Chamada para dossiê: O nascimento da tragédia 150 anos depois

2022-03-07

Chamada para dossiê

Volume 10 | número 19 | 1º semestre de 2023

Exatamente no dia 02 de janeiro de 1872 chegava às livrarias da Alemanha O nascimento da tragédia a partir do espírito da música, escrito por um jovem professor de Filologia da Universidade da Basiléia na Suíça. Friedrich Nietzsche enfrentava, com o livro, toda uma tradição já estabelecida de interpretações da tragédia grega. Os primeiros leitores, com raras exceções, o criticaram com veemência. Foi preciso esperar a virada do século XIX para o XX, para que esse pequeno livro pudesse encontrar leitores entusiasmados, em especial artistas. Hoje, “apolíneo e dionisíaco”, “socratismo estético” e tantas expressões que aparecem no livro fazem parte do aparato filosófico no campo da estética, mas não sem tensões, invencionices, excessos e mal-entendidos.

150 anos depois de sua publicação, o que ainda podemos dizer, não apenas “sobre” ele, mas igualmente “a partir dele”?

No ano em que completará dez anos de sua criação, em 2023, a revista Limiar dedica um dossiê ao livro. O número receberá artigos originais sobre a obra e seus caminhos de recepção, além de resenhas de livros dedicados direta ou indiretamente ao volume de estreia de Nietzsche.

Prazo para submissão: 31.10.2022

Editor: Prof. Henry Burnett (henry.burnett@unifesp.br)

Editor convidado: Prof. Ernani Chaves (ernanic6057@gmail.com)

Colaboração: Grupo de pesquisa “Seminários de Pós-graduação: Modernidade e História Cultural”