Do turismo cultural ao “turismo contextualizado”: uma prática diferente do modelo em curso em Moçambique

Autores

  • Joao Francisco de Carvalho Choe Universidade Púnguè – Chimoio, Faculdade de Educacao – Mocambique
  • Rogério Filipe Mário Universidade Púnguè – Chimoio, Faculdade de Educacao – Mocambique

DOI:

https://doi.org/10.34024/rbecotur.2023.v16.14013

Palavras-chave:

Palavras-chave: Turismo, turismo cultural, turismo diferente, inovação.

Resumo

O objetivo central do presente artigo é analisar a importância do contexto turístico cultural local de modo a contribuir para a redefinição de práticas turísticas inovadoras e repensadas a partir de um conjunto de ações, programas e estratégias de implementação do turismo em Moçambique. Os discursos relativos a este setor, de reconhecida importância em termos de contributo para a economia moçambicana, quando confrontados com os dados estatísticos produzidos, revelam alguma disparidade entre o que se defende como receita do turismo e o que se torna palpável em termos de ganhos a partir do desenvolvimento da atividade turística. A metodologia adotada teve uma abordagem qualitativa com um viés descritivo e analítico. A partir dos resultados desse ensaio constatou-se que o planejamento turístico em Moçambique tem poucas vezes refletido às reais condições dos locais sobre os quais se projeta implementar algum tipo de atividade turística. O aspecto mais saliente desta constatação diz respeito a fraca qualidade ou mesmo inexistência de infraestruturas capazes de assegurar um turismo competitivo e, por tal, garante de desenvolvimento econômico. As facilidades turísticas, o conteúdo da informação turística divulgada, a qualidade dos serviços de transporte, acomodação, restauração e afins comprometem e muito a implementação de um turismo mais bem sucedido e que de facto contribua com receitas visível e economicamente sustentáveis. Por isso defendemos que para o desenvolvimento pleno do turismo em Moçambique só será possível se forem concebidos programas e estratégias de desenvolvimento turísticos que tenham em conta a solução de problemas locais a partir dos recursos locais, processo no qual se deve ter em conta uma ação colaborativa e integrada de diversos atores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALMEIDA, J; MELLO, M; COSTA, A. Avaliação do Impacto do Turismo na Reabilitação e Uso do Edificado dos Centros Históricos: O Caso da Baixa Pombalina. Revista Turismo & Desenvolvimento, n° 27/28. Aveiro: Universidade de Aveiro, p. 493-507, 2017

CALMEIRO, M.R., ABOO, V. Estratégias Para o Desenvolvimento Sustentado. In: ROSSA, W.; LOPES, N; GONÇALVES, N. [Orgs.]. Oficinas de Muhipiti: Planeamento Estratégico, Património e Desenvolvimento. Coimbra: Imprensa da Universidade do Minho, p. 67-85, 2018.

CARNEIRO, E. Turismo Cultural e Sustentabilidade: Uma Relação Possível? Revista Electrónica de Turismo Cultural, vol. 04, n°1. São Paulo: ECA/USP, P. 4-22, 2010.

CARRILHO, J.; LAGE, L. Sobre a Preservação do Património Cultural Edificado em Moçambique. In: ROSSA, W.; LOPES, N; GONÇALVES, N. [Orgs.]. Oficinas de Muhipiti: Planeamento Estratégico, Património e Desenvolvimento. Coimbra: Imprensa da Universidade do Minho, p. 25-48, 2018.

COMOANE, A. Impacto da Política de Desenvolvimento em Turismo: Contingências e Estratégias. In: Comunicações Apresentadas nos Seminários do Gabinete de Estudos da Presidência da República: Gabinete de Estudos da Presidência, p. 115-166, 2009.

COSTA, A. Preservar e Valorizar o Património Cultural dos Moçambicanos: Histórias e Reflexões do Passado e do Presente. In: FRONER, Y [Org.]. Património Cultural e Sustentabilidade: Ação Integrada entre Brasil e Moçambique. Belo Horizonte: Editora São Jerónimo/IEDS, p.13-23, 2018.

CRUZ, R. “Patrimonialização do Património”: Ensaio Sobre a Relação Entre Turismo, “Património Cultural” e Produção do Espaço. Revista GEOUSP- Espaço e Tempo, n° 31. São Paulo: Universidade de São Paulo, p. 95-104, 2012.

CUNHA, A.; COSTA, E. Turismo e Economia Criativa: Uma Análise da APL Turística Sob a Concepção de Negócios Sociais em Taquaruçú, Tocatins, Brasil. Revista Turismo & Desenvolvimento, n° 27/28. Aveiro: Universidade de Aveiro, p. 483-491, 2017.

DNPC. Ilha de Moçambique, Património Mundial: Plano de Ação. Maputo: Ministério da Cultura, 2014.

ESTIMA, D.; VENTURA, M.; RABINOVICI, A.; MARTINS, F. Condicionantes e Contributos das Organizações Não Governamentais de Ambiente Para a Sustentabilidade do Turismo em Ilhas: Estudo de Caso do Arquipélago dos Açores, Portugal. Revista Turismo & Desenvolvimento, n° 27/28. Aveiro: Universidade de Aveiro, p.1627-1637, 2017.

FILIPE, K. O Turismo Cultural no Contexto da Gestão do Património Cultural. In: JOPELA, A. [Coord]. Manual de Conservação do Patrimônio Cultural Imóvel em Moçambique. Maputo; Ministério da Cultura/ DNPC, P. 67-71, 2014.

FILIPE, K.B.O. A Madeira e Zinco da Mafalala e o Macúti da Ilha de Moçambique como Exemplos de um Turismo Cultural Repensado em Moçambique, 1975 à Actualidade. Dissertação Mestrado em História de Moçambique e da África Austral. Universidade Eduardo Mondlane, 2018.

GODINHO, T.; SOLHA, K. Percepções da Comunidade Local em Cidades Património da Humanidade: Diamantina, Minas Gerais, Brasil. In: PASSOS, Revista de Turismo y Património Cultural, vol. 16, n° 1. São Paulo: Universidade de São Paulo, p. 213-231, 2018.

HOUGAARD, J. Ilha de Moçambique: Gerir o quê e como? Uma Leitura do Património Histórico, Cultural e Edificado. In: ROSSA, W.; LOPES, N; GONÇALVES, N. [Orgs.]. Oficinas de Muhipiti: Planeamento Estratégico, Património e Desenvolvimento. Coimbra: Imprensa da Universidade do Minho, p. 137-152, 2018.

JOPELA, A. Conserving a World Heritage Site in Mozambique: Entanglements between politics, poverty, development and governance on the Island of Mozambique. In: LABADI, S; LOGAN, W. [Edits]. Urban Heritage, Development and Sustainability: International frameworks, national and local governance. London: Routledge, p.37-56, 2015.

KŌHLER, A.; DURAND, J. Turismo Cultural: Conceituação, Fontes de Crescimento e Tendências. Revista Turismo-Visão e Ação, vol. 9, n° 2. Vale do Itajaí: UNIVALI, P. 185-198, 2007.

LIMA, F.; ALVES, J. Inovação no Setor do Turismo: Apontamentos do Processo Inovador Através do Estudo do Grupo PESTANA. Book of Proceedings, vol. 1- Internacional Conference on Tourism & Management Studies. Algarve, p. 629-638, 2011.

MACAMO, S. Sistema de Gestão da Ilha de Moçambique: Implementação da legislação na área do património edificado. In: ROSSA, W.; LOPES, N; GONÇALVES, N. [Orgs.]. Oficinas de Muhipiti: Planeamento Estratégico, Património e Desenvolvimento. Coimbra: Imprensa da Universidade do Minho, p. 89-104, , 2018.

MACHEL, S. Dar ao Nosso Turismo Um Conteúdo de Classe. Discurso proferido na Reunião com os trabalhadores da Indústria Hoteleira, em 24 de Julho. Maputo: Departamento de Informação e Propaganda da FRELIMO, 1976.

MARTINS, A.; GUSTAVO, N. Planeamento Estratégico de Destinos Turísticos: Contributos Para o Desenvolvimento da Actividade Turística no Concelho de Tomar. International Forum on Management. Estoril: Escola Superior de Hotelaria e Turismo de Estoril, 2018.

MARTINS, J. Turismo, Inovação e Desenvolvimento: O Caso da Província de Cabo Delgado em Moçambique. Dissertação de Mestrado. Lisboa: Universidade Técnica de Lisboa/ Instituto Superior de Economia e Gestão, 2011.

MATSUI, A. Migration to the Island and a Dynamic Change in Social Network of Migrants. A Case of Mozambique Island. Kyoto: Kyoto University, 2017, Disponível em , acessado em 20/11/2022.

MUBAI, M. Turismo Cultural em Moçambique: Uma Abordagem Histórica. Maputo: Imprensa Universitária, 2014.

OMT. Glossary of Tourism Terms. Disponível em http://mdia.unwto.org

PELLICCIOTTA, M.; SOLHA, K. Turismo e Preservação do Património Cultural: Uma Trajectória (pouco conhecida) de Interacções. SAECULUM- Revista de História, n.35, p.157-176, 2016.

REBELO, H.; GONÇALVES, N. Marca-Lugar Muhipiti. In: ROSSA, W.; LOPES, N; GONÇALVES, N. [Orgs.]. Oficinas de Muhipiti: Planeamento Estratégico, Património e Desenvolvimento. Coimbra: Imprensa da Universidade do Minho, p. 233-254, 2018.

SANTOS, J. As Cidades Criativas Como Modelo Dinamizador do Destino Turístico. Dissertação de Mestrado. Tomar: Instituto Politécnico de Tomar/ Escola Superior de Gestão de Tomar, 2012.

SILVA, M.; MIRANDA, E. Planejamento do Turismo Para o Desenvolvimento Local. Revista Brasileira de Planejamento e Desenvolvimento, vol. 2, n°2. Curitiba: CAPES P. 94-103, 2013.

Downloads

Publicado

11.05.2023

Como Citar

Choe, J. F. de C., & Mário, R. F. . (2023). Do turismo cultural ao “turismo contextualizado”: uma prática diferente do modelo em curso em Moçambique: . Revista Brasileira De Ecoturismo (RBEcotur), 16(2). https://doi.org/10.34024/rbecotur.2023.v16.14013

Edição

Seção

Artigos
##plugins.generic.dates.received## 2022-06-23
##plugins.generic.dates.accepted## 2023-02-13
##plugins.generic.dates.published## 2023-05-11