Orientalismo e historicidade na tradução de obras sufis

Conteúdo do artigo principal

Lena Yunis

Resumo

Neste artigo, estruturado em três partes, abordamos o aspecto da historicidade historiográfica na tradução orientalista de obras sufis, considerando a colaboração de falantes nativos na edição de manuscritos e tradução de fontes, bem como o reflexo dessa interação em materiais que ainda servem de referência para os Estudos Pós-colonialistas. Nesse sentido, vou me concentrar na prática tradutória do britânico Reynold Alleyne Nicholson, tradutor canônico do Masnavi, de Jalal Uddin Rumi. Ao final, é apresentada a tradução de um trecho da obra mística comentado em relação ao aspecto em questão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
YUNIS, L. Orientalismo e historicidade na tradução de obras sufis. EXILIUM Revista de Estudos da Contemporaneidade, [S. l.], v. 1, n. 2, p. 13–46, 2021. DOI: 10.34024/exilium.v1i2.12213. Disponível em: https://periodicos.unifesp.br/index.php/exilium/article/view/12213. Acesso em: 21 set. 2021.
Seção
Oriente e Ocidente
Biografia do Autor

Lena Yunis, Cátedra Edward Saïd - Unifesp

Historiadora e doutora em Letras Orientais pela Universidade de São Paulo, pós-doutora em Estudos da Tradução pelo Poet/Ceará. Professora da Cátedra Edward Saïd da Universidade Federal de São Paulo.