Educação e Interpretação Ambiental na RPPN Estação Veracel, Porto Seguro (BA)

Autores

  • Renata Coppieters Oliveira de Carvalho Universidade do Estado da Bahia, Eunápolis, BA
  • Salete Vieira Universidade do Estado da Bahia, Eunápolis, BA

DOI:

https://doi.org/10.34024/rbecotur.2014.v7.6412

Palavras-chave:

Veracel, Mata Atlântica, Turismo, Visitação, Celulose.

Resumo

A Reserva Particular do Patrimônio Natural Estação Veracel (RPPN EVC) está localizado no município turístico de Porto Seguro no extremo sul da Bahia. Esta unidade de conservação (UC) possui Plano de Manejo que oferece parâmetros para a visitação no programa de uso público. O programa tem como foco principal a educação ambiental através de trilhas interpretativas e cursos de capacitação local, sem objetivar lucro. Os visitantes são caracterizados por estudantes, professores da rede pública e privada, além de profissionais liberais e pesquisadores de origem nacional e internacional. Desta forma, o objetivo deste artigo é analisar a comunicação realizada na visitação à RPNN Veracel, através da observação da trilha Floresta Tropical comparando as técnicas utilizadas de Educação Ambiental e Interpretação do Patrimônio Ambiental. Para tanto se utilizou a metodologia descritiva para analisar a oferta da Reserva, pesquisa de campo com registros fotográficos e roteiro semiestruturado de observação, coletados nos anos de 2011, 2012 e 2013, confrontando com o referencial teórico sobre a Interpretação do Patrimônio e Educação Ambiental. Encontra-se nesta UC uma extensa área de preservação de Mata Atlântica com trechos de mata primária e proteção a espécie do gavião real. As ações realizadas são relevantes, mas ainda pouco explorada no que tange ao seu imenso potencial de educação. Environmental Education and Interpretation in RPPN Veracel Station, Porto Seguro (BA, Brazil) The Private Natural Heritage Reserve Veracel Station is located in the tourist city of Porto Seguro in Southern Bahia, Brazil. There is a Public Management Plan in this Conservation Unit that provides parameters for the visitation. Environmental education is the Program’s main goal, and it consists of interpretive trails and local training courses without profit aim. Visitors are characterized by students, teachers of public and private schools, as well as professionals and researchers from national and international origins. Thus, the aim of this paper is to analyze the communication performed in visitation to the RPNN Veracel through observations of the Rainforest Trail, comparing techniques used in Environmental Education and Interpretation of the Environmental Heritage. For that we used the descriptive method to analyze the supply of the reserve, field research with photographic records and semi-structured observation, collected in the years 2011, 2012 and 2013, comparing with the theoretical framework on the Interpretation of the Natural Heritage and Environmental Education. This extensive Conservacion Unit preserves patches of primary Atlantic Forest, which host the harpy eagle species. The actions taken are relevant, but still little explored in regard to his immense potential of what education can offer. KEYWORDS Veracel; Atlantic Forest; Tourism; Visitation; Cellulose.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata Coppieters Oliveira de Carvalho, Universidade do Estado da Bahia, Eunápolis, BA

Mestre em Cultura e Turismo - UESC. Especialista em Interpretação do Patrimônio com comunidades – FACTUR. Bacharel em Turismo e Hotelaria – UNEB. Profa. Do curso de Turismo da UNEB Campus XVIII, Eunápolis Bahia. Grupo de Pesquisa MEL UNEB Campus XVIII.

Salete Vieira, Universidade do Estado da Bahia, Eunápolis, BA

Mestre em Cultura e Turismo – UESC. Bacharel em Turismo – UNIOESTE. Profa. Do curso de Turismo da UNEB Campus XVIII, Eunápolis Bahia. Grupo de Pesquisa MEL UNEB Campus XVIII.

Downloads

Publicado

30.11.2014

Como Citar

Carvalho, R. C. O. de, & Vieira, S. (2014). Educação e Interpretação Ambiental na RPPN Estação Veracel, Porto Seguro (BA). Revista Brasileira De Ecoturismo (RBEcotur), 7(4). https://doi.org/10.34024/rbecotur.2014.v7.6412
##plugins.generic.dates.received## 2014-04-30
##plugins.generic.dates.accepted## 2014-10-08
##plugins.generic.dates.published## 2014-11-30