Ecoturismo como ferramenta para criação de Unidades de Conservação no estado do Rio de Janeiro

  • Luana de Almeida Rangel Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ
  • Laura Sinay Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ
Palavras-chave: Conservação da Natureza, participação social, gestão pública

Resumo

O Ecoturismo é um componente importante para promover a sustentabilidade e conservação da natureza e grande parte das Unidades de Conservação (UCs) brasileiras têm grande potencial para receber as atividades ecoturísticas. Porém, no Brasil, ainda é muito baixa a atenção dada pelos governos e pelas políticas de meio ambiente a essa vertente do turismo que é menos impactante que o turismo de massa. Nesse sentido, a presente pesquisa tem como objetivo analisar a importância do componente ecoturismo para criação e gestão de UCs no estado do Rio de Janeiro. Para isso, foi analisa a relevância dada ao ecoturismo e vertentes dessa atividade que envolvam as comunidades locais – turismo de base comunitária – e sejam uma alternativa ao turismo de massa – turismo de aventura. Foram analisadas as metodologias utilizadas para criação de UCs pela esfera federal através do Instituto Chico Mendes de Biodiversidade: “Planejamento Sistemático da Conservação” e o “Programa de Workshops Regionais de Biodiversidade da Conservação Internacional”, e as utilizadas pelo Instituto Estadual do Ambiente do estado do Rio de Janeiro (INEA). Ficou evidente que as metodologias nacionais e estaduais utilizam, prioritariamente, parâmetros biológicos para definição de UCs; adotam a escala de biomas como base para definição de áreas a serem conservadas, implicando em maior generalização das análises; e atribuem baixa importância para o desenvolvimento do ecoturismo em UCs do Rio de Janeiro. Conclui-se que a falta de incentivo do poder público às atividades turísticas de baixo impacto representa risco para a conservação da natureza e para as populações tradicionais.

Biografia do Autor

Luana de Almeida Rangel, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ

Professora substituta do Departamento de Geografia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Possui Graduação (Bacharelado e Licenciatura) em Geografia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, mestrado e doutorado em Geografia, com ênfase na área de Planejamento e Gestão Ambiental pela mesma instituição. Especialista em Análise Ambiental e Gestão do Território na Escola Nacional de Ciências Estatísticas - IBGE. Integrante do Laboratório de Geomorfologia Ambiental e Degradação dos Solos (Lagesolos - UFRJ), onde desenvolve pesquisas relacionadas à gestão e manejo de Unidades de Conservação em áreas de Mata Atlântica, com ênfase em geoturismo, manejo de trilhas e recuperação de áreas degradadas. Cursa o mestrado profissional em Ecoturismo e Conservação da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (PPGEC-UNIRIO) e desenvolve pesquisa sobre áreas prioritárias para conservação no estado do Rio de Janeiro. Experiência nas áreas de planejamento ambiental e geoturismo, com ênfase em uso público em Unidades de Conservação, manejo de trilhas, erodibilidade dos solos e gestão de áreas degradadas. Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/6367625577200123

Laura Sinay, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ

Desde de 2017 a Dr. Sinay está desenvolvendo uma pesquisa de pós-doutorado no Centro de Pesquisas em Sustentabilidade da Universidade da Sunshine Coast (Austrália 2017). Seus estudos anteriores incluem pós-doutorado em Geografia Política pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (Brasil 2009-2010), Doutorado em Gestão de Sistemas Naturais, Rurais e Turísticos pela Universidade de Queensland (Austrália, 2008), Mestrado em Psicossociologia de Comunidades e Ecologia Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (Brasil 2002) e graduação em Turismo pelas Faculdades Integradas Hélio Alonso (Brasil, 1998). Atualmente é Professora Adjunta do Departamento de Ciências Ambientais do Instituto de Biociências da UNIRIO. Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/1227278208156191

Publicado
2019-08-21
Como Citar
Rangel, L. de A., & Sinay, L. (2019). Ecoturismo como ferramenta para criação de Unidades de Conservação no estado do Rio de Janeiro. Revista Brasileira De Ecoturismo (RBEcotur), 12(4). https://doi.org/10.34024/rbecotur.2019.v12.6711

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##