Uso de indicadores de sustentabilidade no contexto da atividade turística

  • Suélen Daianne Oliveira Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Presidente Prudente, SP
Palavras-chave: Turismo sustentável, Indicadores de sustentabilidade, Atividade turística

Resumo

A atividade turística contribui para o desenvolvimento econômico, mas pode causar diversos impactos ao meio natural e a comunidade receptora. Acredita-se que é possível haver o desenvolvimento do turismo em ambientes naturais, no entanto, é necessário um estudo das fragilidades do local e um planejamento adequado, de maneira que possibilite a exploração da atividade e a conservação do ambiente para as futuras gerações. Sendo assim, os indicadores de sustentabilidade podem ser vistos como instrumentos que possibilitam o monitoramento do turismo sustentável em todas as suas dimensões: ambiental, sociocultural, econômica e político-institucional. Eles podem ser utilizados pelos gestores na identificação dos problemas e servem como base para auxiliar nas tomadas de decisões. Diante disso, o presente trabalho, de caráter bibliográfico, tem como objetivo discutir os conceitos de turismo sustentável, analisar os indicadores de sustentabilidade bem como os modelos utilizados, visando a sua compreensão e aplicação ao contexto da atividade turística.

Biografia do Autor

Suélen Daianne Oliveira, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Presidente Prudente, SP

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Geografia, Mestrado Profissional da FCT/UNESP, Câmpus de Presidente Prudente.

Referências

ARAÚJO, L. M. Planejamento turístico regional: participação, parcerias e sustentabilidade. Maceió: UFAL, 2009.

BENI, M.C. Política e estratégia do desenvolvimento regional: planejamento integrado e sustentável do turismo. Revista Turismo em Análise, São Paulo, v. 10, n. 1, p. 7-17, maio 1999.

BENI, M.C. Como Certificar o Turismo Sustentável? Revista Turismo em Análise, São Paulo, v. 14, n. 2, p. 5-16, nov. 2003.

BRASIL (País). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Indicadores de desenvolvimento sustentável. Rio de Janeiro: IBGE, 2015.

BRASIL (País). Ministério do Turismo. Glossário do Turismo. Disponível em: <http://www.dadosefatos.turismo.gov.br/gloss%C3%A1rio-do-turismo/67-outros/gloss%C3%A1rio-do-turismo/901-t.html>. Acesso em: 07 de agosto de 2018.

BRASIL (País). Ministério do Turismo. Turismo e Sustentabilidade: Programa de Regionalização do Turismo - Roteiros do Brasil. 1. ed. Brasília, 2007.

BRASIL (País). Portal do governo federal. Faturamento das empresas de turismo cresce no primeiro trimestre. Disponível em: <http://www.brasil.gov.br/economia-e-emprego/2017/06/faturamento-de-empresas-do-turismo-cresce-no-primeiro-trimestre>. Acesso em: 07 de agosto de 2018.

BROTAS (Município). Brotas +20: Fórum discute atividade turística sustentável no município. Disponível em: <http://www.brotas.sp.gov.br/noticias.php?id=928>. Acesso em: 15 de agosto de 2018.

GIL, A.C. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 1994.

HANAI, F. Y., ESPÍNDOLA, E. L. G. Indicadores de sustentabilidade: conceitos, tipologias e aplicação ao contexto do desenvolvimento turístico local. Revista de Gestão Social e Ambiental, São Paulo, v. 5, n. 3, p. 135-149, set./dez. 2011.

KÖRÖSSY, Nathália. Do turismo predatório ao turismo sustentável: uma revisão sobre a origem e a consolidação do discurso da sustentabilidade na atividade turística. Caderno Virtual de Turismo, Rio de Janeiro, v. 8, n. 2, p. 56-68, 2008.

MONJARDINO, I. C. C. Indicadores de Sustentabilidade do Turismo nos Açores: o papel das opiniões e da atitude dos residentes face ao Turismo na Região. In: 15º Congresso da APDR–Redes e Desenvolvimento Regional, 2009, Cidade da Praia – Cabo Verde, Actas... Cidade da Praia: APDR, 2009, p. 1366-1399.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE TURISMO (OMT). Guia de desenvolvimento do turismo sustentável. Tradução de Sandra Netz. Porto Alegre: Bookman, 2003.

ORGANIZACIÓN MUNDIAL DEL TURISMO. Indicadores de desarrollo sostenible para los destinos turísticos: guía práctica. Madrid: OMT, 2005. Disponível em: <http://www.ucipfg.com/Repositorio/MGTS/MGTS14/MGTSV-07/tema2/OMT Indicadores_de_desarrollo_de_turismo_sostenible_para_los_destinos_turisticos.pdf>Acesso em: 12 de agosto de 2018.

PIRES, P.S. Turismo e meio ambiente: relação de interdependência. In: PHILIPPI JR., Arlindo; RUSCHMANN, Doris van de Meene. Gestão ambiental e sustentabilidade no turismo. Barueri: Manole, 2010.

REICHERT, L.; LANZER, R. M. O Desenvolvimento Turístico Sustentável em Lagoas Costeiras do Município de Osório, Rio Grande do Sul / Brasil: Características e especificidades destes recursos naturais. Revista TURyDES: Turismo y Desarrollo local, v. 8, n. 18, p.1–21, 2015.

RODRIGUES, A. B. Turismo e desenvolvimento local. São Paulo: Hucitec, 1997.

RUSCHMANN, D. Turismo e planejamento sustentável: a proteção do meio ambiente. 16ª ed. Campinas: Papirus, 2012.

SALVATI, S.C. (Org). Turismo Responsável - Manual para políticas públicas. Brasília: WWF Brasil, 2004.

SANTOS, J.G. Sistema de indicadores de sustentabilidade para o turismo: aplicação de uma abordagem participativa em Porto de Galinhas, PE. 2013. 219 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2013. Disponível em: <https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10948>. Acesso em: 12 de agosto de 2018.

SANTOS, M. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. 4. ed. São Paulo: EDUSP, 2006.

STEFANI, C.; OLIVEIRA, L.C.F.M. Compreendendo o turismo: um panorama da atividade. Curitiba: Intersaberes, 2015.

STILWELL, D. C. C. Indicadores de sustentabilidade aplicados ao contexto do desenvolvimento turístico português, 2011. 69 f. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Gestão Ambiental) - Universidade de Lisboa, Lisboa, 2011. Disponível em:<http://repositorio.ul.pt/handle/10451/6512>. Acesso em: 25 de julho de 2018.

TRENTIN, F.; SANSOLO, D. G. Políticas públicas de turismo e indicadores de sustentabilidade ambiental: um estudo sobre Bonito - MS. Turismo - Visão e Ação, v. 8, n. 1, p. 61-74, jan. /abr. 2006.

VAN BELLEN, H.M. Desenvolvimento sustentável: uma descrição das principais ferramentas de avaliação. Ambiente e Sociedade, Campinas, v. 7, n. 1, p. 67-87, jan./jun. 2004.

VAN BELLEN, H.M. Indicadores de Sustentabilidade: uma análise comparativa. 2. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2006.

VIEIRA, J. F. L. Voucher único um modelo de gestão da atividade turística em Bonito, 2003, 137 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Local) - Universidade Católica Dom Bosco, Campo Grande, 2003. Disponível em: <https://site.ucdb.br/public/md-dissertacoes/7911-voucher-unico-um-modelo-de-gestao-da-atividade-turistica-em-bonito-ms.pdf>. Acesso em: 24 julho de 2018.

WWF. WWF-Brasil promove turismo sustentável no sul do Amazonas. Disponível em: <https://www.wwf.org.br/?52302>. Acesso em: 15 de agosto de 2018.

ZUCARATO, A.G.; SANSOLO, D.G. Uso de indicadores na pesquisa em turismo. IV SEMINTUR – Seminário de Pesquisa em Turismo do Mercosul, 4., 2006, Caxias do Sul. Anais... Caxias do Sul: UCS, 2006. Disponível em: .<https://www.ucs.br/ucs/tplSemMenus/eventos/seminarios_semintur/semin_tur_4/arquivos_4_seminario/GT14-13.pdf>. Acesso em: 24 julho de 2018.

Publicado
2020-02-02
Como Citar
Oliveira, S. D. (2020). Uso de indicadores de sustentabilidade no contexto da atividade turística. Revista Brasileira De Ecoturismo (RBEcotur), 13(1). https://doi.org/10.34024/rbecotur.2020.v13.6736