A relação homem-natureza e a práxis do turismo: um (re)encontro para a preservação

Autores

  • Bruna Raquel Alves Pinheiro
  • Artemísia dos Santos Soares
  • Francisco Fransualdo de Azevedo

DOI:

https://doi.org/10.34024/rbecotur.2010.v3.5864

Resumo

O presente artigo constitui-se de um ensaio teórico conceitual focalizado nas relações homem-natureza que se dão no espaço. Acredita-se assim, que por meio da prática do turismo em ambientes naturais, o homem pode (re)encontrar-se consigo mesmo em uma relação individual, praxiológica que viabiliza a preservação ambiental. Para tanto, o estudo aborda posicionamentos de estudiosos do turismo, geografia e filosofia que versam acerca desta temática, embasados no imperativo da preservação, no conceito de totalidade, intrínseco a todos os elementos do Universo e na capacidade de percepção do turista. Portanto, defende-se a premissa de que o turismo pode ser um meio de sensibilização capaz de proporcionar a unicidade do ser humano com a natureza que na sociedade contemporânea ainda tem se revelado paradoxal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

26.05.2010

Como Citar

Pinheiro, B. R. A., Soares, A. dos S., & Azevedo, F. F. de. (2010). A relação homem-natureza e a práxis do turismo: um (re)encontro para a preservação. Revista Brasileira De Ecoturismo (RBEcotur), 3(2). https://doi.org/10.34024/rbecotur.2010.v3.5864

Edição

Seção

Artigos
##plugins.generic.dates.received## 2009-09-29
##plugins.generic.dates.accepted## 2010-05-08
##plugins.generic.dates.published## 2010-05-26

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)