Divulgação da RPPN Estadual MO´Ã como estratégia para a conservação

Autores

  • Letícia Ramires Corrêa Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, RS
  • Tuane Telles Rodrigues Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, RS https://orcid.org/0000-0003-0747-6004

DOI:

https://doi.org/10.34024/rbecotur.2021.v14.9542

Palavras-chave:

Educação Ambiental, interpretação ambiental, sensibilização, RPPN Estadual MO’Ã, Itaara/RS

Resumo

A reaproximação do ser humano com a natureza, sempre foi o grande desafio para os educares ambientais. Na busca pela sensibilização a unidade de conservação vem ao encontro deste propósito, oferecendo espaços que possibilitem o contato direto com a natureza. Este trabalho visa discutir a experiência de divulgação da RPPN Estadual MO’Ã a partir de palestras proferidas nas escolas e em eventos científicos. Esta proposta foi construída a partir da solicitação das as escolas e de organizações de eventos, afim de divulgar o Patrimônio Natural e sensibilizar os ouvientes para as questões ambientais, a partir de eventos promovidos pelas mesmas. Para isso foram realizadas palestras abordando temas a partir das demandas dos eventos, tendo como foco principal a divulgação da RPPN Estadual MO’Ã. Nesse sentido foram realizadas seis palestras, duas em Itaara e duas em Santa Maria (Brasil) e duas em Guimarães (Portugal), abrangendo um público de quinhentos (500) ouvintes. Tais ações foram relevantes para divulgar o Patrimônio Natural da RPPN, afim de sensibilizar os ouvintes a partir do exemplo da Fundação MO’Ã, como uma Organização Não-Governamental (ONG) que promove a conservação do meio ambiente da região central do Rio Grande do Sul.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Letícia Ramires Corrêa, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, RS

Graduada em geografia pela Universidade Federal de Santa Maria- UFSM (2016); Com especialização em Metodologia de Ensino em geografia pela UNIASSELVI (2019); Mestra em Geografia pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia da UFSM; Estagiária da Fundação MO´Ã (Organização Não-Governamental de estudos e pesquisas para o desenvolvimento e proteção ambiental). Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Educação Ambiental, Interpretação Ambiental, Áreas Protegidas, Unidades de Conservação, Reservas Particulares do Patrimônio Natural com ênfase na conservação dos Recursos Hídricos. Com intercâmbio acadêmico junto ao Centro de Estudos de Geografia e Ordenamento Territorial (CEGOT) da Universidade do Minho (Portugal) e no Laboratório da Paisagem (Portugal). 

Tuane Telles Rodrigues, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, RS

Mestre em Geografia no Programa de Pós-Graduação em Geografia da UFSM. Especialização em Ensino de Geografia e Educação a Distância: Gestão e Tutoria UNIASSELVI. Graduação em Geografia Licenciatura Plena pela UFSM, em 2017. Atualmente é doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGGeo/UFSM). As pesquisas centralizam-se na Geografia Escolar, trabalhando na perspectiva do Ensino de Geografia e Inclusão (com foco na Cartografia Escolar), e a Cosmografia na Geografia, sendo este, o atual objeto de estudo no doutorado. 

Referências

BRASIL. Decreto n. 34.256, de 02 de abril de 1992. Cria o Sistema Estadual de Unidades de Conservação e dá outras providências. Diário oficial do Estado. Porto Alegre, RS, 02 de abril de 1992. Disponível em <http://www.sema.rs.gov.br/conteudo.asp?cod_agrupador=12>. Acesso em 18 de Nov. de 2017.

BRASIL. Lei n. 9.985 de 18 de julho de 2000, que regulamenta o art. 225, § 1°, inciso I, II, III e VII da Constituição Federal, instituiu o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza e dá outras providências. Presidência da República – Casa Civil, Brasília, DF, 18 jul. 2000. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9985.htm>. Acesso em: 20 abr. 2017.

BENSUSAN,N. Conservação da biodiversidade em áreas protegidas. Rio de Janeiro: Editora FGV,2006.

CHAMI, L.; DEON, M.; SILVA, G.P. RPPN MO’Ã: Meios físico e biótipo. Estudo técnico. Disponível em: <http://www.sema.rs.gov.br/upload/Estudo%20T%C3%A9cnico.pdf>. Acesso em 06 de Julho de 2018.

CORRÊA, L.R.; FIGUEIRÓ, A.S. Proposta de uma trilha interpretativa na Reserva Particular do Patrimônio Natural Estadual Mo’ã, Itaara (RS). Revista Brasileira de Ecoturismo, São Paulo, v.10, n.3, ago/out 2017, pp.628-644.

DANISH, S. J; NELLEN, V. C; OWENS, S. S. Teaching life skills through sport: Community-based programs for adolescents. In: VAN RAALTE, J. L.; BREWER, B. (Eds.), Exploring Sport and Exercise Psychology. Washington, DC: American Psychological Association, pp. 205-225, 1996.

DIEGUES, A. C. O Mito Moderno da Natureza Intocada. 4ª ed. São Paulo: Editora Hucitec, 2002. 176 p.

DOUROJEANNI, M.J.; PÁDUA, M.T. J. Biodiversidade. A hora decisiva. Curitiba: Editora da UFPR, 2007.

FERRARESE, M.D. Floristica de uma Reserva Particular do Patrimônio Natural em fragmento de Mata Atlântica(Itaara,RS,Brasil). Dissertação (de mestrado agrobiologia) 2016, 80p.

FUNDAÇÃO MO’Ã. 2017. Pesquisa e trabalhos acadêmicos. Disponível em: <http://www.fundacaomoa.org.br/pesquisas.php>. Acesso em 01 de maio de 18. Janeiro, 1997.

KORMANN, T. C.; THOMAS, B.L; NASCIMENTO, D.B.; FOLETO, E.M. Contribuição Geográfica na Criação de uma Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) em Itaara- RS. Revista Geografar, Curitiba, v. 5, n. 2, p. 13-31, jul./dez. 2010.

MARCUZZO, S.B; ARAÚJO, M.M; LONGHI, S.J. Estrutura e relações ambientais de grupos florísticos em fragmento de floresta estacional subtropical. Revista Árvore, Viçosa, v. 37, n. 2, 2013. p. 275-287.

MENDONÇA, R. Educação ambiental vivencial. In: FERRARO-JUNIOR, L.A. Encontros e caminhos: formação de educadoras(es) ambientais e coletivos educadores. Brasília: MMA, 2007. v. 2. p. 117-130.

RIO GRANDE DO SUL. Portaria n. 80, de 15 de junho de 2015. Cria a Reserva Particular do Patrimônio Natural Estadual MO’Ã e dá outras providências. Secretaria do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. Diário Oficial do Estado. Porto Alegre, RS. 15 jun. 2015. Disponível em: <http://www.sema.rs.gov.br/conteudo.asp?cod_menu=218&cod_conteudo=9207>. Acesso em: 25 set. 2018.

SAUVÉ, L.: SATO, M. La educación ambiental: una relación constructiva entre la escuela y la comunidad. EDAMAZ e EDAMAZ. 2000.

SICK, H. (1997) Ornitologia brasileira. Rio de Janeiro: Ed. Nova Fronteira, 862p.

THOMAS,B.L; NASCIMENTO, D.B.; KORMANN, T.C. ;FOLETO, E.M. Criando uma Unidade de Conservação municipal:o caso da Reserva Particular do Patrimônio Natural da Fundação MO’Ã em Itaara,RS. Anais do XVI Encontro Nacional de Geógrafos. Porto Alegre,2010.

TILBURY, D. Environmental education for sustainability: defining the new focus os environmental education in the 1990s. Environmental Education Research, v.1, n.2, pp.195-212, UQÀM, Montreal, Canadá, 1995,167pp.

Downloads

Publicado

2021-01-08

Como Citar

Corrêa, L. R., & Rodrigues, T. T. (2021). Divulgação da RPPN Estadual MO´Ã como estratégia para a conservação. Revista Brasileira De Ecoturismo (RBEcotur), 14(1). https://doi.org/10.34024/rbecotur.2021.v14.9542