Migração Portuguesa para São Paulo na segunda metade do século XIX

um estudo de caso

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/2236-463320171706

Palavras-chave:

portuguesa, fecundidade, nupcialidade

Resumo

Por meio da análise de uma singular experiência migratória ocorrida
entre Portugal (Província da Beira / Concelho da Lousã) e a província
de São Paulo (região de Espírito Santo do Pinhal) apresentam-se algumas
considerações sobre as características demográficas e sociais do
contingente populacional de lousanenses, que se dirigiu para o Núcleo
Colonial da Nova Lousã (fundado em 1867).
Partindo-se da análise de dados demográficos recolhidos através da exploração
de registros paroquiais de batizado e de casamento da Vila da
Lousã e do Núcleo Nova Lousã, cruzados com fontes de caráter diverso,
pretendeu-se contrapor o perfil específico da população que emigrou
para a colônia no interior de São Paulo (entre as décadas de 1860 e
1880), com aquela que permaneceu na terra natal. Procuramos salientar
comportamentos distintos do conjunto da população que imigrou,
levando em consideração o novo ambiente e as novas condições de vida
na terra em que estes indivíduos se inseriram.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2021-12-12

Como Citar

Volpi Scott, A. S. . (2021). Migração Portuguesa para São Paulo na segunda metade do século XIX: um estudo de caso. Almanack, (17). https://doi.org/10.1590/2236-463320171706

Edição

Seção

Dossiê