A mobilidade turística na região das baixadas litorâneas (RJ)

Autores

  • Ulisses da Silva Fernandes Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ

DOI:

https://doi.org/10.34024/rbecotur.2013.v6.6164

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo demonstrar a ocorrência do fenômeno da mobilidade turística em uma das porções do território fluminense, a Região das Baixadas Litorâneas. Neste fragmento territorial, a atividade turística tem se manifestado como uma das maiores responsáveis pela transformação socioespacial local. O questionamento central incide sobre a existência ou não de uma interação regional marcada pela atividade turística. De modo secundário, questiona-se sobre a pertinência da adequação conceitual no trato do recorte elegido enquanto uma região turística. A operacionalização da pesquisa, para além da revisão bibliográfica pertinente, baseou-se em entrevistas de campo em municípios da região previamente elegidos para tal: Armação dos Búzios, Arraial do Cabo e Cabo Frio. Os resultados da pesquisa apontam para uma interação turística heterogênea dentro da região analisada, sendo esta uma das razões conexas para considerar o recorte enquanto uma área turística e não exatamente uma região turística.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ulisses da Silva Fernandes, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ

Professor Adjunto do Instituto de Geografia, Departamento de Geografia Humana - UERJ. Áreas Afins: População, Turismo e Paisagem.

Downloads

Publicado

31.05.2013

Como Citar

Fernandes, U. da S. (2013). A mobilidade turística na região das baixadas litorâneas (RJ). Revista Brasileira De Ecoturismo (RBEcotur), 6(2). https://doi.org/10.34024/rbecotur.2013.v6.6164

Edição

Seção

Artigos
Recebido: 2012-06-23
Aceito: 2013-04-08
Publicado: 2013-05-31