O desenvolvimento regional sustentável e a interação dos atores locais na proposta do Geoparque Caminhos dos Cânions do Sul (SC/RS)

Autores

  • José Claudio Ramos Rodrigues Instituto Federal Catarinense Campus Santa Rosa do Sul
  • Israel Vasconselos Cardoso Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI)
  • Joice Batista Felipe Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC) https://orcid.org/0000-0002-3676-5334

DOI:

https://doi.org/10.34024/rbecotur.2021.v14.10191

Palavras-chave:

Geoparque Caminhos dos Cânions do Sul; Desenvolvimento Regional Sustentável; Estratégias de Não Mercado; Atores Locais.

Resumo

A competitividade em ascensão no contexto de uma economia globalizada nos coloca diante do desafio de pensar estratégias diversas, incluindo as denominadas estratégias de não mercado na busca da mobilização e da participação ativa dos atores locais visando ao desenvolvimento regional sustentável. Nesse contexto o presente ensaio teórico, por meio de revisão bibliográfica e análise documental, se propõe a discutir a criação do Geoparque Caminhos dos Cânions do Sul e sua importância na promoção do desenvolvimento regional sustentável. A divulgação do Geoparque e seus geossítios tende a impulsionar e consolidar a região como destino turístico importante, fortalecendo o turismo (geoturismo) como principal atividade econômica para o desenvolvimento regional. No entanto, o presente estudo concluiu que para o sucesso do futuro Geoparque e as estratégias de desenvolvimento regional sustentável é imprescindível que haja um forte envolvimento e participação dos atores locais em todas as etapas desse processo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Claudio Ramos Rodrigues, Instituto Federal Catarinense Campus Santa Rosa do Sul

Professor do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do Instituto Federal Catarinense Campus Santa Rosa do Sul, Doutor em Geografia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Israel Vasconselos Cardoso, Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI)

Servidor Técnico Adminitrativo em Educação No Instituto Federal Catarinese Campus Santa Rosa do Sul, Mestrando em Administração pela Universidade do VaLe do Itaja´í (UNIVALI)

Joice Batista Felipe, Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC)

Especialista NBA em Gestão Empresarial pela FGV

Referências

BARON, D. Private politics, corporate social responsibility, and integrated strategy. Journal of Economics and Management Strategy, [s. l.], v. 10, n. 1, p. 7-45, Spring 2001.

BRILHA, J. Patrimônio geológico e geoconservação: a conservação da natureza na sua vertente geológica. Viseu, Portugal: Palimage, 2005.

CAMILO, S. P. O. Conexões políticas e desempenho das empresas listadas na BM&FBovespa: análise sob a ótica da governança e da dependência de recursos. 2011. Tese (Doutorado em Administração e Turismo) – Univali, Biguaçu-SC, 2011. 223 p.

CASAROTTO FILHO, N.; PIRES, L. H. Redes de pequenas e médias empresas e desenvolvimento local: estratégias para a conquista da competitividade global com base na experiência italiana. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2001.

CPRM. Serviço Geológico do Brasil. Geoparque Caminhos dos Cânions do Sul (RS/SC) – proposta. Porto Alegre: CPRM, 2011. 36 p. Disponível em: <http://rigeo.cprm.gov.br/xmlui/bitstream/handle/doc/17168/canionsdosul.pdf?sequence=1 >. Acesso em: 3 jan. 2019.

CPRM. Serviço Geológico do Brasil. Projeto Geoparques. Porto Alegre, CPRM [s. l.]. Disponível em: <http://www.cprm.gov.br/publique/Gestao-Territorial/Gestao-Territorial/Saiba-Mais---Projeto-Geoparques-5415.html>. Acesso em: 3 jan. 2019.

GOMES, C. S. C. D.; AZEVEDO, F. F. de. Um olhar no Geoparque Seridó à luz do desenvolvimento e do capital social. Caderno Virtual de Turismo. Rio de Janeiro, v. 18, n. 1, p. 116-132, abr. 2018.

GOULART, S. et al. Articulações em rede e acontecimentos no território: subsídios teóricos para a formação de políticas públicas para o desenvolvimento. Cadernos EBAPE.BR (FGV), v. 8, n. 3, p. 388-403, set. 2010.

HOSE, T. A. “Geoturismo” europeo. Interpretación geológica y promoción de La conservación geológica para turistas. In: BARRETINO, D.; WIMBLEDON, W. A. P.; GALLEGO, E. (Eds.). Patrimonio geológico: conservación y gestión. Instituto Tecnológico Geominero de España, Madrid, 2000. p. 137-159.

ICMBIO. Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. Ministério do Meio Ambiente. Parque Nacional de Aparados da Serra. Brasília, 2019. Disponível em: <http://www.icmbio.gov.br/parnaaparadosdaserra/>. Acesso em: 4 jan. 2019a.

ICMBIO. Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. Ministério do Meio Ambiente. Parque Nacional da Serra Geral. Brasília, 2019. Disponível em: <http://www.icmbio.gov.br/portal/visitacao1/unidades-abertas-a-visitacao/730-parque-nacional-da-serra-geral.html>. Acesso em: 4 jan. 2019b.

LAZZARINI, S. G. Capitalismo de laços: os donos do Brasil e suas conexões. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011.

OLIVEIRA, F. O. Política e Estado no Pensamento Marxista. 2001. Disponível em: <https://periodicos.ufsc.br/index.php/sequencia/article/view/15363/13945>. Acesso em: 22 dez. 2018.

QIAN, C. Seize the state, seize the day? Business-government relations in a transition economy. Hong Kong: Hong Kong University of Science and Technology, 2010.

RODRIGUES, J. C. R. A educação ambiental no ensino médio: uma proposta teórico-metodológica no contexto da diversidade como princípio formativo na atualização da proposta curricular de Santa Catarina. Tese (Doutorado em Geografia) – Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Florianópolis, 2017. 519 p.

ROSA, T. R. da. Das unidades de conservação ao projeto geoparque caminhos dos canyons do sul (SC/RS). Dissertação (Mestrado Profissional em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Socioambiental) – Programa de Pós-Graduação em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Socioambiental da Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Florianópolis, 2016. 150 p.

SACHS, I. Ecodesenvolvimento: crescer sem destruir. São Paulo: Vértice, 1981.

SACHS, I.; STROH, P. Y. (Org.). Caminhos para o desenvolvimento sustentável. Rio de Janeiro: Garamond, 2009.

SANTA CATARINA. Relatório Fotográfico 2009-2018. Anexo 1. Disponível em: <https://sgpe.sea.sc.gov.br/atendimento/visualizarDocumentosPDFProcesso.do?chaveProcesso=MTM1NzBfMjAxOF82NjYxLTE%3D>. Acesso em: 26 dez. 2018.

SANTA CATARINA. Relatório das Ações Desenvolvidas no Projeto Geoparque Caminhos Dos Cânions Do Sul. Governo de Santa Catarina, 2019. Disponível em: <https://sgpe.sea.sc.gov.br/atendimento/visualizarDocumentosPDFProcesso.do?chaveProcesso=MTM1NzBfMjAxOF82NjYxLTE%3D>. Acesso em: 26 dez. 2018.

SOUZA, L. H.; PENA, L. C. S.; MOESCH, M. M. Conhecimento e sinergia como indutores da inovação regional em turismo: o caso do Observatório do Turismo no Distrito Federal (Brasil). Revista Brasileira de Pesquisa em Turismo, São Paulo, v. 11, n. 1, p. 19-38, 2017.

TORRES. Viva Torres: Parque Estadual da Guarita. Prefeitura Municipal de Torres, 2019. Disponível em: <https://torres.rs.gov.br/vivatorres/parque-da-guarita/>. Acesso em: 4 jan. 2019.

UNESCO – United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization. International Network of GEOPARKS. [s. l.] 2006. Disponível em <http://www.unesco.org/science/earthsciences/geoparks/geoparks.htm>. Acesso em: 2 dez. 2018.

UNESCO – United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization. Geoparque Mundial Araripe (Brasil). Brasil, 2019. Disponível em: <http://www.unesco.org/new/pt/brasilia/natural-sciences/environment/biodiversity/geoparks/araripe-unesco-global-geopark/>. Acesso em: 3 jan. 2019.

UNESCO – United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization. Guidelines and Criteria for National Geoparks seeking UNESCO's assistance to join the Global Geoparks Network (GGN). França, 2010, 12 p. Disponível em: <http://www.globalgeopark.org/uploadfiles/2012_9_6/ggn2010.pdf>. Acesso em: 20 dez. 2018.

UNESCO – United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization. UNESCO Global Geoparks: celebrating earth heritage, sustaining local communities. França, 2016, 20 p. Disponível em: <https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000243650>. Acesso em: 3 jan. 2019.

Downloads

Publicado

2021-08-01

Como Citar

Rodrigues, J. C. R., Cardoso, I. V., & Felipe, J. B. (2021). O desenvolvimento regional sustentável e a interação dos atores locais na proposta do Geoparque Caminhos dos Cânions do Sul (SC/RS). Revista Brasileira De Ecoturismo (RBEcotur), 14(3). https://doi.org/10.34024/rbecotur.2021.v14.10191
Recebido em 2020-01-07
Aceito em 2021-05-01
Publicado em 2021-08-01