O que os filmes dizem de si ?

O que a análise dos campos revela sobre “Green Book” e “Infiltrado na Klan”

  • Danilo Dias Unifesp

Resumo

Este artigo tenta explicar o porquê que os filmes Infiltrado na Klan (2018) e Green Book (2018) geraram recepções tão distintas no público e na crítica, mesmo considerando suas similaridades temáticas e narrativas. Para isso, trabalhei com os conceitos de campo cultural e campo comercial do sociólogo Pierre  Bourdieu, estabelecendo uma análise relacional dos elementos do campo que evidenciam as teias de interesse por trás das produções. Indo mais afundo na questão da crítica, pretendi demonstrar a partir da leitura de José Carlos Durand como o perfil dos críticos tem mudado a partir do advento da internet e como isso influencia nas relações do campo. Com o mesmo princípio, também será discutido como certas escolhas narrativas e estéticas evidenciam o campo em que as produções estão posicionadas considerando as noções de otimismo e pessimismo nas artes analisados por Carolina Pulici.

Publicado
2020-07-28
Como Citar
Dias, D. (2020). O que os filmes dizem de si ?. Pensata: Revista Dos Alunos Do Programa De Pós-Graduação Em Ciências Sociais Da UNIFESP, 9(1). https://doi.org/10.34024/pensata.2020.v9.10542