Pesar, examinar, qualificar e repesar: a Mesa de Inspeção e a regulação do funcionamento dos trapiches da capitania da Bahia, 1751-1808

Autores

  • Hyllo Nader de Araújo Salles Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)
  • Poliana Cordeiro de Farias Universidade Federal da Bahia (UFBA)

DOI:

https://doi.org/10.34024/fontes.2021.v8.10940

Palavras-chave:

Comércio, Mesa de Inspeção, Trapiche, Porto de Salvador

Resumo

A presente transcrição é de um processo, no qual são autores os senhorios dos trapiches da cidade de Salvador, constituindo-se outra parte interessada os principais senhores de engenhos e homens de negócio daquela praça. Este processo é elucidativo, principalmente, do papel da mesa de inspeção enquanto tribunal que arbitrava questões relativas ao comércio. O documento fora produzido entre 1798-1806 e encontra-se custodiado pelo Arquivo Nacional da Torre do Tombo em Lisboa, Portugal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Documentos Históricos. v. XCVI. Rio de Janeiro: Gráfica Tupy Ltda, 1952.

FALCON, Francisco José Calazans. A Época Pombalina: política econômica e monarquia ilustrada. São Paulo: Editora Ática, 1982.

KIRSCHNER, Tereza Cristina. “Administração portuguesa no espaço atlântico: a Mesa de Inspeção da Bahia (1751-1808)”. In: Actas do Congresso Internacional Espaço Atlântico de Antigo Regime: poderes e sociedades. Lisboa: Instituto Camões, 2005. Disponível em: http://cvc.instituto-camoes.pt/conhecer/biblioteca-digital-camoes/espaco-atlantico-de-antigo-regime/313-313/file.html

MASCARENHAS, Maria José R. Fortunas coloniais: elite e riqueza em Salvador, 1760-1808. Tese de doutorado em História Econômica: Universidade de São Paulo, 1998.

MAXWELL, Kenneth W. Chocolate, piratas e outros malandros: ensaios tropicais. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

MAXWELL, Kenneth. Marquês de Pombal: paradoxo do iluminismo. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996.

NOVAIS, Idelma Aparecida Ferreira. A Mesa de Inspeção do Açúcar e Tabaco da Bahia, 1751-1808. Tese de doutorado em História Econômica: Universidade de São Paulo, 2016.

PRADO JR, Caio. Formação do Brasil Contemporâneo: Colônia. São Paulo: Brasiliense, 1999 [1942].

RODRIGUES, José Honório. “Notas à literatura brasileira sobre o açúcar no século XVIII”. Brasil Açucareiro. XIII, v. XXV, maio de 1942, pp. 16-21; julho de 1942, pp. 6-25.

RUSSELL-WOOD, Anthony John R. “A projeção da Bahia no Império ultramarino português”. Anais do IV Congresso de História da Bahia - Salvador 450 anos. v. 1. Salvador: Instituto Geográfico e Histórico da Bahia; Fundação Gregório de Matos, 2001.

SCHWARTZ, Stuart B. Segredos internos: engenhos e escravos na sociedade colonial, 1550-1853. São Paulo: Companhia das Letras, 1988.

SILVA, Andrée Mansuy Dinis. Portrait d'un homme d'État: D. Rodrigo de Souza Coutinho, Comte de Linhares: 1755-1812. Lisboa/ Paris: Fundação Calouste Gulbenkian, 2002 (2 vols).

VILHENA, Luiz dos Santos. A Bahia do século XVIII. Salvador: Itapuã, 1969 (2 vols).

Arquivos adicionais

Publicado

2021-08-24