Direito, gênero e ensino superior

O processo de feminização da formação jurídica paulista

Autores

  • Jéssica Ronconi Fernandes UNIFESP

DOI:

https://doi.org/10.34024/pensata.2020.v9.9983

Resumo

A presente pesquisa analisou a presença feminina no universo do ensino jurídico por meio do estudo de duas faculdades tradicionais – uma pública e uma particular – no Estado de São Paulo. Tendo em vista que estudos contemporâneos sobre as carreiras jurídicas mostram que as mulheres estão conseguindo ingressar nessas profissões, embora elas estejam em cargos inferiores aos dos homens, investigamos se esse processo de feminização também ocorre no ensino jurídico. Para tanto, investigamos o recrutamento social, as aspirações profissionais e as áreas jurídicas preferenciais dos alunos e alunas do direito por meio da aplicação de questionários em turmas ingressantes de 2016 e do levantamento de TCCs entregues ao final de 2015. O exame dos docentes, por sua vez, foi realizado por meio da análise de seus Currículos Lattes e pela realização de algumas entrevistas centradas em suas trajetórias de vida e nas suas percepções sobre as mulheres no ensino jurídico.

Palavras-chave: Direito – Gênero – Academia – Feminização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-02-16

Como Citar

Ronconi Fernandes, J. (2021). Direito, gênero e ensino superior: O processo de feminização da formação jurídica paulista. Pensata: Revista Dos Alunos Do Programa De Pós-Graduação Em Ciências Sociais Da UNIFESP, 9(2). https://doi.org/10.34024/pensata.2020.v9.9983