https://periodicos.unifesp.br/index.php/pensata/issue/feed Pensata 2022-09-02T14:39:54+00:00 Comissão Editorial Executiva trabalhospensata@gmail.com Open Journal Systems <p>Pensata: Revista dos Alunos do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da UNIFESP – é uma revista acadêmica que se propõe a abrir um espaço de reflexão crítica e diálogo interdisciplinar entre a Antropologia, a Ciência Política e a Sociologia a partir das propostas temáticas das três linhas de pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da UNIFESP (Conflitos, Sujeitos, Direitos; Pensamento, Conhecimento, Expressão; e Territórios, Trabalho, Políticas Públicas), sem excluir, entretanto, temas relativos a outras áreas do conhecimento em diálogo com as Ciências Sociais. </p> https://periodicos.unifesp.br/index.php/pensata/article/view/12953 A ideologia neoliberal na educação 2022-03-29T17:57:19+00:00 Mayara Oliveira Fernandes mayara.fernandes.mof@gmail.com Alex Viana Ramos Monte avrmavrm10@gmail.com <p class="TextodoResumo"><span lang="pt">O presente trabalho caracteriza o final da década de 2010 como um período de derrotas históricas para o conjunto da classe trabalhadora brasileira. Um período em que medidas neoliberalizantes aprofundaram a flexibilização, a informalidade e a terceirização das relações de trabalho. Tais medidas foram combinadas com medidas austericidas de desinvestimento em serviços sociais públicos. Neste período houve um forte avanço da ideologia neoliberal na educação formal das escolas públicas do Estado de São Paulo, com o objetivo de criar o “ser-humano-empresa”. Ao analisar um novo componente curricular inserido na grade curricular dos ensinos fundamental e médio da rede educacional, chamada “Projeto de Vida”, pretende mostrar como a ideologia neoliberal, expressa pelo léxico e pelo conhecimento elaborado por grandes empresas, está sendo reproduzida a milhões de estudantes das escolas públicas do Estado de São Paulo, a partir do ano de 2019.</span></p> 2022-08-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Pensata: Revista dos Alunos do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da UNIFESP https://periodicos.unifesp.br/index.php/pensata/article/view/13913 A Sociologia e seus dilemas digitais 2022-06-24T11:57:22+00:00 Tulio Magalhães Rodrigues tuliomaro@gmail.com <p>O crescimento do acesso à internet e das transmissões online, em canais do Youtube, pelo Facebook, Instagram e Twitter, mobiliza questões sobre o futuro da Televisão. A digitalização do acesso à informação viabilizada por dispositivos eletrônicos com diversos recursos, dentre eles de Televisão, é um sinal de obsolescência da Televisão como espaço informacional ou uma possibilidade de reinvenção e fortalecimento do método televisivo em transmitir informações? Este ensaio tem a intenção de provocar a reflexão sobre o digital no campo sociológico, por meio da análise da relação social e tecnológica da Televisão na era digital, e como suas mudanças explicitam novas demandas ao campo da sociologia através de um novo espaço de pesquisa.</p> 2022-08-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Pensata: Revista dos Alunos do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da UNIFESP https://periodicos.unifesp.br/index.php/pensata/article/view/11801 Fragmentos de Escrevivência nas Poesias de Jovens Secundaristas. 2021-09-17T16:29:42+00:00 Fernanda Cristina Gomes gomes.fernanda@unifesp.br Maria Thereza de Carvalho Lisboa marialisboa093@gmail.com Jaquelina Maria Imbrizi jaquelina.imbrizi@unifesp.br <p>As experiências das juventudes de territórios atravessados pela desigualdade social convocam a poesia como artefato para imaginar outros modos possíveis de existência no mundo. O objetivo do artigo é investigar a manifestação cultural das juventudes a partir de articulações entre a noção de Escrevivência, de Conceição Evaristo, e trechos das poesias produzidas por secundaristas de uma escola pública em São Vicente/SP, publicadas no livro <em>“Poesias Diversas - 2019”</em>. Trata-se de contemplar a ideia de arte ampliada como ponto de ancoragem e a possibilidade de ficcionalizar de modo crítico lugares reservados às mulheres e aos jovens na estrutura social.</p> 2022-08-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Pensata: Revista dos Alunos do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da UNIFESP https://periodicos.unifesp.br/index.php/pensata/article/view/12623 De dar o cu como forma superior de fazer filosofia 2022-01-27T21:09:20+00:00 Pablo Pizzelli oiqpablo@gmail.com <p>Este artigo busca mostrar como, ao resgatar as noções de “cuidado de si” (<em>epiméleia heautou</em>) e o “conhecimento de si” (<em>gnothi seauton</em>), Michel Foucault estava modulando os fundamentos do que ele vai chamar de “anarqueologia”, ou da prática de “contraconduta”, formas de abordar a vida a partir do que ele mesmo chamava de uma “atitude crítica”, que ele define como uma forma “teórica-prática” de se posicionar diante do poder. Sua análise toma essas duas noções gregas, afinal de contas, como pontos possíveis de partida para uma hermenêutica dos processos de subjetivação e formação dos sujeitos. Além disso, buscarei argumentar novas formas políticas contemporâneas de agenciamentos críticos e de práticas de “indocilidade refletida” presentes em outros autores de disciplinas como filosofia e antropologia.</p> 2022-08-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Pensata: Revista dos Alunos do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da UNIFESP https://periodicos.unifesp.br/index.php/pensata/article/view/12939 “Não pode parar”: o trabalho de motorista de Uber com a chegada da pandemia de Covid-19 no Brasil 2022-05-24T23:12:18+00:00 Ana Cláudia Bessa anabessa.uff@gmail.com Carolina Castellitti castellittic@gmail.com <p>O texto apresenta resultados de uma pesquisa sociológica exploratória sobre as representações do trabalho de motorista por aplicativo, especificamente sobre os riscos, dilemas e dificuldades enfrentados com a chegada da epidemia de Covid-19 no Brasil. Os dados quantitativos analisados foram coletados através de formulário aplicado, entre abril e junho de 2020, em grupos de Facebook de motoristas de diversas cidades do país, obtendo 766 respostas relativas ao perfil dos motoristas, as condições da atividade e os efeitos da chegada da pandemia de Covid-19. Complementarmente, a participação nos grupos permitiu incorporar informações qualitativas sobre as representações e sentidos da atividade. Em diálogo com contribuições da ciência social sobre neoliberalismo, individualização e pandemia, propomos uma reflexão sobre os discursos dos motoristas nos primeiros meses da crise sanitária no país, e sobre nossa própria atividade de pesquisa, profundamente impactada pelo fenômeno.</p> 2022-08-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Pensata: Revista dos Alunos do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da UNIFESP https://periodicos.unifesp.br/index.php/pensata/article/view/13526 Uma abordagem não centrada na mídia das relações entre mídia e conflito 2022-08-05T18:31:26+00:00 Vitoria Paschoal Baldin vitoria.baldin@unifesp.br <p><span class="TextRun SCXW188276443 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SCXW188276443 BCX0">Parte da série </span></span><span class="TextRun SCXW188276443 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SpellingErrorV2 SCXW188276443 BCX0">Anthropology</span> <span class="NormalTextRun SpellingErrorV2 SCXW188276443 BCX0">of</span><span class="NormalTextRun SCXW188276443 BCX0"> media</span></span><span class="TextRun SCXW188276443 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SCXW188276443 BCX0"> lançada pela </span><span class="NormalTextRun SpellingErrorV2 SCXW188276443 BCX0">Berghahn</span><span class="NormalTextRun SCXW188276443 BCX0"> Books, </span></span><span class="TextRun SCXW188276443 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SpellingErrorV2 SCXW188276443 BCX0">Theorising</span><span class="NormalTextRun SCXW188276443 BCX0"> Media </span><span class="NormalTextRun SpellingErrorV2 SCXW188276443 BCX0">and</span> <span class="NormalTextRun SpellingErrorV2 SCXW188276443 BCX0">Conflict</span> </span><span class="TextRun SCXW188276443 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SCXW188276443 BCX0">editado por Philipp </span><span class="NormalTextRun SpellingErrorV2 SCXW188276443 BCX0">Budka</span><span class="NormalTextRun SCXW188276443 BCX0"> e&nbsp;</span><span class="NormalTextRun SpellingErrorV2 SCXW188276443 BCX0">Birgit</span> <span class="NormalTextRun SpellingErrorV2 SCXW188276443 BCX0">Bräuchler</span><span class="NormalTextRun SCXW188276443 BCX0"> propõe oferecer novas abordagens&nbsp;agregando a perspectiva etnográfica e associando os campos quantitativos e qualitativos,&nbsp;para os estudos sobre as relações entre mídia e conflito. Oferecemos aqui uma breve resenha dessa obra, considerando suas profundas contribuições </span><span class="NormalTextRun SCXW188276443 BCX0">teóricas</span><span class="NormalTextRun SCXW188276443 BCX0"> e metodológicas para diversos campos de estudos. </span></span><span class="EOP SCXW188276443 BCX0" data-ccp-props="{&quot;201341983&quot;:0,&quot;335551550&quot;:6,&quot;335551620&quot;:6,&quot;335559731&quot;:709,&quot;335559740&quot;:240}">&nbsp;</span></p> 2022-08-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Pensata: Revista dos Alunos do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da UNIFESP https://periodicos.unifesp.br/index.php/pensata/article/view/14248 Esfera pública e debate intelectual no Brasil ontem e hoje 2022-08-25T14:26:49+00:00 Marcos Severino Nobre wlsantos@unifesp.br <p>Pensata Convida</p> 2022-08-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Pensata: Revista dos Alunos do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da UNIFESP https://periodicos.unifesp.br/index.php/pensata/article/view/14249 Universidade e Política na República de Weimar, o caso Norbert Elias 2022-08-25T15:00:58+00:00 Christophe Charle wlsantos@unifesp.br <p class="TextodoResumo"><span lang="pt" style="color: windowtext;">Este artigo apresenta o contexto político das três principais universidades onde Elias estudou ou trabalhou no período entreguerras. Cada uma delas apresenta um perfil intelectual e político específico. Mais nacionalista e antissemita em Breslau; mais liberal, mas cada vez mais fortemente engajada à direita em Heidelberg; mais esquerdista e aberta ao marxismo em Frankfurt. A comparação entre fontes objetivas e documentos autobiográficos permite explicar por que Elias estava mais ou menos engajado nos debates nessas universidades. Mostra também como ele censurou posteriormente algumas de suas orientações políticas e reconstruiu um constante retrato apolítico de si mesmo nas entrevistas autobiográficas com o objetivo de desfocar suas próprias hesitações, devido à subestimação dos perigos do antissemitismo radical no início dos anos trinta. A comparação com as orientações de alguns dos seus colegas ou discípulos revela por que ele operou essa memória seletiva do passado.</span></p> <p class="TextodoResumo"><strong><span lang="pt" style="color: windowtext;">&nbsp;</span></strong></p> 2022-08-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Pensata: Revista dos Alunos do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da UNIFESP https://periodicos.unifesp.br/index.php/pensata/article/view/14250 Université et Politique sous la République de Weimar, le cas Norbert Elias 2022-08-25T15:12:51+00:00 Christophe Charle wlsantos@unifesp.br <p>Cet article présente le contexte politique qui caractérise les trois principales universités&nbsp; où Norbert Elias s’est formé ou a commencé sa carrière d’assistant des années 1920 à 1933. Chacune présente un profil politique et intellectuel bien spécifique, plus nationaliste et antisémite à Breslau, plus libéral mais glissant de plus en plus à droite voire à l’extrême droite à Heidelberg, plus à gauche et ouverte au marxisme à Francfort. La confrontation entre les sources objectives et les témoignages tardifs d’Elias permet de déterminer qu’Elias était en fait plus ou moins engagé dans les combats de l’époque (à travers l’adhésion à une forme de sionisme), contrairement à l’image neutre et censurée qu’il a reconstruite plus tard pour se donner une image de sociologue apolitique. Il a cherché aussi à effacer sa sous-estimation des dangers de la radicalisation antisémite de l’Allemagne au début des années 1930. La comparaison avec les attitudes de ses principaux collègues ou disciples rend compte aussi des raisons de sa mémoire sélective de ce passé douloureux.</p> 2022-08-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Pensata: Revista dos Alunos do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da UNIFESP