Atualizações na doença de Parkinson através do tratamento com realidade virtual em 2018/2019

  • Jessika Mehret Fiusa Universidade Estadual de Londrina
  • Jociléia Wilseque Zamboni Faculdade Inspirar
Palavras-chave: Doença de Parkinson, Realidade Virtual, Reabilitação, Fisioterapia.

Resumo

Introdução: A Doença de Parkinson (DP) consiste uma afecção neurológica progressiva, caracterizada pela degeneração do sistema nervoso central. Entre as técnicas de tratamento utilizadas na DP, a realidade virtual (RV) é utilizada com o intuito de realizar simulações interativas em tempo real. Objetivo: O objetivo deste estudo foi verificar as técnicas mais utilizadas pelos pesquisadores atualmente na realidade virtual sobre a doença de Parkinson. Método: A revisão bibliográfica foi elaborada através da pesquisa nas bases Scielo, Bireme, Google scholar, PEdro e Cochrane, publicados no período de 2018 e 2019 com as palavras-chave virtual reality and Parkinson's disease. Resultados: Foram utilizados 7 artigos, onde o maior interesse dos pesquisadores foi saber se a RV é melhor do que o tratamento convencional e qual equipamento tem maior eficácia. Os métodos de avaliação foram variados, incluindo testes de marcha, mobilidade, cognição e qualidade de vida. Utilizaram amostra em média de 28,7 indivíduos com tempo de tratamento médio de 12,6 sessões. A técnica de realidade virtual foi capaz de obter 85% de eficácia para os pacientes com DP. Conclusão: A realidade virtual é um conceituado método de tratamento para a doença de Parkinson. Sugere-se a realização de pesquisas sobre a resposta da doença no momento em que o paciente será inserido ao ambiente real.

Métricas

Carregando métricas...

Referências

Dixit S, Tedla JS. Effectiveness of robotics in improving upper extremity functions among people with neurological dysfunction: A Systematic Review. Int J Neurosci 2019;129:369-83. http://dx.doi.org/10.1080/00207454.2018

Postuma RB, Berg D, Stern M, Poewe W, Marek K, Litvan I, et al. MDS Clinical Diagnostic Criteria for Parkinson’s Disease. Mov Dis 2015;30:1591-601. http://dx.doi.org/10.1002/mds.26424

Massano J. Doença de Parkinson. Acta Med Port 2011;24:827-34. file:///C:/Users/Ziggy/Downloads/1588-2237-1-PB.pdf

Capato TTC, Domingos JMM, Almeida LRS. Versão em Português da Diretriz Europeia de Fisioterapia para a Doença de Parkinson. São Paulo: OmniFarma, 2015.

https://www.parkinsonnet.nl/app/uploads/sites/3/2019/11/diretriz_dp_brasil_versao_final_publicada.pdf

Tori R, Kirner C, Siscouto R (eds). Fundamentos e tecnologia de Realidade Virtual e aumentada. Porto Alegre: Editora SBC. 2006. https://pcs.usp.br/interlab/wp-content/uploads/sites/21/2018/01/Fundamentos_e_Tecnologia_de_Realidade_Virtual_e_Aumentada-v22-11-06.pdf

Dockx K, Bekkers EM, Van den Bergh V, Ginis P, Rochester L, Jm H, et al. Virtual reality for rehabilitation in Parkinson ’ s disease. Cochrane Database Syst Rev 2016;12 CD010760.

http://dx.doi.org/10.1002/14651858.CD010760.pub2

Severiano MIR, Zeigelboim BS, Teive HAG, Santos GJB, Fonseca VR. Effect of virtual reality in Parkinson’s disease : a prospective observational study. Arq Neuropsiquiatr 2018;78-84.

https://doi.org/10.1590/0004-282x20170195

Alves MLM, Mesquita BS, Morais WS, Leal JC, Satler CE, dos Santos Mendes Fa. Nintendo WiiTM Versus for Xbox KinectTM Assisting People With Parkinson’s Disease. Percept Mot Skills 2018;125:546-65. http://dx.doi.org/10.1177/0031512518769204

Pelosin E, Cerulli C, Ogliastro C, Lagravinese G, Mori L, Bonassi G, et al. A multimodal training modulates short-afferent inhibition and improves complex walking in a cohort of faller older adults with an increased prevalence of Parkinson’s disease. J Gerontol A Biol Sci Med Sci 2020;75:722-8. http://dx.doi.org/10.1093/gerona/glz072

Maidan I, Nieuwhof F, Bernad-elazari H, Bloem BR, Giladi N, Hausdorff JM, et al. Evidence for Differential Effects of 2 Forms of Exercise on Prefrontal Plasticity During Walking in Parkinson’s Disease. Neurorehabil Neural Repair 2018;32:200-8.

http://dx.doi.org/10.1177/1545968318763750

Ramos MTC, Costa LA, Silva LO, Costa TL, Melo RA. A Influência da Realidade Virtual no Equilíbrio e na Qualidade de Vida dos Pacientes com Doença de Parkinson. Rev Univ Vale do Rio Verde 2018;16:1-8. http://dx.doi.org/10.5892/ruvrd.v16i1.3529

Braz NFT, Dutra LR, Medeiros PES, Scianni AA, Faria CDCM. Eficácia do Nintendo Wii em desfechos funcionais e de saúde de indivíduos com doença de Parkinson : uma revisão sistemática. Fisioter Pesqui 2018;25:100-6. http://dx.doi.org/10.1590/1809-2950/17131825012018

Souza MFS, Bacha JMR, Silva KG, Feitas TB, Torriani-Pasin C, Pompeu JE. Effects of virtual rehabilitation on cognition and quality of life of patients with Parkinson’s disease. Fisioter Mov 2018;31:1-9. https://doi.org/10.1590/1980-5918.031.ao12

Publicado
2020-04-13
Como Citar
Fiusa, J. M., & Zamboni, J. W. (2020). Atualizações na doença de Parkinson através do tratamento com realidade virtual em 2018/2019. Revista Neurociências, 28, 1-8. https://doi.org/10.34024/rnc.2020.v28.9561
Seção
Artigos de Revisão