades Alves Faria, 2008.

MORITA, J.P.; MACHADO, LM.F.; DIAS, P.A. Plano de Proteção Anual do Parque Nacional da Chapada das Mesas, 2012. Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. Parque Nacional da Chapada das Mesas. Carolina, fevereiro de 2012.

OLIVEIRA, S.L. Tratado de metodologia científica: projeto de pesquisa, TGI, TCC, monografias, dissertações e teses. Pioneira Thomson Learning, 2001

OMT. Organização Mundial do Turismo. Código Mundial de Ética do Turismo. Santiago do Chile: OMT, 1999.

OMT. Organização Mundial do Turismo. Programa de Meio Ambiente das Nações Unidas (PNUMA). Declaração de Ecoturismo de Quebec. Quebec – Canadá: OMT; UNEP, 2002.

PAROLA, C.M.; FERREIRA, L.M. Caracterização do Parque Nacional da Chapada das Mesas. Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Brasília, junho de 2018.

PINTO, A.C.B. Turismo e meio ambiente: Aspectos jurídicos. Campinas, SP: Papirus, 1998, 7. ed., 2006.

RUSCHMANN, D.V.M. Turismo e planejamento sustentável: A proteção do meio ambiente. Campinas, SP: Papirus, 1997.12ª Ed(2005). Coleção turismo.

TRIGO, L.G.G.; NETTO, A.P.; ADRILGUE, M., Carvalho; PIRES, P.S. Análises regionais e globais do turismo brasileiro. São Paulo: Roca. 2005

VERGARA, S.C. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. São Paulo: Atlas, 2007.

WWF-Brasil/IPÊ – Instituto de PesquisasEcológicas (sic). Org.: Maria Olatz Cases. Gestão de Unidades de Conservação: compartilhando uma experiência de capacitação. WWF. Brasília, 2012. Disponível em: http://www.egov.ufsc.br/portal/conteudo/uso-p%C3%BAblico-em-unidades-de-conserva%C3%A7%C3%A3o-federais-apontamentos-sobre-modalidades-de-delega %C3%A7%C3%A3o pag. Acesso em 14/11/2018.

ZARDO, E.F. Marketing aplicado ao turismo: ferramentas de marketing para empresas de turismo e destinos turísticos. São Paulo: Roca, 2003.

Publicado
2020-05-17
Como Citar
Sudré, S., Souza, T. V. de, Oliveira, A. N. de, & Azevedo, C. da S. (2020). Percepção da comunidade local sobre o turismo no Parque Nacional da Chapada das Mesas, Carolina (MA). Revista Brasileira De Ecoturismo (RBEcotur), 13(2). https://doi.org/10.34024/rbecotur.2020.v13.6749
Seção
Artigos