Percepções e perfil socioeconômico dos visitantes e da comunidade local para o desenvolvimento do espeleoturismo em um atrativo natural de Minas Gerais, Brasil

Autores

  • Hugo Rodrigues Araujo Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto. MG
  • Arnaldo Freitas Oliveira-Júnior Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG
  • Alexsander Araújo Azevedo Instituto Biotrópicos, Diamantina, MG, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.34024/rbecotur.2015.v8.6492

Palavras-chave:

Gruta do Salitre, Geoturismo, Geoconservação, Patrimônio espeleológico, Serra do Espinhaço.

Resumo

O Brasil possui um patrimônio espeleológico de grande valor científico e cultural que atrai, anualmente, um número considerável de visitantes. Entretanto, apesar das cavidades naturais existentes no país serem consideradas bens da União, na maioria dos casos, a visitação acontece sem qualquer monitoramento causando sérios danos ao ambiente cavernícola, além de conflitos com os moradores locais. Essa seria a situação esperada para a Gruta do Salitre, situada na proximidade de Diamantina, Minas Gerais, se não fosse gerenciada há quatro anos por uma ONG em parceria com a comunidade local. Porém, embora a entidade esteja desenvolvendo o monitoramento da visitação e diversas ações de conservação na gruta, ela não dispõe de um fundo próprio que garanta em longo prazo a sustentabilidade gerencial deste atrativo natural. Portanto, visando contribuir para o alcance da sustentabilidade da gestão do uso público da gruta, este estudo buscou avaliar, do ponto de vista socioambiental, a importância da estruturação do turismo da Gruta do Salitre, com base no bem-estar proporcionado para seus usuários em geral. Para tanto, os visitantes da gruta e os moradores da comunidade Curralinho, situada a menos de 1 km do atrativo natural foram entrevistados no período de agosto a outubro de 2013, por meio de questionários semiestruturados com o intuito de identificar o perfil socioeconômico, as percepções em relação à cavidade natural e a disposição em pagar voluntariamente pela sua conservação. A análise dos resultados permitiu constatar diferenças no perfil socioeconômico e nas percepções dos grupos entrevistados. Enquanto a maioria dos visitantes da gruta possui ensino superior e recebe mensalmente acima de 3 salários mínimos, os moradores locais possuem apenas ensino básico e sobrevivem com até um salário mínimo por mês. Os visitantes em geral são provenientes de Minas Gerais, hospedam-se nas pousadas ou hotéis de Diamantina, e gastam acima de 100 reais por dia. Após o fim do apogeu da mineração na região os moradores de Curralinho passaram a enfrentar uma grave crise na oferta de trabalho na comunidade que permanece até os dias atuais. Contudo, os moradores estão mais dispostos a contribuir financeiramente para a conservação da gruta, sobretudo, porque acreditam que a cavidade pode trazer benefícios para comunidade através do turismo. Por outro lado, os visitantes entrevistados que negaram a possibilidade de contribuir anualmente para a conservação da gruta, consideram que essa responsabilidade é exclusiva do poder público. Os resultados obtidos neste estudo sinalizaram importantes informações para serem consideradas no planejamento da gestão do uso público e para o desenvolvimento efetivo do espeleoturismo local. Perceptions and socioeconomic profile of visitors and the local community to develop speleotourism in a natural attraction from Minas Gerais, Brazil ABSTRACT The speleological heritage of Brazil has high scientific and cultural value, attracting a large number of visitorsevery year. However, despite the natural cavities of the country being considered national government areas, in most cases, visitation takes place without any monitoring causing serious damage to the cave environment, and conflicts with local residents. This would be the expected situation for Salitre Cave, located in the vicinity of Diamantina, Minas Gerais, Brazil, if not for the four years of management by an NGO in partnership with the local community. Yet, while the organization is still developing the visitation monitoring and diverse conservation actions in the cave, there is not a proper financial resource to ensure long-term sustainability of the natural attraction’s management. Therefore, to contribute to the sustainable management of public use of the cave, this study aimed to evaluate the importance of structuring the speleotourism of Salitre Cave, based on the well-being provided to it’s general users. Thus, the visitors and the residents of the Curralinho community, located about 1 km from the natural attraction, were interviewed during the period from August to October 2013, through semi-structured questionnaires in order to identify their socioeconomic profile, their perceptions in relation to the natural cavity and their willingness to pay voluntarily for the cave’s care. Analysis of the results helped establish differences in the socioeconomic profile and perceptions of the two respondents groups. While most of the cave visitors have received some form of higher education and earn over three monthly minimum wages, local residents have only received basic education and survive on up to one minimum wage per month. Visitors generally come from Minas Gerais, staying in hostels or hotels in Diamantina, and spend more than 100 reais a day. After the end of the mining peak in the region, residents of Curralinho have faced a serious labor supply crisis in the community that remains to this day. However, residents are more willing to contribute financially to the conservation of the cave mainly because they believe that the cavity can benefit their community through the development of tourism. On the other hand, visitors who declined the opportunity to contribute annually to the conservation of the cave consider that this responsibility rests solely with the government. The results obtained in this study had important information to be considered in the planning of the management of public use and for effective development of the local speleotourism. KEYWORDS: Gruta do Salitre; Geotourism; Geoconservation; Speleological heritage; Serra do Espinhaço.

Downloads

Publicado

31.08.2015

Como Citar

Araujo, H. R., Oliveira-Júnior, A. F., & Azevedo, A. A. (2015). Percepções e perfil socioeconômico dos visitantes e da comunidade local para o desenvolvimento do espeleoturismo em um atrativo natural de Minas Gerais, Brasil. Revista Brasileira De Ecoturismo (RBEcotur), 8(4). https://doi.org/10.34024/rbecotur.2015.v8.6492
##plugins.generic.dates.received## 2015-04-29
##plugins.generic.dates.accepted## 2015-06-09
##plugins.generic.dates.published## 2015-08-31

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Obs .: Este plugin requer que pelo menos um plugin de estatísticas / relatório esteja ativado. Se seus plugins de estatísticas fornecerem mais de uma métrica, selecione também uma métrica principal na página de configurações do site do administrador e / ou nas páginas de configurações do gerente da revista.