UMA PEDRA NO SAPATO:

ANARQUISMO E O SINDICALISMO REVOLUCIONÁRIO NA DÉCADA DE 1920 NO BRASIL E AS CONEXÕES TRANSLOCAIS DE PRÁTICAS E IDEIAS ALÉM DO EIXO RIO-SÃO PAULO

  • Kauan Wilian dos Santos USP
Palavras-chave: Anarquismo, Sindicalismo revolucionário, Movimento operário-Brasil

Resumo

É afirmado por parte da historiografia do tema que desde o início da
década de 1920, o movimento anarquista teria começado sua decadência. De fato,
concordamos que o anarquismo começa a perder sua base social de maneira
irreversível nesse período, mas, neste artigo, afirmamos, concordando com outras
pesquisas e também olhando para além do eixo Rio-São Paulo, que o anarquismo e
suas estratégias ainda representavam uma opção de luta de boa parte da classe
trabalhadora. A circulação de ideias através de seus grupos móveis e suas ligações
em entidades sindicais translocais, a partir da Confederação Operária Brasileira (COB)
fizeram o anarquismo, que estava sendo atacado em seus núcleos mais usuais,
conserva-se, além de se legitimar em lugares diferentes e longínquos entre si, fato
muito importante para a não extinção total do anarquismo, e para a conservação
do sindicalismo revolucionário, estratégia não só de anarquistas, mas de muitos
trabalhadores.

Biografia do Autor

Kauan Wilian dos Santos, USP

Doutorando em História Social pela Universidade de São Paulo e Professor da Rede
Municipal de Ensino de São Paulo.

Referências

REFERÊNCIAS
Periódicos utilizados
A Hora Social, Recife. Arquivo Edgard Leuenroth – Unicamp.
A Pátria, Rio de Janeiro. Arquivo Edgard Leuenroth – Unicamp.
A Plebe, São Paulo. Arquivo Edgard Leuenroth – Unicamp.
O Paiz, Rio de Janeiro. Arquivo Edgard Leuenroth – Unicamp.
O Syndicalista, Porto Alegre. Arquivo Edgard Leuenroth – Unicamp.
Outras fontes
Prontuário Florentino de Carvalho. Arquivo do Departamento de Ordem Política e Social-SP.
Livros e artigos
BATALHA, Claudio. A historiografia da classe operária no Brasil: trajetória e tendências. In: FREITAS, Marcos Cezar de (Org.). Historiografia brasileira em perspectiva. São Paulo: Contexto, 1998. p. 145-158.
BRAGA, Francisco Victor Pereira. Pedro Augusto Motta: Militância Libertária e Verbo de Fogo. 300f. Dissertação (Mestrado em História) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2013.
DULLES, John. Anarquistas e comunistas no Brasil (1900-1935). Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1977.
FAUSTO, Boris. Trabalho urbano e conflito social: 1890-1920. São Paulo: Difel, 1977.
GARNER, Jason. Goals and means: anarchism, syndicalism, and the internationalism in the origins of the Federácion Anarquista Ibérica. London: Ak Press, 2014.
GERALDO, Endrica. Os prisioneiros de Benevente. Revista Brasileira de História, v. 32, n. 64, p. 61-76, 2012.
GOMES, Angela de Castro. A invenção do trabalhismo. Rio de Janeiro: Ed. FGV, 2005.
INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Tabela 1.4: População nos Censos Demográficos, segundo as Grandes Regiões e as Unidades da Federação. Disponível em: . Acesso em: 15 jul. 2019.
LINDEN, Marcel Van der. História do trabalho: o velho, o novo e o global. Mundos do Trabalho, v. 1, n. 1, p. 11-26, 2009.
MARAM, Sheldon. Anarquismo, imigrantes e o movimento operário brasileiro: 1890-1920. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979.
OLIVEIRA, Tiago Bernardon de. Anarquismo, sindicatos e revolução no Brasil (1906-1936). 267f. Tese (Doutorado em História) – Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro, 2009. ______. Anarquismo e revolução: militância anarquista e a estratégia do sindicalismo revolucionário no Brasil da Primeira República. In: SANTOS, Kauan Willian dos; SILVA, Rafael Viana da (Org.). História do anarquismo e do sindicalismo de intenção revolucionária no Brasil: novas perspectivas. Curitiba: Prismas, 2018. p. 207-242.
PARRA, Lucia Silvia. Combates pela liberdade: movimento anarquista sobre a vigilância do DEOPS/SP. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado, 2003.
PEREIRA, Anderson Romário. Sindicalismo revolucionário e anarcossindicalismo nos congressos operários do Rio Grande do Sul (1898-1928). In: SANTOS, Kauan Willian dos; SILVA, Rafael Viada da (Org.). História do anarquismo e do sindicalismo de intenção revolucionária no Brasil: novas perspectivas. Curitiba: Prismas, 2018. p. 119-144.
PETERSEN, Silvia. Cruzando fronteiras: as pesquisas regionais e a história operária brasileira. Anos 90, v. 3, n. 3, p. 129-153 1995.
QUIROS JUNIOR, Demetrio. Sapateiros militantes em São Paulo na década de 1920: lutas, debates, caminhos. Revista Escrita da História, v. 4, n. 8, p. 60-87, 2017.
SILVA, Rodrigo Rosa da. Imprimindo a resistência: a imprensa anarquista e a repressão política em São Paulo. 193f. Dissertação (Mestrado em História) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2005.
PORTA, Paula (Org.). História da Cidade de São Paulo: a cidade na primeira metade do século XX – 1890 a 1954. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2004.
ROIO, Marcos del. A gênese do Partido Comunista (1919-1923). In: FERREIRA, Jorge; REIS, Daniel Aarão (Ed.). A formação das tradições (1889-1945). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007. p. 223-248.
ROMANI, Carlo. Antecipando a Era Vargas: a revolução paulista de 1924 e a efetivação de práticas de controle político e social. Topoi, v. 12, n. 23, p. 161-178, 2011.
______. A revolta de 1924 em São Paulo: uma história mal contada. In: ADDOR, Carlos Augusto; DEMINICIS, Rafael. (Org.). História do anarquismo no Brasil. Rio de Janeiro: Achiamé, 2009. v. 2, p. 51-68.
SAMIS, Alexandre. Clevelândia: anarquismo, sindicalismo e repressão política no Brasil. Rio de Janeiro: Achiamé/Imaginário, 2002.
______. Anarquismo, bolchevismo e a crise do sindicalismo revolucionário. In: ADDOR, Carlos Augusto; DEMINICIS, Rafael. (Org.). História do anarquismo no Brasil. Rio de Janeiro: Achiamé, 2009. v. 2, p. 37-50.
SILVA, Fernando Teixeira da. Operários sem patrões: os trabalhadores da cidade de Santos no entreguerras. Campinas, SP: Ed. Unicamp, 2003.
Publicado
2019-08-01
Como Citar
dos Santos, K. W. (2019). UMA PEDRA NO SAPATO:. Revista Hydra: Revista Discente De História Da UNIFESP, 3(6), 55-82. Recuperado de https://periodicos.unifesp.br/index.php/hydra/article/view/9589