Ecoturismo e Arranjo Produtivo Local: uma análise da sustentabilidade ambiental em Itacaré (BA)

Autores

  • Wilson Alves de Araújo Universidade do Estado da Bahia, Eunápolis, BA
  • Mônica de Moura Pires Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC, Departamento de Ciências Econômicas (DCEC).

DOI:

https://doi.org/10.34024/rbecotur.2017.v10.6655

Palavras-chave:

Turismo, Clusters, Desenvolvimento Local, Indicadores de Sustentabilidade, Meio Ambiente.

Resumo

O objetivo geral deste artigo é analisar a sustentabilidade ambiental do turismo na Bahia, sob a ótica do desenvolvimento local, tomando como referência o município de Itacaré que tem vivenciado nos anos 2000 uma “explosão” dessa atividade. Insere-se o aspecto ambiental em função de que o turismo desenvolvido no município está fortemente associado ao meio ambiente local. Parte-se assim dos intensos debates acerca das relações entre desenvolvimento e meio ambiente, propondo-se uma abordagem interdisciplinar baseada na problemática ambiental, especificamente a respeito das externalidades derivadas da atividade econômica exercida pelo homem sobre o meio natural, aqui tratada pela ótica da atividade turística. Em termos metodológicos, faz-se uso da pesquisa descritiva e metodológica, a partir da análise bibliográfica e de pesquisa de campo. Foram entrevistados e solicitados a responder ao questionário estruturado 30 empreendedores, diretores e gerentes das empresas que atuam no setor de hospedagem, no período de 13 a 21 de junho 2016, na localidade de Itacaré, Bahia. Esse destino turístico está inserido na Costa do Cacau, onde prevalece a prática do Ecoturismo. Este se diferencia, dos demais segmentos do turismo, por se apoiar em valores que reforçam o compromisso com a preservação ambiental e a interação com a comunidade local. Para tanto, a pesquisa privilegia dois recortes metodológicos: um recorte quantitativo, denominado Quociente Locacional (QL) e, um recorte analítico, utilizado para a caracterização de aglomerações produtivas em regiões de baixo e médio desenvolvimento, denominado Arranjo Produtivo Local (APL). Diante das análises realizadas, concluiu-se que a localidade estudada pode ser identificada como APL de turismo em fase de consolidação. Na dimensão ambiental constatou-se a necessidade de implementação de ações, públicas e privadas, que direcionem e potencializem medidas que elevem a atividade turística de forma sustentável. Especificamente, relacionadas a redução do consumo de água e energia, aproveitamento da água da chuva, gerenciamento de resíduos sólidos e implementação de coleta seletiva. Espera-se como resultado deste trabalho, subsidiar o desenvolvimento de políticas públicas direcionadas ao desenvolvimento sustentável do turismo. Ecotourism and Local Productive Arrangement: an analysis of environmental sustainability in Itacaré (BA, Brazil) ABSTRACT The general objective of this article is to analyze the environmental sustainability of tourism in Bahia under the perspective of local development, taking as reference the municipality of Itacaré, which has experienced in the year 2000 an "explosion" of this activity. The environmental aspect is inserted because tourism developed in the municipality is strongly associated with the local environment. It is based on the intense debates about the relationship between development and the environment, proposing an interdisciplinary approach based on the environmental issue, specifically on the externalities derived from economic activity carried out by the man on the natural environment, here treated by the view of tourist activity. In methodological terms, descriptive and methodological research is used, from bibliographic analysis and field research. Thirty entrepreneurs, directors and managers of companies operating in the lodging sector were interviewed and asked to respond to the structured questionnaire, from June 13 to 21, 2016, in the city of Itacaré, Bahia. This tourist destination is inserted in the Cacao Coast where the practice of Ecotourism prevails. This is different from other tourism segments, because it relies on values that reinforce the commitment to environmental preservation and interaction with the local community. For this, the research privileges two methodological cuts: a quantitative cut, called Locational Quotient (QL) and, an analytical cut, used for the characterization of productive agglomerations in low and medium development regions, denominated Local Productive Arrangement (APL). In view of the analysis carried out, it was concluded that the studied locality can be identified as APL of tourism in consolidation phase. In the environmental dimension, it was verified the need to implement public and private actions that direct and potentiate measures that increase tourism activity in a sustainable manner. Specifically, related to reduction of water and energy consumption, use of rainwater, solid waste management and implementation of selective collection. As a result of this work, it is hoped to support the development of public policies directed to the sustainable development of tourism. KEYWORDS Tourism; Clusters; Local Development; Sustainability Indicators; Environment.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wilson Alves de Araújo, Universidade do Estado da Bahia, Eunápolis, BA

Doutorando em Desenvolvimento e Meio Ambiente (PRODEMA/UESC) – Bolsista CAPES. Mestre em Economia Empresarial pela Universidade Cândido Mendes (UCAM/RJ). Professor efetivo da Universidade do Estado da Bahia - UNEB, Departamento de Ciências Humanas e Tecnologias (DCHT), Campus Eunápolis. Membro do Grupo de Pesquisa “Memória, Espaço e Linguagem” (UNEB), com atuação na Linha de pesquisa: Políticas Públicas, Cultura e Turismo. wilsonaaraujo@gmail.com

Mônica de Moura Pires, Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC, Departamento de Ciências Econômicas (DCEC).

Doutora e Mestre em Economia Rural pela Universidade Federal de Viçosa - UFV, Pós-doutorado em Modelagem Econômica pelo Colegio Postgraduados en Ciencias Agricolas, Campus Montecillo, Texcoco, México. Professora Plena da Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC, Departamento de Ciências Econômicas (DCEC). Professora do Doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente (PRODEMA/UESC). mpires@uesc.br

Downloads

Publicado

2017-11-30

Como Citar

Araújo, W. A. de, & Pires, M. de M. (2017). Ecoturismo e Arranjo Produtivo Local: uma análise da sustentabilidade ambiental em Itacaré (BA). Revista Brasileira De Ecoturismo (RBEcotur), 10(4). https://doi.org/10.34024/rbecotur.2017.v10.6655
Recebido em 2017-08-09
Aceito em 2017-10-23
Publicado em 2017-11-30