Roteiro Geoturístico da trilha para a Pedra do Sino (PARNASO, RJ)

  • Fernando Amaro Pessoa CEFET/RJ, Petrópolis, RJ
  • Adriel Filipe Soares Brito Museu Nacional - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ
  • Fabio Feler Pacheco Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ
  • Maria Naíse de Oliveira Peixoto Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ
  • Kátia Leite Mansur Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ
Palavras-chave: Geodiversidade; Geoturismo; Interpretação Ambiental; Trilhas; PARNASO.

Resumo

Diante da abundância de abordagens relativas à geodiversidade e de sua aproximação com unidades de conservação – especialmente parques nacionais, no Brasil – inúmeros debates emergem para se discutir como tal conhecimento possibilita a promoção de atividades turísticas e didáticas em favor de uma conscientização pública acerca do patrimônio natural. Nesse contexto, a presente pesquisa buscou contribuir com a divulgação e gestão da geodiversidade, através do aumento do senso de pertencimento e conhecimento da sociedade em relação ao meio ambiente. A partir de uma perspectiva integrada da natureza bastante evidente em trilhas, dentre os atrativos do Parque Nacional da Serra dos Órgãos (PARNASO), foi levantado, então, pontos de interesse da geodiversidade da trilha para a Pedra do Sino, assim como elaborado um roteiro geoturístico e didático a partir da interpretação ambiental. Para divulgação do roteiro, todos os pontos foram inseridos no aplicativo de navegação Wikiloc®, junto a fotos e descrições de cada ponto levantado ao longo da trilha, visando, sobretudo, um maior alcance e engajamento público. Ainda, foi realizada a qualificação e avaliação quantitativa do geossítio da Pedra do Sino, com base no Sistema de Cadastro e Quantificação de Geossítios e Sítios da Geodiversidade do Serviço Geológico do Brasil. A partir dos resultados gerados e da metodologia aplicada, o conhecimento da geodiversidade do PARNASO através das suas trilhas apresentou um expressivo potencial de divulgação científica, apoiado em propostas de interpretação ambiental que acompanham relações sistêmicas entre sociedade e natureza, e que propõe a todo momento conhecer, divulgar e conservar o patrimônio natural.

Biografia do Autor

Fabio Feler Pacheco, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ

Programa de Pós-Graduação em Geologia

Maria Naíse de Oliveira Peixoto, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ

Departamento de Geografia

Kátia Leite Mansur, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ

Departamento de Geologia

Referências

BRILHA, J. Inventory and Quantitative Assessment of Geosites and Geodiversity Sites: a Review. Geoheritage 8: 119-134, 2016.

BRILHA, J. Patrimônio Geológico e Conservação: A conservação da natureza na sua vertente geológica. Editora Palimage, 2005.

DOWLING, R.K. Global Geotourism: An emerging form of sustainable tourism. Czech J. Tour, v.2 n.2, pp.59-79, 2013.

FERNANDES, N. F. e AMARAL, C. P. Movimentos de massa: uma abordagem geológico geomorfológica. In: GUERRA, A.J.T.; CUNHA, S.B. (Ed.). Geomorfologia e meio ambiente. Rio de Janeiro 1996. p.123-194.

GARCÍA CORTÉS, Á.; CARCAVILLA URQUÍ, L. Documento metodológico para la elaboración del inventario español de lugares de interés geológico (IELIG). Instituto Geológico y Minero de España, 2009. Disponível em: <http://www.igme.es/internet/patrimonio/novedades/METODOLOGIA%20IELIG%20V12.pdF>. Acessado em novembro de 2017.

GRAY, M. Geodiversity: Valuing and Conserving Abiotic Nature. Londres, John Wiley & Sons, 2004.

GRAY, M. Geodiversity: Valuing and Conserving Abiotic Nature. 2a Edição. Londres, John Wiley & Sons, 2013.

GRAY, M. Geodiversity: the origin and evolution of a paradigm. In BUREK, C. V. e PROSSER, C. D. (Eds) The History of Geoconservation. The Geological Society, London, Special Publications, 2008.

HARTWIG, M.E. Tectônica rúptil mosozóico-cenozóica na região da Serra dos Órgãos, RJ. São Paulo: Instituto de Geociências Universidade de São Paulo (Dissertação de Mestrado), 2006.

HEILBRON, M.; PEDROSA-SOARES, A.C.; CAMPOS NETO, M.C.; SILVA, L.C.; TROUW, R A.J.; JANASI, V.A. Província Mantiqueira. In: MANTESSO-NETO, V. (Orgs). Geologia do continente sul-americano: evolução da obra de Fernando Flávio Marques de Almeida. São Paulo: Beca, 2004.

ICMBIO/PARNASO. Caminhos da Serra do Mar. 2016. Disponível em <http://www.icmbio.gov.br/parnaserradosorgaos/destaques/167-caminhos-da-serra-do-mar.html>. Acessado em agosto de 2019.

ICMBIO/PARNASO. Guia do Visitante. 2020. Disponível em: <https://www1.icmbio.gov.br/parnaserradosorgaos/guia-do-visitante.html>. Acessado em março de 2020.

LUCENA, W. M. História do Montanhismo no Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, PUBLIT, 2008.

MACADAM, J. Geoheritage: Getting the Message Across. What Message and to Whom? In: REYNARD, E.; BRILHA, J. (Eds.). Geoheritage: Assessment, Protection and Management. Amsterdam, Elsevier, 2018.

OLIVEIRA, S.N.; CARVALHO JUNIOR, O.A.; MARTINS, E.S.; SILVA, T.M.; GOMES, R.A.T.; GUIMARÃES, R.F. Identificação de Unidade de Paisagem e sua implicação para o ecoturismo no Parque Nacional da Serra dos Órgãos. Rio de Janeiro: Revista Brasileira de Geomorfologia, 2007.

PESSOA, F.; ARAUJO, J.; SEOANE, J.C.; CAMBRA, M.F.; GIRALDO, S.; MARTINS, G.; MANSUR, K.; PEIXOTO, M.N. Geodiversidade e serviços ecossistêmicos em trilhas de montanha na Travessia Petrópolis-Teresópolis (Parque Nacional da Serra dos Órgãos, RJ). Anais do XII Simpósio Nacional de Geomorfologia, Crato – Ceará, 2018.

PESSOA, F.A.; PACHECO, F.F.; PEIXOTO, M.N.O.; MANSUR, K.L. Caracterização da Geodiversidade da Travessia Petrópolis-Teresópolis (Parque Nacional da Serra dos Órgãos, RJ). Anais do XVIII Simpósio Brasileiro de Geografia Física Aplicada, Fortaleza – Ceará, 2019a.

PESSOA, F.A.; BRITO, A.F.S.; PACHECO, F.F.; PEIXOTO, M.N.O; MANSUR, K.L. Patrimônio geomorfológico e interpretação ambiental em trilhas de montanha (Parque Nacional da Serra dos Órgãos, Rio de Janeiro, Brasil). Physis Terrae - Revista Ibero-Afro-Americana de Geografia Física e Ambiente, v. 1, p. 121-138, 2019b.

Publicado
2021-01-08
Como Citar
Pessoa, F. A., Brito, A. F. S., Pacheco, F. F., Peixoto, M. N. de O., & Mansur, K. L. (2021). Roteiro Geoturístico da trilha para a Pedra do Sino (PARNASO, RJ). Revista Brasileira De Ecoturismo (RBEcotur), 14(1). https://doi.org/10.34024/rbecotur.2021.v14.10586

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##