O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  • O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF.
  • URLs para as referências foram informadas quando possível.
  • O texto está em espaço 1,5; usa uma fonte de 12-pontos; emprega itálico em vez de sublinhado (exceto em endereços URL); as figuras e tabelas estão inseridas no texto, não no final do documento na forma de anexos.
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista.
  • No caso de estar submetendo um artigo autoral, ele integra um dossiê cujo edital foi aberto pelos editores da Revista.

Diretrizes para Autores

Revista de fontes publica transcrições e traduções de documentos, instrumentos de pesquisa acompanhados de uma apresentação, e, sob forma de dossiês fechados, textos metodológicos autorais.

 Documentos

Serão aceitas as transcrições de documentos completos, mesmo que façam parte de um conjunto maior de documentos (uma seleção relevante de cartas, por exemplo), sendo imprescindível o referenciamento arquivístico completo do documento e o respeito das normas de transcrição que seguem adiante.

As transcrições poderão ser críticas, ou seja, anotadas, ou simples, e deverão em todo caso ser precedidas de um curto texto de apresentação (mas não de um estudo) de no máximo cinco laudas e vir acompanhado de resumo e três palavras-chave (também em versão inglesa).

O texto enviado será submetido a uma avaliação prévia dos editores que poderão recusar a proposta ou aceitá-la com ou sem sugestões de modificações que deverão ser acatadas pelo proponente. Ele também sera submetido ao serviço identificador de similaridade Turnitin.

Instrumentos de pesquisa

Também serão aceitos para publicação instrumentos de pesquisa preparados individualmente ou em grupo e que possam ser adaptados para o formato pdf.

Caso você tenha organizado um instrumento de pesquisa em outro formato, será possível divulgá-lo por meio de uma “notícia”. As propostas serão avaliadas pelos editores da Revista de fontes.

 

FORMATAÇÃO DOS TEXTOS

– Os textos devem ser digitados em Verdana 12 e espaçamento 1,5.

– Os textos autorais dos dossiês devem ter entre 6 e 8.000 palavras e ser acompanhados de um resumo de cerca de 100 palavras e de três palavras-chave. Tanto o título, quanto o resumo e as palavras-chave devem estar acompanhados da sua versão inglesa. Esses dados também devem ser inseridos nos seus devidos campos do sistema OJS da revista.

– Serão aceitos textos em português e em espanhol. 

 Os textos devem conter título em corpo 14. Abaixo do título, em corpo 12, o nome do autor seguido do nome da instituição a qual está vinculado, o e-mail de contato e o link do perfil ORCiD. Esses dados também devem ser inseridos nos seus devidos campos do sistema OJS da revista.

As referências bibliográficas ou notas explicativas devem constar nas notas de rodapé de maneira completa, conforme os padrões abaixo. O conjunto das referências citadas deve ser elencado ao final do texto em ordem alfabética de sobrenome.

As citações no corpo do texto, até três linhas, devem estar entre aspas, em letras retas.

As citações que excedam esse tamanho devem estar alinhadas à direita sem aspas, em letras retas Verdana 11, espaço simples.

As subdivisões do texto devem ser numeradas e os subtítulos devem estar em Verdana 12, em negrito.

Em caso de dúvida, entre em contato pelo e-mail revistadefontes@gmail.com

 

PADRÕES DE CITAÇÃO

Artigo em periódico

Fernanda Olival e João Figueirôa-Rego. “Cor da pele, distinções e cargos: Portugal e espaços atlânticos portugueses (séculos XVI a XVIII)”. Tempo, 30, p.115-145, 2011.

Artigo em meio eletrônico

Antonio Carlos Jucá de Sampaio. “Crédito e circulação monetária na colônia: o caso fluminense, 1650-1750”. In: Anais do V Congresso Brasileiro de História Econômica. Disponível em: http://www.abphe.org.br/congresso2003/Textos/Abphe_2003_75.pdf. Acesso em 12 de novembro de 2014.

Livro

Cláudia Maria das Graças Chaves. Perfeitos negociantes: mercadores nas Minas setecentistas. São Paulo: AnnaBlume, 1999.

Capítulo de livro

Mario Sbriccoli. “Justicia criminal”. In: M. Fioravanti (ed.). El estado moderno en Europa. Instituciones y Derecho. Madrid: Trotta, 2004, p.159-196.

Capítulo de livro

António Manuel Hespanha. “De Iustitia a Disciplina”. In: A. M. Hespanha. La gracia del derecho. Economía de la cultura en la Edad Moderna. Madrid: Centros de Estudios Políticos y Constitucionales, 1993, p.203-273.

Tese (doutorado) ou dissertação (mestrado)

Maria Aparecida Menezes Borrego. A teia mercantil: negócios e poderes em São Paulo colonial (1709-1765). Tese de Doutorado em História: Universidade de São Paulo, 2007.

Documentação manuscrita

Deve ser citada por extenso, com eventual indicação de abreviações para citações subsequentes.

Citações subsequentes

Repete-se o nome do autor e o começo do título da obra, seguido de op. cit.

Exemplo: Cláudia Maria das Graças Chaves. Perfeitos negociantes, op. cit. p.15.

Repetições imediatas: Idem e em seguida Ibidem.

 

Adaptadas a partir de (http://www.arquivonacional.gov.br/Media/Transcreve.pdf)

1. Grafia

Quanto à grafia seguir-se-ão os seguintes critérios:

1.1 Serão separadas as palavras grafadas unidas indevidamente e serão unidas as sílabas ou letras grafadas separadamente, mas de forma indevida. Excetuam-se as uniões dos pronomes proclíticos (madê, selhedê), mesoclíticos e enclíticos às formas verbais de que dependem (meteremselhe, procurase).

1.2 As letras serão grafadas na forma usual, independente de seu valor fonético.

1.3 O s caudado duplo será transcrito como ss e o simples como s.

1.4 O R e S maiúsculos, com som de rr e ss serão transcritos R e S maiúsculos, respectivamente.

1.5 As letras ramistas b, v, u, i, j serão mantidas como no manuscrito.

1.6 Os números romanos serão reproduzidos de acordo com a forma da época.

1.7 Aos enganos, omissões, repetições e truncamentos, que comprometam a compreensão do texto, recomenda-se o uso da palavra latina [sic] entre colchetes e grifada.

1.8 As abreviaturas não correntes deverão ser desenvolvidas com os acréscimos em grifo.

1.9 As abreviaturas ainda usuais na atualidade, ou de fácil reconhecimento, poderão ser mantidas.

1.10 Os sinais especiais de origem latina e os símbolos e palavras monogramáticas serão desdobrados, por exemplo, &ra = etc.; IHR = Christus.

1.11 Os sinais de restos de taquigrafia e notas tironianas serão vertidos para a forma que representam, grifados.

1.12 O sinal de nasalização ou til, quando com valor de m ou n, será mantido.

1.13 Quando a leitura paleográfica de uma palavra for duvidosa, colocar-se-á uma interrogação entre colchetes depois da mesma: [?]

1.14 A acentuação será conforme o original.

1.15 A pontuação original será mantida.

1.16 As maiúsculas e minúsculas serão mantidas.

1.17 A ortografia será mantida na íntegra, não se efetuando nenhuma correção gramatical.

2. Convenções

Para indicar acidentes no manuscrito original, como escrita ilegível ou danificada, serão utilizadas as seguintes convenções:

2.1 As palavras que se apresentam parcial ou totalmente ilegíveis, mas cujo sentido textual permita a sua reconstituição, serão impressas entre colchetes.

2.2 As palavras ilegíveis para o transcritor serão indicadas com a palavra ilegível entre colchetes e grifada: [ilegível].

2.3 As linhas ou palavras danificadas por corrosão de tinta, umidade, rasgaduras ou corroídas por insetos ou animais serão indicadas, por exemplo, pela expressão corroído entre colchetes e grifada e com a menção aproximada de seu número: [corroídas ± 6 linhas].

2.4 Os elementos textuais interlineares ou marginais autógrafos que completam o escrito serão inseridos no texto entre os sinais <…>.

2.5 Quando não forem autógrafos, serão indicados em nota de rodapé.

2.6 As notas marginais, não inseríveis no texto, serão mantidas em seu lugar ou em sequência ao texto principal com a indicação: à margem direita ou à margem esquerda.

2.7 As notas de mão alheia serão transcritas em rodapé.

3. Assinaturas e sinais públicos

3.1 As assinaturas em raso ou rubricas serão transcritas em grifo.

3.2 Os sinais públicos serão indicados entre colchetes e em grifo: [sinal público].

4. Documentos mistos

4.1 Os caracteres impressos que aparecem em documentos mistos recentes serão transcritos em tipos diferentes. Incluem-se aqui os formulários, timbres, fichas-padrão, carimbos, siglas etc.

5. Selos, estampilhas etc.

5.1 Os selos, sinetes, lacres, chancelas, estampilhas, papéis selados e desenhos serão indicados de acordo com a sua natureza entre colchetes e grifado: [estampilha].

5.2 Os dizeres impressos e o valor das estampilhas serão transcritos dentro de colchetes e em grifo: [estampilhas].

6. Apresentação gráfica

6.1 A transcrição dos documentos deverá ser feita de forma corrida.

6.2 Será respeitada a divisão paragráfica do original.

6.3 As páginas serão numeradas de acordo com o documento original, indicando sempre a mudança de cada uma, entre colchetes e no meio do texto, incluindo-se o verso: [fl. 3], [fl. 3v].

6.4 Se o original não for numerado caberá ao transcritor numerá-las. Os números acrescentados serão impressos entre colchetes e em grifo: [fl. 4], [fl. 4v].

6.5 As folhas em branco serão indicadas entre colchetes e em grifo: [fl. 13, em branco].

 

Se você publicou ou leu recentemente uma edição de documentação ou instrumentos de pesquisa (publicados nos últimos quatro anos), mande uma curta descrição para a Revista de fontes e ela será publicada no nosso próximo número!

A notícia deverá conter a referência completa da publicação incluindo, para as edições impressas, número de páginas e ISBN. Ela terá entre 1000 e 2000 toques (com espaços).

Artigos

Apenas são aceitos artigos que compõem dossiês fechados.

Notícias de publicações

Nesta seção divulgam-se notícias de de documentos ou de instrumentos de pesquisa publicados recentemente. Aceitam-se notícias dos próprios responsáveis por essas publicações ou enviadas por terceiros. Elas devem conter as informações completas da publicação e não ultrapassar 1500 palavras.

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.