“Não nos deixeis cair em tentação”

uma análise sobre religião e virgindade no Brasil

Autores

  • Júlia Rajão Liboni Passos Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  • Laura Maciel Freitas Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

DOI:

https://doi.org/10.34024/pensata.2020.v9.10820

Resumo

Este artigo buscou investigar a associação entre religião e virgindade por meio da análise do envolvimento religioso de adolescentes (15 a 19 anos) e mulheres jovens (20 a 24 anos) que ainda não tiveram a primeira relação sexual. Ademais, almejou-se compreender as razões pelas quais essas mulheres nunca tiveram relações sexuais e de que forma a religião influencia essas motivações. Para isso, utilizaram-se dados da Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde da Mulher e da Criança (PNDS), realizada em 2006. Os resultados encontrados sugerem que as mulheres de religiões protestantes, especialmente as pentecostais, apresentam um menor risco de perderem a virgindade na adolescência e juventude. Os dados também indicaram que as mulheres católicas são um grupo com menor chance de não terem se iniciado sexualmente na transição da adolescência para a juventude, além de frequentarem menos assiduamente as atividades religiosas nesse mesmo período. Além disso, verificou-se que o adiamento da vida sexual entre as católicas, as adeptas de outras religiões e as sem religião é explicado pelo fato de ainda não terem encontrado o parceiro certo. Por outro lado, as protestantes tradicionais e pentecostais afirmam que pretendem esperar até o casamento para terem relações sexuais. Esses resultados reforçam a importância de se aprofundar a compreensão acerca do impacto da religião no comportamento sexual de adolescentes e mulheres jovens.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-02-16

Como Citar

Rajão Liboni Passos, J., & Maciel Freitas, L. (2021). “Não nos deixeis cair em tentação”: uma análise sobre religião e virgindade no Brasil. Pensata: Revista Dos Alunos Do Programa De Pós-Graduação Em Ciências Sociais Da UNIFESP, 9(2). https://doi.org/10.34024/pensata.2020.v9.10820