Turismo Comunitário e Gestão Participativa na RDS Estadual Ponta do Tubarão (RN): processos e perspectivas.

Autores

  • Iracy Wanderley Filha Universidade Federal do Rio Grande do Norte, natal, RN
  • Aída Gisella Veras Mazzolini Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, RN
  • Francisco Fransualdo de Azevedo Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, RN

DOI:

https://doi.org/10.34024/rbecotur.2017.v10.6527

Palavras-chave:

Turismo Comunitário, Participação, Unidades de Conservação.

Resumo

O desenvolvimento do turismo em áreas protegidas tem gerado discussões entre estudiosos do setor em relação ao seu planejamento, sustentabilidade e a viabilidade em conciliar os objetivos da conservação ambiental, da economia e da gestão comunitária. A Reserva de Desenvolvimento Sustentável Estadual Ponta do Tubarão (RDSEPT), localizada no litoral setentrional do estado do Rio Grande do Norte, foi a primeira Unidade de Conservação (UC) estadual criada por reivindicação da sociedade civil organizada que vive nessa área. Esse processo se deu em virtude das ameaças de degradação dos recursos naturais decorrentes, principalmente, da especulação imobiliária e da atividade de carcinicultura nos manguezais da região. Dentre as alternativas de uso sustentável do ambiente da RDSEPT, o turismo comunitário tem sido apontado pelos moradores locais, como uma prática capaz de gerar, simultaneamente, renda, oportunidade de trabalho e conservação ambiental. Nesse contexto, este artigo tem como objetivo analisar e compreender os processos participativos e perspectivas do desenvolvimento do turismo comunitário, na RDSEPT. A pesquisa tem abordagem qualitativa, natureza exploratório-descritiva, com adoção de coleta de dados secundários para o levantamento bibliográfico e documental, bem como a observação participante. Os resultados mostraram que a o turismo comunitário na Reserva está em processo de organização, sendo desenvolvida de forma incipiente, gerenciada por associação comunitária local, envolvendo também a participação do Grupo de Trabalho do Turismo e sem intervenções do setor público. A referida UC não possui, oficialmente implementado, um Plano de Manejo que contemple programas de uso público e de manejo do turismo. Esses fatores, associados à carência de investimentos públicos e privados em infraestrutura necessária ao turismo, podem ser responsáveis pelas dificuldades ao processo desenvolvimento da atividade na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Estadual Ponta do Tubarão. Community tourism and Participative Management in RDS Ponta do Tubarão (RN, Brazil): processes and perspectives The tourism development in protected areas has been widely debated with regard to its planning, sustainability and feasibility to conciliate the aims of environmental conservation, business and community management. The Ponta do Tubarão State Sustainable Development Reserve (PTSSDR), located in the Rio Grande do Norte state northern coast, was the first Conservation Unit created by the claim of the local organized civil society. This process occurred due to the threats of degradation of natural resources, coming from real estate speculation and Shrimp farming activity in Mangroves of the region. Among the alternatives for a sustainable usage of RDSEPT environment, the community tourism has been pointed out by the naïve residents as a practice with potential to provide income, job opportunities and environmental conservation. In this context, our goal is to analyze and understand the participatory processes and the perspectives of the community tourism in RDSEPT. This research has a qualitative approach, descriptive-exploratory nature, with adoption of secondary data collection for bibliographic and documental searching, as well as participant observation. The results showed that the community tourism in the Reserve is in process of organization, with incipient development, being managed by local associations, involving the participation PTSSDR Tourism Working Group, with no intervention from public department. The already-mentioned Conservation Unit does not have an official Management Plan, encompassing public programs and tourism management. These factors, together with the lack of public and private investments in infrastructure, may be the responsible for difficulties in the The Ponta do Tubarão State Sustainable Development Reserve activity developmental process. KEYWORDS: Community Tourism; Participation; Protect Areas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Iracy Wanderley Filha, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, natal, RN

Programa de pos graduacao em Turismo na UFRN. Turismo e meio ambiente.

Downloads

Publicado

05/31/2017

Como Citar

Wanderley Filha, I., Mazzolini, A. G. V., & Azevedo, F. F. de. (2017). Turismo Comunitário e Gestão Participativa na RDS Estadual Ponta do Tubarão (RN): processos e perspectivas. Revista Brasileira De Ecoturismo (RBEcotur), 10(2). https://doi.org/10.34024/rbecotur.2017.v10.6527

Edição

Seção

Artigos
Recebido: 2015-10-31
Aceito: 2017-04-24
Publicado: 2017-05-31

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)