Eficácia da eletroestimulação funcional na amplitude de movimento de dorsiflexão de hemiparéticos

Autores

  • Martins F.L. M. Fisioterapeuta, Mestre, Professor(a) do Curso de Fisioterapia – UNILAVRAS
  • Guimarâes L.H.C. T Fisioterapeuta, Especialista, Professora do Curso de Fisioterapia – UNILAVRAS
  • Vitorino D.F. M. Fisioterapeuta, Mestre, Professor(a) do Curso de Fisioterapia – UNILAVRAS
  • Souza L.C F Acadêmica do Curso de Fisioterapia – UNILAVRAS

DOI:

https://doi.org/10.34024/rnc.2004.v12.8878

Palavras-chave:

FES, dorsiflexão, hemiparéticos

Resumo

A espasticidade de flexores plantares é uma característica freqüente em indivíduos hemiparéticos, provocando uma diminuição da amplitude de movimento na dorsiflexão e uma dificuldade na marcha destes indivíduos. A estimulação elétrica funcional (FES) vem se mostrando um método eficaz no aumento da força muscular, na redução da espasticidade e no aumento da amplitude de movimento (ADM). Métodos: Foram selecionados 8 pacientes hemiparéticos da Clínica de Fisioterapia do UNILAVRAS, divididos aleatoriamente em 2 grupos: o grupo 1 foi constituído por indivíduos que realizaram tratamento fisioterápico, com uso do FES; o grupo 2, denominado grupo controle, realizou tratamento fisioterápico, sem utilizar o FES. Foram mensuradas as ADMs ativa e passiva de dorsiflexão e a posição de repouso da articulação. Resultados: No grupo 1, houve um aumento significativoda ADM de dorsiflexão, tanto ativa (p= 0,014) quanto passiva (p= 0,024). No grupo 2 não foram observadas alterações significativas nas ADMs. Conclusão: a eletroestimulação funcional (FES) é um coadjuvante terapêutico importante no aumento da dorsiflexão de indivíduos hemiparéticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARON, C.E.; MATTOS, P.M.; ALVES, D.P.L.; LIANZA, S. Avaliação da efetividade da palmilha FES na marcha de pacientes hemiplégicos. Fisioterapia Brasil vol. 4 n.4 jul/ago, 2003.

CARVALHO, F.N.; FONSECA, A.P.C. Avaliação da marcha de pacientes hemiparéticos em tratamento com órtese elétrica funcional. Med. Reab. 56, p. 5-10, 2001

EDWARDS, S. Fisioterapia neurológica: uma abordagem centrada na resolução de problemas. Porto Alegre: Artmed, 1999.

GILBERTONI, P.V.; LOPES, J.; SCOTON, M.K. Análise da marcha hemiplégica após estimulação funcional. Reabilitar. Ano 5, n. 18, jan/mar, 2003.

GUIRRO, R.; NUNES, C.V.; DAVINI, R. Comparação dos efeitos de dois protocolos de estimulação elétrica muscular sobre a força isométrica do quadríceps. Ver. Fisiot. USP. V. 7, n. 1/2, jan/dez, 2000.

KITCHEN, S.; BASIN, S. Eletroterapia: prática baseada em evidências. 11ª ed. São Paulo: Manole, 2003.

LIANZA, S. Estimulação elétrica funcional: FES e reabilitação. 2ª ed. São Paulo: Ateneu, 2003.

LOW, J.; REED,A. Eletroterapia explicada: princípios e prática. 3ª ed. São Paulo: Manole, 2001.

MAGRI, M.; SILVA, N.S.; NIELSEN, M.B.P. Influência da inervação recíproca na recuperação da função motora de pacientes hemiplégicos. Fisioterapia Brasil. Vol. 4, n. 3, mai/jun, 2003.

PINHEIRO, G.A.; COSTA, A.G.M.; ARAÚJO, E.P.R.; RODRIGUES, T.A.; BARBOSA T.P.A. A neurologia que todo médico deve saber. São Paulo: Ateneu, 2003.

PRENTICE, W.E. Modalidades terapêuticas em medicina esportiva. 4ª ed. São Paulo: Manole, 2002.

ROBINSON, A. J. ; SNYDER- MACKLER, L. Eletrofisiologia clínica: eletroterapia e teste eletrofisiológico. 2ª ed. Porto Alegre: Artmed, 2001.

ROWLAND, L.P. Tratado de neurologia. 9ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1997.

SOARES, A.V.; PAGLIOSA, F.; OLIVEIRA, G.O. Estudo comparativo entre a estimulação elétrica neuromuscular de baixa e média freqüência para o incremento da força de preensão em indivíduos sadios não-treinados. Fisioterapia Brasil. Vol. 3, n. 6, nov/dez, 2002.

SOBRINHO, J.B.R. Hemiplegia: reabilitação. São Paulo: Ateneu, 1992.

Downloads

Publicado

2004-06-30

Como Citar

M., M. F., T, G. L., M., V. D., & F, S. L. (2004). Eficácia da eletroestimulação funcional na amplitude de movimento de dorsiflexão de hemiparéticos. Revista Neurociências, 12(2), 103–109. https://doi.org/10.34024/rnc.2004.v12.8878

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)