Um homem célebre encontra um ex-homem de cor: relações sócio-raciais no Brasil do pós-abolição

Palavras-chave: pós-abolição, Machado de Assis, James Weldon Johnson, racismo, dupla consciência, música negra

Resumo

O objetivo deste artigo é fazer um estudo sobre a história das relações sócio-raciais no Brasil por meio da análise de dois textos literários principais: o conto "Um homem célebre", de Machado de Assis, e o romance The autobiography of an ex-colored man, de James Weldon Johnson. O artigo analisa especialmente o fim da escravidão e o período do pós-abolição, entre 1870 e 1912, confrontando as perspectivas de análise nacionais e modernistas às interpretações dos estudos da diáspora e do Atlântico negro. Do sangue negro que se dilui na ideologia da democracia racial, passando pelo sangue negro que contribui para a formação nacional e para a congenialidade de uma sociedade moderna e mestiça, até o sublime escravo e o negro todo poderoso que pode transformar toda a humanidade.

Publicado
2019-05-30
Como Citar
Bonciani, R. (2019). Um homem célebre encontra um ex-homem de cor: relações sócio-raciais no Brasil do pós-abolição. Almanack, (21), 448-483. Recuperado de https://periodicos.unifesp.br/index.php/alm/article/view/1368
Seção
Dossiê História Marítima e Portuária