Caminhadas interpretativas e conhecimento popular sobre as plantas medicinais como forma de Educação Ambiental

Autores

  • João Luiz de Moraes Hoefel
  • Nayra de Moraes Gonçalves
  • Almerinda Antônia Barbosa Fadini

DOI:

https://doi.org/10.34024/rbecotur.2012.v5.6030

Resumo

O processo educativo é um instrumento primordial para entender a complexidade dos problemas ambientais e para propor e executar soluções para estas questões. A interpretação ambiental vem se consolidando como um importante procedimento educacional, possibilitando a transformação de atitudes e posturas, as quais podem contribuir para a formação de uma sociedade mais integrada à natureza. Dentre os métodos disponíveis para a realização de atividades de interpretação ambiental destacam-se as caminhadas interpretativas, instrumento pedagógico que visa possibilitar ao indivíduo relacionar-se com o meio, e serem realizadas em momentos de lazer. Desta forma o presente trabalho, que integra o Projeto de Pesquisa FAPESP 2008/10631-0 - Pharmácia do Mato - Transformações Socioambientais e Uso de Plantas Medicinais, tem como objetivo apresentar caminhadas interpretativas com foco no conhecimento e uso popular de plantas medicinais que vêm sendo realizadas na Área de Proteção Ambiental Fernão Dias/MG (APA Fernão Dias). Esta APA apresenta uma expressiva população rural e significativos remanescentes de Mata Atlântica, utilizados como fontes de plantas para uso medicinal, mas nas últimas décadas vem passando por um intenso processo de alterações socioambientais. A caminhada interpretativa, que utiliza a técnica guiada, está sendo desenvolvida em Camanducaia/MG e visa demonstrar a utilidade das plantas na medicina popular e sensibilizar os participantes quanto à importância da conservação ambiental. A caminhada foi testada com um grupo inicial de moradores, alunos de pós-graduação e turistas que avaliaram positivamente seus diferentes aspectos e no momento encontra-se em uma fase mais ampla de divulgação. Observa-se a partir da prática que a utilização de plantas medicinais está intimamente relacionada à identidade cultural da população local e que a manutenção deste conhecimento é essencial, já que pode orientar o manejo e possibilitar a conservação das áreas naturais, bem como compor propostas de educação ambiental que auxiliem na sustentabilidade socioambiental da área. ABSTRACT The educational process is an essential tool to understand the complexity of environmental problems and to propose and implement solutions to these issues. The environmental interpretation has been used as an important educational procedure, enabling the transformation of attitudes and values, which can contribute to the formation of a society more integrated with nature. Among the methods available to carry out activities of environmental interpretation we can highlight the interpretive walks, an educational tool that aims to enable the individual to relate himself with the environment and that can be accomplished in a moment of leisure. Thus the present work, part of the Research Project FAPESP 2008/10631-0 – Pharmacia do Mato - Social and Environmental Transformations and Use of Medicinal Plants, aims to present interpretive walks with a focus on the popular knowledge and use of medicinal plants that has been realized in the Fernão Dias Environmental Protected Area/MG (Fernão Dias EPA). This EPA has both a significant rural population and remnants of Atlantic Forest used as sources of plants for medical use, but in recent decades has undergone an intense process of socioenvironmental changes. The interpretive walk, which uses a guided technique, is being developed in Camanducaia/MG and aims to demonstrate the usefulness of plants in popular medicine and educate participants on the importance of environmental conservation. The walk was tested with a group of residents, graduate students and tourists who positively evaluated its different aspects and is currently in a stage of wider advertising. It is observed from the practice that the use of medicinal plants is closely related to the cultural identity of the local population and the maintenance of this knowledge is essential because it can contribute both to the management and enable the preservation of natural areas, as well as support environmental education proposals that assist socioenvironmental sustainability. KEYWORDS: Environmental Education, Interpretive Walks, Medicinal Plants.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

30.01.2012

Como Citar

Hoefel, J. L. de M., Gonçalves, N. de M., & Fadini, A. A. B. (2012). Caminhadas interpretativas e conhecimento popular sobre as plantas medicinais como forma de Educação Ambiental. Revista Brasileira De Ecoturismo (RBEcotur), 5(1). https://doi.org/10.34024/rbecotur.2012.v5.6030
##plugins.generic.dates.received## 29/09/2011
##plugins.generic.dates.accepted## 27/01/2012
##plugins.generic.dates.published## 30/01/2012

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)