Imagem, pornografia e paridade de participação: uma crítica interdisciplinar

Autores

  • Tarine Guima Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.34024/pensata.2021.v10.11146

Resumo

Neste artigo discutimos a questão da pornografia – de modo crítico – em três etapas: primeiro, em uma conceituação do que seria a imagem em si mesma, utilizando-se da teoria de Vilém-Flusser (1985), para compreender como a imagem se constitui como uma ferramenta de poder e dominação. Depois, adentramos a questão cinematográfica, apreendendo pontos importantes da crítica feminista ao cinema para, então, ter o devido embasamento para falar sobre um tipo de imagem cinematográfica específica: a pornografia. Quem nos auxilia nessa tarefa é a filósofa política e da linguagem Rae Langton (2009), perpassando uma discussão minuciosa sobre os problemas éticos e políticos da pornografia enquanto palavra, linguagem e imagem, bem como suas significações e impactos no mundo social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-08-25

Como Citar

Guima, T. (2021). Imagem, pornografia e paridade de participação: uma crítica interdisciplinar. Pensata: Revista Dos Alunos Do Programa De Pós-Graduação Em Ciências Sociais Da UNIFESP, 10(1). https://doi.org/10.34024/pensata.2021.v10.11146
Recebido em 2020-09-06
Aceito em 2021-03-15
Publicado em 2021-08-25